Palavras para quê!

CuriosoCentro Saude13 Comentários


Palavras para quê!


Seguir
( 2 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

13 Comentário em “Palavras para quê!”

  1. Avatar

    A cidade está a cair, de dia para dia. Há edifícios da câmara com problemas que se arrastam sem se resolverem. As janelas da biblioteca estão podres, a cair, com plantas a crescer, sem bocados de madeira e sem vidros. O antigo mercado onde estava o presépio tem portas tapadas com contraplacado e vidros das paredes de fora partidos. O bar do teatro está fechado e abandonado. Tudo a começar a condizer com o estado em que está o centro, a cair. Fecham lojas e agências bancárias. As ruas estão sujas e a poluição visual é mais que muita. A câmara compra edifícios e propriedades no centro e deixa-os ir caindo. Faltam médicos, enfermeiras e polícias. Há escolas que gritam por obras. O pinhal ardeu e nada se vê fazer para o plantar de novo. São Pedro está ao abandono… E podia continuar.
    Se isto não é o princípio do fim, não sei o que é.

    1. Avatar

      É a incompetência do Executivo e sobretudo da sua Presidente, que tudo fez, “atropelando” tudo e todos para chegar a Presidente da Câmara, agora está à vista a sua capacidade.
      Para além do mais e no caso em concreto, falta de médicos no SAP, a Professora Cidália rasteja perante os governantes do seu Partido, põe os interesses do PS a cima dos interesses do concelho, para além da saúde, é o pinhal, é as conservatórias, é o estado de poluição e degradação das praias, é a educação onde não há nem se vislumbra um único centro escolar (apenas “obritas” nas velhas escolas primárias), etc… etc… etc….
      Professora Cidália vá para casa, já fez mal de mais ao concelho para continuar por mais dois anos, porque venha quem vier será, certamente, melhor que você.

      1. Avatar

        Sr Anónimo 8:42, concordando contudo o que diz, solicito que retire a palavra Professora, porque até se torna ofensivo à profissão. Nunca lhe reconheci competência para estar à frente do concelho, pelos visto eu tinha razão.

    2. Avatar

      Sr Anónimo das 23:31, verdadeiro retrato da Marinha Grande, só não vê quem não quer. Bateu fundo, MESMO

  2. Avatar

    E se eu vos contasse o desaguisado entre o Nelson Araújo e o Dr Pedro Sigalho da ARS… Aquele Nelson pega-se com toda a gente. Sem razão nenhuma.

    1. Avatar

      Imagino, mas a única culpada é essa espécie de Presidente Cidália que permite que um raçabiado, um mal formado não resolvido trate de alguma assunto em nome do município.

    2. Avatar

      Sr Anónimo 19:15, o que diz só confirma a minha opinião. Só ele sabe, quem não está com ele, está contra ele. Mal de nós que o temos dentro da CMMG.

