A arder

CuriosoBombeiros8 Comentários


Seria de presumir que nos soldados da paz isso existisse, paz. Não é o caso aqui na corporação. Temos vindo a receber alguns relatos que dão conta do mau estar ali existente desde que a actual direcção tomou posse. Em causa estão várias situações de interferência da direcção na área operacional da corporação e serem dadas instruções para que os elementos da corporação passem a desempenhar funções que estão longe daquilo para o que estão vocacionados, seja a venda de rifas, o pintar paredes ou até mesmo o cortar árvores. A par de, não tendo qualquer preparação para isso, quererem mandar na operacionalidade, estão a ser criados ‘regulamentos’ que colocam os operacionais pouco disponíveis para aquilo que estão vocacionados. Mercê disso, o ambiente e os conflitos entre elementos da própria corporação começaram a existir e fala-se mesmo em abandono. Pelo que conseguimos saber, a direcção optou por profissionalizar um dos seus elementos que, sem que tenha formação para tal, está a querer desempenhar as funções de ‘comandante’. Longe vão os tempos em que os elementos da direcção actuavam de forma gratuita. Pelo que é público, pelo menos o secretário (que dizem os que lá estão que está mais interessado na escalada e no poder) está a receber € 900,00 acrescido de mais um subsídio de € 250,00. E a revolta dentro da corporação surge quando se sabe que há bombeiros que, estando há imensos anos lá, não recebem tal quantia ao final do mês, arriscando a vida e ajudando quem deles precisa. Não deixa de ser estranho que uma associação que deveria gerir voluntários tenha no seu seio quem receba salário, ainda por cima para criar mau ambiente! Pelo que conseguimos obter de informação, a manter-se a actual situação dentro da corporação, com interferências por parte da direcção e em especial de quem ali foi colocado para ‘mandar’ nos bombeiros, tudo aponta para que os operacionais possam avançar para medidas mais extremas que poderão por em causa, inclusive, os serviços que prestam à população. A direcção está, pelo que apurámos, a criar mais problemas do que a resolve-los. Os bombeiros não estão a ser capazes de apagar o fogo que colocaram a arder dentro do quartel!

Contactámos a direcção que se recusou a comentar o assunto.


Seguir
( 2 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

8 Comentário em “A arder”

  1. Avatar

    Quem deu ordens para cortar as árvores, já foi processado por isso? A CMMG já fez o que lhe compete sobre esse atentado ambiental e ao património público?
    Vida fantástica que tem esse secretário que nem um penso sabe fazer…

  2. Avatar

    Mas alguém tinha dúvidas que a direção iria dar chatices? Andam a saltar de associações em associações na busca de protagonismo ou de um tacho na politica.

  3. Avatar

    Estão a espera de quê?
    Onde o Carvalhas põe a mão é o que se vê, se bem que aqui tem as costas quentes pela Cidália

  4. Avatar

    Acho que anda muito pessoal preocupado com o bom trabalho que está a ser feito nos bombeiros.

    2
    7
    1. Curioso

      Caro Anónimo. Não há informação de que esteja alguma coisa esteja a ser feita, mas os relatos do que tem estado a acontecer são preocupantes.

    2. Avatar

      Verdade sr anónimo das 17:23, os Bombeiros fazem e farão sempre um bom trabalho, pena que a direção eleita não tenha “pedal” para os acompanhar. As árvores foi um exemplo, oh Cidália porque os proteges?

      1. Avatar

        Protege, porque são todos amigalhaços.
        Eles também a protegem…
        Tudo socialista. Tudo no tacho!

Deixar uma resposta