E o mercado de novo

CuriosoCMMG6 Comentários


Ontem o Caetano foi peremptório ao afirmar que não concorda com o mercado no local onde estão as tendas. depois de lermos aquilo que o chefe de gabinete escreveu no Facebook, acusando o MpM e PCP de terem ido contra o que antes foi decidido, fomos dar uma vista de olhos ao que decidiram em 2017. Quando foi analisado o estudo que foi feito (inquérito), o Aurélio afirmou que “Hoje foi definido a localização do mercado (e apenas a sua localização), sendo nas proximidades do atual. Esta é a vontade dos utentes (clientes, vendedores, outros comerciantes e população em geral) e consolidada pelo estudo de opinião verificado”. O ex-vereador Vitor afirmou que “finalmente decidimos avançar com a construção do mercado e definir a sua localização”. O ex-presidente Paulo referiu que “Foi então acordado que a decisão do executivo teria em conta esse estudo que a maioria dos inquiridos aponta para a localização agora deliberada”. Também a Cidália votou a favor aquele estudo que assentava nestas condições: “Quanto à dimensão a maioria dos inquiridos prefere um Mercado maior que o actual; Quanto ao modelo a maioria dos inquiridos prefere um Mercado todo coberto; Quanto aos diferentes tipos de equipamentos/bancas existentes a maioria dos inquiridos prefere um Mercado com mais equipamentos/bancas; Quanto à escolha da localização a maioria dos inquiridos prefere a localização atual (proximidades); Os bares/cafés/restaurantes são os equipamentos/bancas/lojas cuja existência no futuro Mercado é considerada mais importante“. O que ontem foi decidido foi aprovar a compra caso se decida que o local exacto é aquele e, tendo em conta que o estudo falava nas “proximidades” do local actual, não é fácil ver em que é que houve um retrocesso. Cabe agora decidir a localização exacta e, se for naquele terreno, fica a porta aberta a que não haja impedimentos. Pelo que ontem foi possivel ouvir, o único que está contra o resultado do estudo que foi feito é o Caetano que deixou claro que não quer o mercado ali. Quando se lêem algumas coisas nas redes sociais fica-se com a sensação de que o que estamos a ler saiu do impulso e não tanto daquilo que a história demonstra. Neste caso, o que foi decidido há dois anos foi que o mercado iria ser construído nas proximidades do local onde está hoje e ontem não foi decidido nada em contrário! Claro que o que se escreve nas redes sociais tem um fim claro e dirigido àqueles que não vão ler o que antes foi decidido e aos que não se dão ao trabalho de assistir ás reuniões de câmara, sendo escrito com fins claramente eleitoralistas.


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

6 Comentário em “E o mercado de novo”

  1. Avatar

    É o que faz a falta de qualidade dos autarcas.
    Quais as competências do Caetano, quais as capacidades para poder ser ele a decidir onde fica melhor o mercado?
    Desde quando é que ele tem capacidade e qualidade para saber tudo o que é bom para a cidade?

  2. Avatar

    Entre a Av da Liberdade e a Av 1.o de Maio há muito terreno para construir, desafogado, com bons acessos, bem localizado, poderia ficar junto ao terminal rodoviário e é na proximidade do atual mercado das tendas.

Leave a Reply