JFMG

Hoje é dia de luto nacional. A morte de Freitas do Amaral motivou comentários de consternação de todos os partidos. Gostasse-se ou não das suas convicções políticas, foi um eminente professor de direito, fundou um partido numa altura difícil para as ideias que defendia e foi presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas. Mas, independentemente de tudo isso, o luto nacional foi decretado pelo Governo e há que respeitar. Acima de tudo, há entidades que têm que obrigatoriamente respeitar o luto nacional. A câmara cumpriu a sua obrigação e colocou a bandeira ameia haste. Já a Isabel optou por ignorar o luto e manteve a bandeira da Junta com bandeira hasteada em sinal de desrespeito e, percebe-se, como uma afirmação politica. Mostrou ter uma falta de sentido de Estado e respeito pelas instituições que, francamente, não esperávamos.


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

14 comentários

    • Falta de respeito institucional, foi o que mostrou. Não merece o respeito deste povo democrático. Enorme falta de desconhecimento da história recente deste país.

      1
      1
    • Sr Anónimo das 13:10, que falta de respeito democrático, é por essa e por outras como essa que somos pequeninos. Foi uma situação vergonhosa, não respeitar uma decisão do governo. Quer se goste ou não, Diogo Freitas do Amaral foi um dos 4 pais da democracia no nosso país. Num momento critico, criou um partido que talvez tenha sido a solução para não existir extrema direita em Portugal. Neste país democrático, a morte foi respeitada do Sr Álvaro Cunhal, que também, quer se goste ou não teve igualmente um papel importante no nascimento deste estado democrático. O não respeito por tal situação, só demonstrou a falta de capacidade, da Sra Presidente de Junta, esta sim, foi uma verdade demonstrada. Quer queiramos ou não existem partido que tiveram a sua importancia no concelho, mas o presente, demonstra a falta de capacidade para acompanhar os tempos inovadores.

  1. A Junta de Freguesia da Marinha igual há uns bons anos.
    A Câmara deu no ano passado um chorudo subsídio para as obras, numa antecipação ilegal de comparticipação de despesas não efetuadas, neste momento, e já lá vai quase um ano, nem obras nem dinheiro.
    Que se passa, alguém sabe?

  2. Anónimo das 13h10, ser ou não ser hipócrita é uma coisa, respeito é outra.
    Ser presidente de uma instituição também é respeito. Temos que respeitar para ser respeitados.

    6
    1
  3. Inqualificável!
    Tratando-se ainda de alguém que se posiciona para ser candidata à presidência da Câmara e candidata na lista de deputados da CDU, fica-lhe mal, mesmo muito!

  4. A CDU da Marinha está louca. A Isabel? Como Presidente da Câmara? Onde é que tem capacidade para isso? Já nos chega uma Cidalia. Incapaz e incompetente.

  5. Só quem é mal intencionado, é que pensa que foi de propósito, é lorque não me conhece, eu teria agradecido um telefonema a lembrar-me já que andei todo dia desce cedo com a mão na massa a acompanhar o pessoal na orientação da montagem do espaço onde amanhã vai funcionar o ato eleitoral! Falar é fácil esperava de si uma política mais limpa.

    1
    3
      • E a obra do edifício da Junta?
        Onde está o subsídio que a Junta recebeu da Câmara para as obras?
        A Isabel não responde, porquê?
        Este ano quanto é que a Cidália vai pagar para a CDU deixar passar o orçamento?

        2
        1
    • O Sr Presidente da República, também não fez de propósito, mais ainda, não foi ele a colocar na bandeira no 5 de outrubro 2017 apenas a içou e teve de viver com a critica, agora a meu a ver foi pura incompetência e uma enorme falta de sentido de estado para quem se empenhou por uma Portugal democrática. Nunca a meu ver existirá capacidade politica e democrática para no futuro, pensar, apenas digo, pensar ser presidente de camâra. Muito trabalho!!!!!! muito trabalho temos todos e no entanto não nos podemos esquecer de comprar pão para os filhos.

      1
      1
  6. Falta de respeito institucional, foi o que mostrou. Não merece o respeito deste povo democrático. Enorme falta de desconhecimento da história recente deste país.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário