CMMG

Todos os anos se discute quanto é que o executivo camarário conseguiu cumprir daquilo que foi apresentado no ano anterior no orçamento. A execução orçamental mede esse desempenho. Ontem, na reunião de câmara, a Alexandra afirmou mais do que uma vez que a execução está na casa dos vinte por cento. Não temos esses números e, como tal, não podemos afirmar que assim é ou não. O que não deixou de ser estranho foi o facto de, perante a afirmação da Alexandra, a Cidália ter ficado calada e não ter ripostado com um outro número qualquer. Esse silêncio leva-nos a acreditar que o valor que foi avançado como sendo o da execução orçamental está correcto o que significa que, do que foi orçamentado, apenas 1/5 está executado. A confirmarem-se esses valores estaremos perante uma das mais baixas execuções orçamentais de sempre.


Seguir
( 3 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

8 comentários

  1. O Estado funciona ao contrário dos privados…
    Assim se vê, que a câmara mais não é que uma gigantesca agência de emprego partidário.
    No privado, faz-se obra, muitas vezes sem recursos e arriscando.
    No estado, há dinheiro, mas obra nem vê-la.
    Conclusão óbvia: quem gere a coisa pública, não tem competência nem capacidade para executar o que quer que seja! E nem sequer têm de aplicar o seu dinheiro. É o dinheiro dos contribuintes, que lá cai, quase do céu… Não produzem nada!
    É preciso ser, mesmo muito muito fraco!

    5
    1
  2. Eles esquecem-se que precisam de pessoas para produzir, de confiança para segurar o leme, de ideias para alcançar estratégias, de responsabilidade para assumir decisões. A Cidália é uma tola sem igual. Toda a gente que priva com a senhora tem uma ideia bem definida da sua falta de conteúdo. Atrevo-me a dizer que nos inunda de pena o seu discurso vazio, mas arrepia de medo saber que é a presidente deste concelho. Tereza Coelho, sabias bem o que a peça não valia.

    • De facto a câmara não tem estado a cumprir o orçamento, mas também não nos podemos esquecer que muitos projectos que já deviam estar em curso foram bloqueados pelo MPM. Um dia estes senhores vão ter que responder perante a população. A estratégia de serem força de bloqueio está a prejudicar o desenvolvimento da Marinha Grande.
      Se quiserem exemplos é só perguntarem.

  3. Já passaram 4 horas e o anonimo das 10:53, continua sem apresentar qualquer exemplo.
    Não apresenta porque não tem qualquer projecto que tenha sido bloqueado pelo MPM – é lixado !!!
    Inventar artimanhas para denegrir só comprova o receio que existe no MPM, e sobretudo naquilo que eles podem fazer pelo municipio. Assim os marinhenses lhes deem essa oportunidade e percebam as mentiras dos detratores e seus sabujos.

  4. 20%??????? Excelente. Ó MPM, Ó CDU, vocês só complicaram o trabalho do executivo, vocês são a culpa da incapacidade do executivo. Os orçamentos participativos não se executaram por vossa culpa, a piscina não está construída por vossa culpa, o mercado igualmente, vocês são a desgraça do concelho.
    Este executivo não sabe trabalhar em democracia, oposição metam baixa e vão para casa, a ver se a Sra Cidália já consegue trabalhar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário