A lição

CuriosoCélia, Isabel3 Comentários


Ainda sobre aquilo que tem sido a recusa da Célia em dar a informação exacta sobre o que são os apoios às associações e colectividades, há alguém com quem ela poderia aprender, já que não é assim tão difícil de fazer. Quem olhou para as contas que a Junta apresenta por certo que reparou que há uma enumeração dos valores que são dados às associações e colectividades. São valores pequenos, mas num orçamento que nada tem a ver com o da câmara, é alguma coisa. O interessante é ver que há a preocupação de contabilizar e dar a conhecer quantos quilómetros são percorridos com viaturas da junta em benefício das diferentes associações. Ainda que não seja muito o dinheiro que é gasto com isso, é uma forma de manter a transparência porque tudo isso são apoios que, como é lógico, são contabilizáveis. A Célia acha que isso dá trabalho e não dá a conhecer esses apoios indirectos. Pode ser que aprenda com a presidente da Junta como é simples fazer isso. Nem tem que inovar em nada, basta copiar. Fica claro que há coisas que podem ser feitas com facilidade, basta querer.


Seguir
( 2 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

3 Comentário em “A lição”

  1. Avatar

    Oh Curioso, mas quem é que lhe disse que a Célia quer aprender alguma coisa?
    Tanto a Célia como a iluminada Cidália julgam-se detentoras de toda a competência e tendo ao seu lado um ex-padre convivem com essa presunção, porque tal como a água benta cada qual toma a que quer.

    1. Curioso

      Caro Anónimo. Chame-nos ingénuos, mas queremos acreditar que o que não é feito o é apenas por incompetência e não de forma intencional.

      1. Avatar

        Oh Curioso, tens ido á catequese do padre Nelson?
        Parece com tanta ingenuidade!
        Aquelas duas sabem-na toda, além de incompetentes são prepotentes.

Leave a Reply