MpMPCP

A falta de resposta às questões que são colocadas pela oposição começa a ser demasiado repetitiva e isso leva-nos a abordar de novo o tema. Já antes escrevemos sobre isso, mas nunca é demais repetir. As questões são colocadas e, com uma ou outra desculpa, há sempre forma de não serem dadas as respostas que são necessárias. Mais uma vez dizemos que os eleitos da oposição estão ali a representar mais munícipes do que os eleitos com pelouro. A falta de resposta às questões não pode deixar de ser vista como uma falta de consideração e mesmo de respeito para com tantas centenas de eleitores. A oposição tem estado quieta a deixar o tempo passar, como se estivessem à espera que caíssem de maduros. Mas se a ausência de resposta às questões é uma falta de respeito para com os eleitores, a falta de reacção por parte da oposição não pode deixar de ser vistam também como tal. E se, numa destas reuniões, perante a recusa em dar respostas ou perante o relegar das mesmas para uma resposta por escrito que nunca chega, a oposição em bloco se levantasse e se ausentasse da reunião? Afinal, se não estão ali a fazer nada e nem sequer as respostas vêm ser respondidas, porque não se ausentam? Não levam falta, porque comparecem à reunião, mas tornam-a impossível de ter continuidade. Quando é que a oposição decide assumir o seu papel e agir como tal?


Seguir
( 8 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

7 comentários

  1. Não sei bem quais as consequências desse acto, mas uma coisa eu sei, já é tempo de acabar com a prepotência e falta de respeito da Sra. Presidente para com os Vereadores da oposição e os munícipes.
    Todos sabemos que a falta de respostas às questões colocadas, se deve em primeiro lugar há incompetência da Presidente e dos Vereadores com pelouros, e em segundo faz parte de uma estratégia para manter os munícipes alheados da realidade, assim a proposta para, na falta de respostas os Vereadores abandonarem a reunião, parece-me a medida mais acertada a tomar pela oposição, isto é, se chegarem a consenso para tomar tal medida.

    • Caro Vieirense. As consequências seriam o facto de a reunião não poder continuar por falta de quorum. Inicialmente iria surgir a vitimização que seriam facilmente desmontada com o facto de, se aos vereadores não são dadas respostas, que estão lá a fazer?

  2. Ou será que já nuiguem leva a serio os vereadores? Tambem pode ser por ai. Só dizem disparates nas reuniões, depois perdem a credibilidade.

  3. Claro que cada força politica tem a sua estratégia. A Cidália misturando o bom desempenho do PS a nível nacional, tenta dele aproveitar-se. A oposição pensa que queimar a Cidália (e o PS Local) em lume brando daí tirará benefícios. Creio que as cabecinhas pensadoras mentoras destas estratégias, estão enganadas. Vamos ver, esperando pelas surpresas.

    • É simples: alterem as propostas da Cidália na reunião, incluindo no valor de subsídios; eliminem a delegação de competências da câmara na presidente; alterem o regimento e ponham tempo limite para a Cidália falar; ponham no regimento que as respostas aos vereadores são dadas na própria reunião após um intervalo de 30 minutos; é que arespostas sejam dadas.etc etc etc

  4. Bons comentários, são horas dos vereadores mudarem o discurso e de se fazerem de vítimas. Se não estão bem, tentem mudar as coisas. Ou é mais fácil apontar o dedo?

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário