CMMGFEIS

Faz hoje 261 dias que a Cidália comprou para a câmara as antigas instalações da FEIS. Naquele já longínquo mês de Dezembro, foi assinado, com direito a reportagem, o contrato de compra do berço do vidro aqui no concelho. Pouco tempo depois a presidente afirmava que o destino que iria ser dado àquele espaço seria amplamente debatido entre a população. 261 passaram e não há qualquer sinal de que o assunto venha brevemente a ser discutido. A presidente adormeceu com o assunto e está difícil de despertar! E é nestes pequenos (não tão pequeno assim) assuntos que se percebe que não há rumo para o concelho. O executivo permanente limita-se a executar o dia-a-dia sem que se sinta que há alguma coisa planeada para o futuro. É quase como se tivessem medo de tomar decisões e, pior ainda, não soubessem que decisões tomar porque, pura e simplesmente, não têm um rumo traçado. Foi importante a compra daquelas instalações, decisão tomada no anterior mandato, mas mais importante do que isso era ser-lhe dado um destino. A Cidália foi capaz de ir colocar a assinatura do documento de compra, mas não consegue fazer mais do que isso. É, por isso, estranho quando ouvimos da sua boca e de alguns, poucos, do seus ainda seguidores afirmar que está a fazer um bom trabalho na gestão da autarquia. Que gestão? Mandar tapar buracos? É isso a boa gestão que apregoa quando deixa instalações que deveriam já estar a ser intervencionadas sem que se saiba sequer se há para ali alguma ideia?


Seguir
( 3 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

4 comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário