BombeirosCMMG

Ontem surgiu mais um atentado contra árvores aqui no concelho. As que rodeavam o quartel dos bombeiros foram ‘podadas’ quase pela raiz. No comunicado que há dias foi feito foi afirmado que “o que vamos fazer é um corte muito radical, ficando em algumas situações um simples tronco, mas que rapidamente rebentarão e voltarão a recuperar a sua folhagem”. Foi sem dúvida radical, tão radical que ficaram apenas os coutos! O corte foi feito fora do recinto do quartel o que significa que foi feito em árvores que são do domínio público. Sendo árvores do domínio público, porque estão fora dos muros do quartel, a câmara tinha, como é óbvio, algo a dizer sobre esse corte uma vez que são árvores de todos nós. Nem se pode dizer que foi algo feito às escondidas uma vez que foi anunciado e foi feito bem nas barbas da autarquia. Significa isto que a câmara, não tendo impedido o corte, concordou com a poda radical que foi feita por quem não deveria sequer poder mexer nas árvores, mas optou por quase as chacinar. A associação dos bombeiros parece ter metido os pés pelas mãos neste assunto ao cortar o que não lhes pertencia nem podia ser mexido, com a complacência da câmara que nada fez para impedir, o que significa que, daqui para a frente, qualquer munícipe que se sinta incomodado com uma árvore que esteja em domínio público poderá seguir o exemplo e fazer uma poda radical. Cortem todas as árvores, tapem tudo com cimento e alcatrão. As gerações futuras irão agradecer!


Seguir
( 9 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

32 comentários

  1. Um verdadeiro atentado.
    A Câmara é a única responsável porque cortou ou autorizou que alguém o fizesse em bens seus e em sua propriedade.
    As árvores não denotavam qualquer doença e estavam vivas e frondosas, talvez necessitando de poda.
    Recordo, há não muitos anos, quando foi construído o novo muro e vedação em redor do quartel dos bombeiros foi alargado o canteiro das árvores e o muro de suporte foi feito em betão armado para suportar as raízes das árvores. À época foi tudo acautelado em beneficio das árvores.

    6
    2
    • Caro Verde, você não vê nas fotos a fita de Proteção Civil Municipal?
      Assim parece que foram os serviços da Câmara os autores desta proeza.

      1
      1
  2. A única coisa que me preocupa é terem deixado os cepos …. Porque grandes ou pequenas , têm o mesmo efeito e causam os mesmos danos , devem ser retiradas na sua totalidade e colocadas árvores que não causem os danos que as que agora foram cortadas causam não só aos bombeiros mas tb a quem por ali estaciona em redor.

    1
    4
  3. 😨😰😰😰 que informação dramática!
    “Oh Zé oh Zé assassinaram a tua mãe.
    Calma que eu já obtive essa informação!”

    3
    6
  4. Na Marinha Grande o desprezo pelas árvores cresce a olhos vistos… Com a conivência da maior parte da população, que se está marimbando para esse problema… Aliás, na perspetiva deles, as árvores só estorvam, criam lixo, com as folhas e ramos, e ainda esburacam os passeios… Enfim, pérolas para porcos…

    8
    1
  5. Que tristeza que revolta, enquanto uns lutam pela natureza outros a destroem… É mau de mais… Se as raízes destroem os passeios, porque não plantam árvores de raiz aprumada?

    • Já agora Sr Alvaro Amaral, além dessas que diz, que devem e bem serem podadas, acrescentaria a enorme árvore que se encontra na frente da sede das Trutas, já seria também merecedora de um corte (poda), pois alguns ramos de vez em quando caem, e existe uma escola mesmo em frente. A direção da dita sede já deveria ter intervido, pois seria essa a sua obrigação, mas pelos vistos, têm dificuldade no olhar mais alto. O meu receio, e pelos visto até poderá ser realista, é de um corte “radical”.

    • Sr Álvaro Amara, concordo consigo, tratar também das da rua de Leiria. Aproveito ainda para alertar que existe uma enorme árvore em frente da sede das Trutas, mesmo em frente da escola, onde diariamente passam meninoss e meninas, os ramos são enormes, alguns já caíram, espera-se lentamente por um infeliz acidente. Penso e tenho a certeza que a direção da dita sede, teria obrigação de fazer este alerta a quem de direito, mas terão, talvez dificuldade de olhar para cima. Uma poda seria importante, ou então irei pedir o motoserra e farei o que os bombeiros ou alguém desses lados fez, pois a impunidade também deverá de existir para a minha pessoa.

  6. Hipocrisia suprema !!!!!
    Compreendemos agora a aversão árvores, será por isso que a Presidente não exige ao ICNF e ao Governo a reflorestação do Pinhel do Rei, como gostamos de lhe chamar.

  7. Ó Carlos, que ideia a tua de mandares cortar as árvores. Estavam-te a fazer comichão? É um absurdo. Não há dúvida nenhuma que marcas bem a tua passagem pelos bombeiros, pela negativa.

  8. Quando as questões ambientais estão na “moda” e fazem esta merda.
    Não sou engenheiro do ambiente, jardineiro nem tenho conhecimento na área, mas se as árvores não colocavam em perigo as pessoas ou estavam em risco de queda esta merda ( que isto não é brincadeira) tem de ter culpados, responsabilizados e castigados.
    Tem de existir uma explicação para está brincadeira. Alguém quis fazer isto e alguém aprovou.
    Se esta governação chegar ao fim é o 5o milagre de Fátima.

    7
    1
  9. Mataram as árvores, estão satisfeitos. Agora que já testaram os serrotes, não percam a embalagem e matem também as do futuro terminal rodoviário. As que estão ao longo da Avenida, bota abaixo também, só incomodam.

  10. Quando é que o Carlos Carvalho se demite? Será que vai ter cara para continuar à frente dos bombeiros depois do crime que mandou que fosse cometido? E já foi feita participação crime?

      • Caro Anónimo. Tanto quando conseguimos saber, não. É certo que foi permitido que o corte tivesse lugar durante o dia sem que alguém levantasse problemas. Poder-se-á dizer que houve uma autorização por omissão.

  11. Caro Curioso, olhe que não, olhe que não…
    Pelo que se consta internamente, terá havido um pedido escrito por parte dos Bombeiros, terá sido solicitado parecer técnico interno que foi negativo.
    Informe-se caro Curioso.

    • Caro Anónimo. Tal como referimos, não houve autorização expressa. Resta saber porque não houve intervenção para impedir o que foi feito, enquanto estava a ser feito. É que no edifício da câmara até se ouviam os moto-serras!

    • Protagonismo? Quem quer protagonismo assim? Demitir-se porque ainda não pediu desculpa aos marinhenses pelo crime ambiental que cometeu, porque os bombeiros são importantes para o concelho mas não podem fazer tudo como querem e para que não faça mais asneiras.

  12. E porque não o comandante. Porque era pretensão dos bombeiros cortarem as árvores há já muitos anos e isso é público. Alguém se anda a esconder nas costas de outros. Mas não é só de agora. Subir sem olhar a quem

    • Agora há que pedir responsabilidades. Só espero que a câmara, que não está isenta de responsabilidade, quando for atribuir o subsidio aos bombeiros não deixe de descontar o valor deste crime ambiental. Uma entidade que não a câmara não pode achar que é dona e senhora do que está à sua volta e cortar árvores indiscriminadamente.

  13. A Cidália mimalha ficou ofendidinha com a falta de beijinho das altivas arbóreas aquando das legislativas! Abatam-se as girafas comunistas! – disse ela pró capataz enquanto batia as sandálias doiradas na passadeira… não… pronto, apenas na ciclovia vermelha.

  14. Sabe-se que foi a Cidália que autorizou o Carlos Carvalho a cortar as árvores, para ser mais rápido, porque se fosse a Câmara teria de adjudicar o trabalho por concurso público.
    Como compensação da despesa os bombeiros ficaram com a madeira.
    Esta foi a autorização dada pela Cidália.
    Para quê criticar os Bombeiros se estes fizeram um favor á Câmara e aligeiraram-lhe as críticas.

    • É tudo farinha do mesmo saco. Pode ser que assim o presidente dos bombeiros consiga realizar o seu sonho de há muitos anos e entrar na política. O favores pagam-se.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário