Os cravos

Curioso25 Abril14 Comentários


Este ano não vamos ver a varanda com cravos. O cravo tornou-se o símbolo da revolução quando as floristas começaram a distribuí-los quando os militares ocuparam fizeram a ocupação e o cravo passou a ser o símbolo da revolução. Mas o símbolo do 25 de Abril nem sempre foi usado por aqueles que ocuparam lugares de poder. Cavaco não o pôs. Portas não o pôs. Muitos mais não o puseram e hoje o argumento do virus serve para que não tenham que se por. O cravo na lapela não teve, para muitos, qualquer significado e aqui, no concelho, sabe-se que há os que não vão ter o que o usar. Publicamente foi já dado a conhecer que duas forças políticas não irão estar presentes nas cerimónias oficiais. Será interessante ver como irão sustentar algumas ideias quando à abertura de alguns serviços, com as devidas salvaguardas, se daqui a dois dias, com as devidas salvaguardas, não o querem fazer com a desculpa de que devem ser o exemplo. De que adianta defender a abertura de alguns serviços quando não dão o exemplo de como tudo pode funcionar quando, num ambiente controlado, optam por estar em casa?! Quase parecem a Mayor de Las Vegas! De pouco adiantam as afirmações, tipo chavão, de defesa de algo quando a prática mostra algo diferente. Os cravos não vão surgir, mas, bem vistas as coisas, eles já não surgiam e, nessa altura, ainda não havia a desculpa do vírus!


Seguir
( 2 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

14 Comentário em “Os cravos”

  1. Avatar

    Alguém que engana com sorrisinhos, mas que tem muito de anti-democrático, jamais iria desperdiçar esta onda populista para se afirmar pelo que nunca teve coragem de fazer… ser avesso ao 25 de Abril.
    Tenho muita pena de muitos democratas e cidadãos de esquerda que se movimentam neste movimento, estarem a ir nesta onda populista e totalmente inaceitável.

    4
    1
  2. Avatar

    Apoiava o MPM/Aurélio. Perde o meu apoio. A falta de comparência nas comemorações de uma das data mais importante de Portugal será o princípio do fim destes independentes, que pelos vistos não o são. Viva o 25 de Abril.

    4
    1
    1. Avatar

      Eu já penso exatamente ao contrário, e como eu sei que existem muitos mais. Pelo vistos o representante do MPM apenas está a cumprir aquilo que é pedido aos cidadãos, estamos em emergência, fiquem em casa. Parabéns aos que se distanciam da decisão de festas, seja ela qual for neste momento de emergência. Para trabalhar, na CMMG é em tele-trabalho, mas para festas estarão presentes contrariando o país, excepto o “tirano” da A, se estiverem presentes, sinal que até aqui estiveram em tele-descanso.

  3. Avatar

    “Este ano não vamos ver a varanda com cravos.” Não mesmo, porque a Presidente Cidália optou por colocá-los na porta dos cemitérios do concelho como que a dizer que neste concelho o 25 de Abril e os seus símbolos foram a enterrar.
    Há gestos que falam por si e revelam as intenções dos seus mentores, por isso o pico tem de estar alerta porque a “reação não passa a reação não passará” 25 de ABRIL SEMPRE

    1
    2
  4. Avatar

    Também apoiava e saúdo a decisão do MPM.
    Pelo que percebo, decidem pela própria cabeça e em coerência com o que o momento exige, não precisando que venha um ser “superior” (vindo de além) para lhes impor o que devam fazer.

    3
    2
  5. Avatar

    Sobrou o PCP e o PS, este ultimo mesmo contrariado, la teve que ir para compensar e agradecer a aprovação do orçamento
    Pobre Marinha.

  6. Avatar

    A CDU propôs o programa de comemorações do 25 de Abril que a Cidalia e a Célia decidiram aproveitar. Entre as ideias sugeridas, estava o enfeitar a Câmara,como todos os anos, aludindo ao 25 de Abril. Espero que se concretize.

  7. Avatar

    Sr. Curioso se for coerente, espero que a partir da data 25 Abril, comece aqui neste espaço a defender que as próximas
    reuniões de vereadores, de Assembleias Municipais e de Freguesias sejam presenciais com as devidas protecções que a DGS recomenda, porque a não acontecer é a maior vergonha até agora da democracia. Srs. políticos vamos lá então dar exemplo à população de como se deve fazer. Fico à espera

    3
    1
    1. Curioso

      Caro Anónimo. Desde que seja assegurado o distanciamento necessário e os eleitos possam usar máscaras, não vemos porque não poderão começar a ter reuniões presenciais. Naturalmente que não podem ter lugar nas mesmas condições que têm sido realizadas. Aliás, as medidas do Governo para abertura dos serviços prevêem isso mesmo. Quer queiramos quer não, o país vai ter que recomeçar a abrir-se, lentamente e de acordo com as regras definidas pela DGS.

      1
      1
    2. Avatar

      Parece que o MpM o PSD e o +C se distanciaram verdadeiramente!
      Nas próximas autárquicas bem que podiam fazer o mesmo.

  8. Avatar

    Vamos ver se o PCP, vai ser tão activo a partir de sábado para que promova a presença dos seus vereadores nas reuniões
    e nas juntas. Vamos aguardar.

  9. Avatar

    Anónimo das 23:16: as vereadoras da CDU propuseram que as reuniões fossem presenciais algo que pelos vistos foi a Cidalia e o PS que recusou. Vi a gravação da reunião de 2 feira dia 4 de Maio e a Alexandra esclareceu essa questão. A Cidalia respondeu que ela é que manda e ela é que decide onde e como fazem as reuniões. E por isso foi por videoconferência.

Deixar uma resposta