CMMG

Em 20 de Agosto do ano passado era assinado o contrato para que fosse feita a remodelação da escola da Moita. Em 17 de Maio a obra deveria estar concluída. Não está. Quem ali passa pode ainda ver que a escola está toda ela inutilizável. As crianças não têm onde brincar; o barulho das obras é insuportável e os quatro ciclos estão todos numa única sala. A indignação dos encarregados de educação chegou até nós. Pelo que é possível ver, as obras estão ainda para durar e não parece haver grande preocupação em acelerar a obra de modo a que as crianças passem a ter um lugar digno onde aprender. Os espaços que deveriam estar destinados ao recreio, estão vazios e as crianças confinadas a um cubículo. Na obra conseguimos ver três homens a trabalhar! Este é mais um ‘belo’ exemplo do que é o cuidado que a autarquia tem com as crianças. Iniciado o ano lectivo as obras não terminaram. Aliás, atreveríamos a dizer que vão a meio. Qual será a explicação que irá ser dada aos pais? Será que já foram aplicadas as penalizações que são devidas por a obra estar com meses de atraso? Será que não há uma explicação a ser dada aos país?


Seguir
( 5 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

10 comentários

  1. Incompetência desta Presidente. Mas vão ver. Quando a obra terminar ( seja lá quando for mas antes das eleições autárquicas), vamos vê-la toda inchada a cortar a fita e a EXIGIR uma placa com o nome dela.

    • A placa já está feita o Testas já tem o programa das festas de inauguração, bem como a contratação da Banda Filarmónica. A Cidália até já tem uns trapinhos novos para o ato solene.
      Apenas faltam as obras… mas o que é isso, para a festa de arromba que vai haver?
      O povo quer é festa, rallys a 89 mil euros, de resto siga…
      Abram os olhos Moitenses, dia 6 de Outubro poderemos já manifestar o nosso descontentamento perante tanta inércia e incompetência por parte deste Executivo PS.

      5
      2
  2. Como é possível tanta passividade por parte do Executivo Permanente e da sua Presidente Cidália?
    Será que a obra vai durar até final do mandato para em Setembro de 2021 ser inaugurada e aí haver a captação de votos?
    Onde anda o Presidente da Junta da Moita, António André, estará em letargia, que não reclama destas e de outras gritantes situações na nossa freguesia?
    Regressa Franclim Ventura, regressa Álvaro Martins e dêem um murro na mesa que esta senhora que está à frente dos destinos do concelho é uma incompetente e está a desgraçar o concelho e a nossa freguesia.
    Moita, Moitenses acordemos e ajamos para a defesa da nossa terra já que os supostos nossos representantes estão em letargia.

  3. Uma obra com contrato de execução de 180 dias e ao fim de mais de 365 ainda está neste estado?
    Como é isto possível?
    Já foram apuradas as responsabilidades pelo atraso?
    A oposição já exigiu que os relatórios de execução da obra fossem à reunião de Câmara?
    Que anda a fazer o Vereador das Obras?
    Que anda a fazer a Vereadora da Educação, que aceita que as aulas decorram há tanto tempo naquelas condições?
    Onde anda a Presidente que aceita passivamente esta situação?

  4. Penso que só existe uma soluçao, o povo
    Da moita tem de mudar está gente toda.
    Câmara e freguesia. Não se admite os nossos filhos serem tratados assim.
    É uma vergonha, os representantes e eleitos deviam ser obrigados a passaram lá o dia fechado na sala com aquela barulheira toda. Quem aprende assim?

    • Uma escola, mas pequena. Imagine-se uma maiorzita. Já foi assim no Pilado. Agora a Moita. E ainda acreditam que têm competência para gerir uma câmara municipal?

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário