Fundo de emergência

CuriosoCMMG11 Comentários


Há já bastantes dias foi aprovado pela câmara a criação de um fundo de emergência para acudir a situações mais graves de pessoas com carências na sequência da pandemia. Na assembleia municipal todos se pronunciaram quanto à urgência de por em funcionamento esse fundo e de permitir que os munícipes possam aceder a ele. Tendo em conta a urgência e o facto de ser conhecido que há já munícipes a passar necessidades, seria de prever que uma entidade diligente faria tudo para que os dinheiro pudessem ser utilizados o mais rapidamente possível. Claro que isso seria num concelho onde as coisas funcionem rapidamente. Aqui como não é assim, só ontem foi enviado aos vereadores da oposição o projecto de ‘regulamento’ que irá regular a utilização desses dinheiros e a forma como será feita a atribuição dos mesmos. Algo que deveria ter sido feito num par de horas, demorou dias a ser feito e a ser enviado. Agora a oposição tem ainda que dar a sua opinião e só depois disso é que o ‘regulamento’ estará em condições de ser posto em execução. Até la, o fundo de emergência é mais ou menos como o kit, existe apenas no papel!


Seguir
( 3 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

11 Comentário em “Fundo de emergência”

  1. Avatar

    O Curioso é muito otimista.
    Tratando-se de um regulamento com eficácia externa, terá de ir a discussão publica.
    Assim o que terá sido enviado aos Vereadores é uma proposta de regulamento para ser aprovado em reunião da câmara e terá a tramitação que se segue:
    a publicação no diário da república para discussão pública com pelo menos 10 dias úteis;
    a análise e inserção dos contributos da discussão publica;
    aprovação da proposta de regulamento em reunião da câmara a submeter à assembleia municipal;
    aprovação da assembleia municipal;
    publicação do regulamento em versão fina no diário da república;
    entrada em vigor.
    No fim disto tudo, ou a pandemia acabou ou os verdadeiros necessitados morreram.
    Mas para que vai servir este regulamento se, tal como nos outros apoios da câmara, a Cidália e a Célia os atribuem a seu belo prazer sem critérios.

    1. Curioso

      Caro José Maria. Quando referimos ‘regulamento’ colocámos entre aspas porque o termo correcto não é esse na medida em que não é um verdadeiro regulamento.

      1. Avatar

        não é um verdadeiro regulamento?
        é um falso regulamento?
        desde quando uma entidade concede apoios sem estarem devida e legalmente regulamentados?
        bem nesta terra tudo é possível, desde que vi um burra a andar de bicicleta já acredito em tudo.

        3
        1
        1. Curioso

          Caro José Maria. Estamos apenas a referir aquilo que foi dito em reunião.

        2. Avatar

          Dava para fazer oposição sem insultos ou ofensas pessoais? Dava.
          Era a mesma coisa? Não.
          Triste oposição marinhense, despida de argumentação e carregada de balas de pólvora seca..

          2
          1
  2. Avatar

    Anónimo das 18:21. Antes pólvora seca do que a verdadeira pólvora que atinge os Marinhenses e os aleija verdadeiramente, que é a inércia e incompetência desta Presidente e seus vereadores do PS. Um atraso!

    1. Avatar

      Mais um grande momento argumentativo da oposição!
      Uma verdadeira pérola!
      O executivo é incompetente porquê?
      É inerte porquê?
      Porque sim, claro!
      Porque é!
      Porque não há-de ser?
      Se vocês dizem, que é, deve mesmo ser.
      Pobreza franciscana.

      2
      1
      1. Avatar

        Para contrariar o “momento argumentativo da oposição”, enumere e argumente o que de positivo fez este Executivo, nestes quase 3 anos de mandato com todos os orçamentos e revisões aprovados.
        Ah… não contam as obras executadas e adjudicadas de 2017 para trás.

        3
        1
  3. Avatar

    Ao ler todas estas publicações, ao ver toda esta vergonha e imcompetência que reina para os lados dos paços de concelho, apetece dizer bem alto, Paulo Vicente volta, corre com esta gente, e sim, começa a dinamizar ete concelho.

  4. Avatar

    Caro anónimo das 23:32, melhor que o regresso do Paulo, seria mudarmos a sede do concelho para a Vieira de Leiria.

    1. Avatar

      BOA IDEIA
      óptimas instalações já lá têm.
      obra do Paulo Vicente quando foi presidente da junta

Leave a Reply