  3. Avatar

    E vem a propósito a opinião do Presidente da Comissão Politica do PS e Chefe de Gabinete da Presidente da Câmara acerca da sua Presidente da Câmara Cidália Ferreeira, em quem esta deposita toda a confiança – estão mesmo bem um para o outro.
    Mais comentários para quê… é mesmo NELSON ARAÚJO
    ” Camaradas e Amigos
    Há seis meses atrás propus-me avançar com uma lista à CPC do PS da Marinha Grande por entender que devia assumir essa responsabilidade perante uma candidatura alternativa que se perfilava de uma forma pouco transparente e que denunciava vir a ser o princípio da instrumentalização dos Órgãos Partidários para fins pessoais (fossem de ambição para o futuro ou de ressabiamento sobre o passado recente).
    O resultado foi o que todos conhecemos.
    A verdade é que o PS na Marinha Grande, pelo menos, desde 2015 que não está bem.
    A divisão criada a quando da disputa federativa Sales / Medeiros deixou marcas até aos dias de hoje.
    Pretendia eu alcançar a união do Partido e a sua revitalização, tarefa que se demonstra quase impossível tal é a desmobilização generalizada dos Militantes e Simpatizantes em relação ao Partido.
    Pretendia eu reforçar o apoio político ao Executivo na Câmara, mas também essa tarefa me parece cada vez mais difícil quando o Executivo, mormente a Presidente, não manifesta disponibilidade para escutar a voz do Presidente da CPC que é também o seu Chefe de Gabinete.
    E este é o ponto chave da minha mensagem hoje a todos vós que me acompanham na Comissão Política.
    Neste momento o Executivo está em «roda livre» e sem qualquer estratégia definida para a Governação.
    As decisões são tomadas de uma forma arbitrária, ao sabor das urgências diárias, sem calendarização de prioridades, sem agendamento político de grandes questões, sem discussão interna.
    O fracasso das negociações com a CDU é também sintomático.
    A verdade é que a Oposição pressente a falta de interesse e de empenho da Presidente em assumir compromissos, em delegar competências… quando nem nos seus próprios Vereadores ela tem confiança plena e manifesta.
    O Partido precisa, hoje, mais que ontem, e menos que amanhã, de ter força política não apenas para fora, como também para dentro.
    Se sempre me assumi como candidato para «defender» o Executivo, para dar força e suporte a um Executivo minoritário, e não permitir que este fosse partidarizado, a verdade é que não posso ser cúmplice desta estratégia de «apagamento» do Partido perante o seu Executivo.
    O Partido precisa de reconquistar o seu espaço e de se afirmar perante o seus Eleitos.
    2021 está já aí à porta e por este andar não vamos longe…
    Para além disso, não posso ainda deixar de lamentar tudo quando aconteceu quer na Federação quer no Congresso Distrital em relação às eleições para os Órgãos Distritais e Nacionais.
    A Marinha Grande foi uma vez mais prejudicada e menosprezada por quem deveria olhar para nós com outro interesse e respeito.
    Fiz notar isso quer ao Presidente da Federação, quer à SGA em carta que lhe enviei e à qual nem resposta tive.
    Assim, e em consciência, não posso senão sair de cena.
    Irei apresentar a minha demissão da CPC e assim abrir a porta a que se realizem novas eleições para a CPC o mais brevemente possível.
    E ao contrário de outros, saio para não voltar a entrar, preferindo remeter-me à condição de Militante de base.
    Resta-me agradecer-vos por tudo, sobretudo pelo apoio incondicional que me deram sempre!
    Saudações Socialistas
    Nélson José Nunes Araújo
    Leiria – Marinha Grande”

    1. Avatar

      Mas esse Nelson Araújo não se vai candidatar de novo para o mesmo lugar no PS da Marinha Grande?
      A Professora Cidália ainda o mantém na Câmara depois do que ele escreve dela porquê?

      1. Avatar

        Porque não têm mais onde cair…
        A Cidália, porque não percebe a sua mediocridade… Acha-se útil.
        O ex-padre, porque precisa de um salário ao fim do mês.
        2 Medíocres!

    2. Avatar

      Será que o individo não está a sair de cena, para não estar associado à incompetência desta presidente e sua vereação, ao péssimo trabalho patente na gestão do concelho, para depois aparecer de cara lavada e concorrer à CMMG em 2021? Cheira-me que aqui há gato!!!!!

  4. Avatar

    E quem serão os candidatos à concelhia do partido socialista da Marinha Grande? Que não se caia no Constâncio, seria outra vez mais do mesmo. Precisam-se de novas mentalidades, de novas caras, os socialistas existentes na Marinha Grande estão ultrapassados. Já agora gostava de ser esclarecido, uma vez que falei no nome Constâncio, qual a explicação que o Constâncio (Pai), e igualmente pai do “mercado” do atrium, deu para a criação do mercado naquele espaço? Os custos foram feitos e ficamos assim? Os dinheiros desapareceram num elefante branco, e sem stress, azar, não serve. Parece que tudo é normal, milhões gastos e não se pedem justificações e a CMMG perdeu o dinheiro. Vergonha, muita vergonha, estas pessoas terem estado em executivos passados, gastaram e tudo ficou igual. Vergonha terem aparecido, na última discussão pública sobre o mercado, e a dar opinião sobre uma matéria que foram a vergonha do concelho. Precisa-se de justiça, precisa-se de democracia. VERGONHA, VERGONHA, VERGONHA…. processos na incompetência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address