Dois em um

CuriosoCMMG11 Comentários


Há algum tempo que a câmara tem estado a braços com um problema. O ex-vereador que trata dos cemitérios tem seguido o caderno de encargos e as reclamações têm sido muitas. Os cemitérios têm sido um dos assuntos que mais reclamações tem causado. O Caetano não tem conseguido resolver o problema, mas o vírus vai resolver! É um dois em um! Fecharam o cemitério e resolvem o que de outro modo não seriam capazes de resolver. Claro que se sabe que os mais idosos não devem sair de casa, mas não podemos ignorar que aqui no concelho existe muito o culto aos falecidos. Há idosos que tinham apenas um compromisso no dia: visitar quem os abandonou prematuramente. O encerramento dos cemitérios aqui no concelho é uma medida que se traduz num acto de insensibilidade para todos aqueles que ficam privados de visitar os seus entes idos. Claro que entendemos que é mais fácil fechar do que criar uma forma ajustada de permitir que o culto aos falecidos possa ser mantido. Em vez de organizaram acesso condicionado ao cemitério, optam por fechar, sem pensar na dor que isso irá criar a muitos munícipes. ‘Resolvem’ o problema que o ex-vereador não tem ajudado a resolver e o Caetano tem sido incapaz de dar solução, mas criam um outro não menos grave. A comunicação que a Cidália fez ao final da tarde é de um lirismo que incomoda. Mais do que fechar o cemitério, que não visa ajudar os munícipes, mas somente resolver-lhes um problema de pessoal, querer que as cerimónias fúnebres sejam realizadas com distanciamento é de loucos! Mais lógico teria sido interditar as cerimónias fúnebres senão a familiares em vez se virem com uma medida que não poderá ser cumprida. 15 pessoas são as permitidas o que significa que se um munícipe falecer e tenha uma familia grande, além da dor da perda irão ter a dor de escolher quem pode acompanhar o falecido!


Seguir
( 2 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

11 Comentário em “Dois em um”

  1. Avatar

    Não será pelas reclamações? E agora quem paga é o coronavírus! Assim resolvem a situação, dois em um! Mais nada e depois logo se vê. XV

    1. Curioso

      Caro Anónimo. Tenha cuidado. Não venha cá, não vá ficar contagiado por outra coisa além da cegueira de que padece.

      3
      1
  2. Avatar

    Cada cavadela cada minhoca, diz o povo do alto da sua sabedoria.
    É verdade, esta Cidália não acerta uma.
    Na minha opinião o encerramento dos cemitérios só pode justifica-se porque os aí residentes não têm o afastamento social recomendado de 2 metros;
    Só são permitidas 10 pessoas familiares a acompanhar o defunto, será por marcação como os bilhetes da Casa da Cultura? A Cidália também reserva alguns para os amigos?
    As diretivas do Bispo diocesano também se aplicam aos agnósticos, ateus, muçulmanos, evangelistas, jeovas?
    O Cangalheiro Logrado ditou, o ex-Padre Araújo redigiu, a Super Presidente assinou e o povinho aguenta …. e tudo por causa desse chinês maldito de nome Coronovirus.

    1
    1
  3. Avatar

    Não descansaram enquanto não divulgaram o nome da pessoa infectada na Marinha. Não gostam dela claro.

  4. Avatar

    Soube que a Sra Presidente Cidália andou a avisar via telefone todas as pessoas suas conhecidas, quem era o infectado na Marinha.
    Porquê? Porque esse infectado é um grande crítico da lastimosa gestão que esta senhora tem feito do nosso Município.
    Ganhe vergonha, Cidalia.

    1. Avatar

      Isto é muito grave, diria mesmo que é crime por violação de um dos direitos fundamentais – o direito á privacidade.
      Mas não me admiraria que essa senhora tenha feito o relatado.
      Até quando vamos suportar isto?

  5. Avatar

    Este Largo é o único meio de sabermos algumas verdades…Continuem! O PS quer calar-vos. Não se calem!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address