À espera

CuriosoCélia, CMMG9 Comentários


Naturalmente que a autarquia não é responsável por assegurar os rendimentos dos nossos artistas locais. Cada um tem que se governar a si próprio com os meios de que dispõe. O que se viu este fim-de-semana em S. Pedro foi um artista local fazer aquilo que se vê nas capitais de todos o mundo, onde milhares de pessoas se acumulam sem que haja lugar para todos. O estojo da viola serviu para recolher os donativos que quem ali estava quis dar. Enquanto isso a Célia afirmava na segunda, na reunião de câmara, que a Câmara esteve aberta a todos os artistas que quisessem actuar no verão em S. Pedro! Ou seja, em vez de ser a Câmara a organizar as festas de verão e convidar os artistas locais, ficou à espera que eles se fossem oferecer! Onde já se viu algo assim?! A cultura do concelho é gerida assim! Será que todos os que irão actuar no verão foram também oferecer-se? Não é compreensível que a gestão da cultura seja feita deste modo e que a Célia se mostre tão incapaz de fazer algo simples como seja saber o que está agendado para acontecer. Enquanto isso, enquanto não têm um rasco de visão para fazer aquilo que é necessário, os artistas locais têm que ir improvisando enquanto vêm o seu município ignorá-los e maltrata-los de uma forma tão ostensiva.


Seguir
( 2 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

9 Comentário em “À espera”

  1. Avatar

    Animação de rua, com prata da casa, contratada pela Câmara! Anima e ajuda os nossos artistas! Porque não? Gostei da proposta da Dengucho.
    Oxalá a Cidália, apesar de muito limitada e sem visão nenhuma, a aceite.

  2. Avatar

    Parece-me que a Célia não disse exactamente isso na reunião de câmara.. vão lá ver e ouvir melhor…

    1. Avatar

      Coitada da Célia… mas ela entende a nossa língua?! Tão fraquinha… de cultura e educação. Só deve dar mesmo para a educação física de tanto dar à língua no mercado do peixe!!

  3. Avatar

    20 artistas locais passaram estes 3 meses na casa da cultura. Arre burro! E já agora quantos passaram recibo?

    1. Curioso

      Caro Anónimo. Presumimos que todos uma vez que a autarquia não pode efectuar pagamentos sem o devido documento contabilístico, nos termos que a lei exige. Parece-nos que aí está a querer ir por um caminho que não vemos como os serviços permitiriam que se fosse.

    2. Avatar

      Dos 20, quantos eram “artistas locais”? Ou será que “locais” é num raio de 250 kms?

Deixar uma resposta