CMMG

Há umas semanas houve uma cerimónia, daquelas que os políticos gostam, com a Altice por causa de uma parceria e também por ter sido assinado o contrato de fornecimento de comunicações. Há umas semanas também, logo após o Rallye, o executivo permanente foi questionado relativamente ao motivo que levou a que os painéis electrónicos da câmara tivessem sido utilizados para publicitar aquela empresa. A resposta que é para ser dada é, no mínimo, curiosa! Pelo que tivemos conhecimento, segundo a Cidália, a organização do Rallye pediu à Altice que fosse facultado acesso à rede de internet para que pudessem fazer a transmissão da prova, sem custos. A empresa, esperta, não se quis atravessar sem contrapartidas e apenas aceitou fornecer rede se o pedido partisse da câmara e, como contrapartida, a câmara publicitasse a marca deles nos painéis electrónicos, o que aconteceu. Para a Cidália nada disto é anormal! Não percebeu que a organização do Rallye pediu que ela metesse uma ‘cunha’ para que a Altice aceitasse fazer o que eles pediram. Parece não ter percebido que meter a autarquia a pedir patrocínios privados para um evento que não é organizado pelo município contraria as regras de transparência que deve existir e de não dever / poder existir utilização de bens públicos para fins privados sem prévia autorização. No momento em que a Cidália aceitou utilizar a câmara para que fosse obtido um patrocínio abre o precedente perigoso de qualquer entidade poder vir a fazer o mesmo e de, por essa via, poder começar a utilizar bens públicos para fins privados sem que passem pelo filtro da aprovação por todo o executivo. É o que dá as cerimónias onde todos aparecem muito amigos em que depois se facilita. A explicação que a Cidália deu é o exemplo claro de como funciona a ‘cunha’ e de como se obtêm favores para privados com bens públicos. Não só é um precedente perigoso pela porta que abre como é perigoso pelas ligações que evidencia. Resta esperar para ver se a informação já foi enviada aos vereadores da oposição e, quando for, qual a reacção que irá causar.


Seguir
( 3 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

4 comentários

  1. A situação descrita configura crime?
    A ser assim que esperam os vereadores da oposição para participação ao MP, até porque ao tomarem conhecimento e não agirem são coniventes com o suposto crime?

    3
    1

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário