Caetano

No início do segundo trimestre de 2016 o então presidente anunciou que ia asfaltar o concelho. Era mais de um milhão e meio de euros, 52 quilómetros e 142 ruas que iriam ser asfaltadas. Não se viu que isso acontecesse. O asfalto ficou na gaveta juntamente com os projectos. Hoje em dia é o Caetano quem parece querer dar seguimento ao que o anterior presidente não conseguiu fazer e é vê-lo publicar as estradas onde está a ser colocado asfalto. É necessário? Claro que sim. Mercê de uma governação PS que durou dois mandatos, o concelho conseguiu chegar ao nível mais baixo em termos de qualidade das vias. A questão está em se saber se aquilo que agora o Caetano está a dar continuidade é algo que possa ser um motivo de tanto orgulho como parece ser o que sente. Não nos parece. Colocar asfalto nas estradas é a obra mais simples que pode ser realizada por uma autarquia. É simples acto de retirar parte do que existe (que nem isso é feito) e colocar novo. São aquelas obras que enchem o olho porque os carros deixam de fazer barulho quando caem nos buracos, mas que não se pode dizer que sejam fruto de um grande trabalho do executivo. Mas se o Caetano mostra com orgulho os tapetes que são colocados e que vêm do tempo do ex-presidente, não consegue mostrar mais do que isso. Obras estruturantes não consegue mostrar. Não há sinais da piscina; do mercado; do interface; da adutora; da ampliação da zona industrial; da lista de estradas por reparar que ia colocar online; da lista de processos de obra pendentes; da creche e nem mesmo da questão do jazigo! Ou seja, o trabalho do Caetano nestes quase dois anos de mandato foi pegar naquilo que foi começado no anterior mandato e dar-lhe seguimento, o que se traduz somente em obras necessárias, não se nega, mas de nenhuma complexidade. Não conseguiu mexer na secção de obras nem modernizar nada nos serviços que são da sua responsabilidade. Tudo o que são os assuntos ditos grandes estão na gaveta. É o vereador do asfalto e daquilo que está tratado, mas nada resolvido. Em termos olímpicos, é um vereador que nem os mínimos consegue atingir.


Seguir
( 2 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

9 comentários

  1. Concordo plenamente com este texto. É muito triste um vereador ser só capaz de fazer algo tão simples como mandar pôr alcatrão nas estradas . Pobreza… Incompetência.

    1
    1
  2. E mais , andam a a repavimenrar estradas onde oitenta por cento é veiculos pesados a tocarem nos telhados das casas , vergonhoso nos anos de hoje , de seguida à ruas que nunca foram pavimentadas pela Câmara e insistem a nem se preocuparem, mas não há duvida , saem ao líder do PS , esperou que o António Seguro trabalha se , para depois outro erguer a taça sem mérito , nada fez , nada deu , nem preocupado só com ele e os próximos , esta Autarquia é o espelho do próprio partido

  3. Andam a fazer o mais fácil…espalhar alcatrão!
    Podiam e deviam requalificar as ruas, como deve ser com:

    – Rede de águas pluviais
    – Rede eléctrica
    – Esgotos (as que não têm)
    – Rede de comunicações
    – Rede de gás

    Se forem ver, como fizemos hoje, as ruas que estão a ser asfaltada, parte delas continuam com má iluminação e um emaranhado de fios no ar. Isto sim era trabalho, mas certo dá trabalho e é necessário que todos estejam interessados. Mas para se receber um “NÃO” é preciso ..perguntar! Mas dá trabalho…pois dá, mas o fácil está feito…

  4. Estimado vereador Caetano,
    É com bastante satisfação que tenho apreciado o seu trabalho. Fico muito satisfeita por ter começado a alcatroar ruas da Marinha Grande, que é opinião geral já há muito precisavam. No entanto, tenho de confessar que estou muito desiludida, pois deveria ter começado a campanha do alcatrão pelo Largo das Calhandrices. Logo que possível, agradeço colocar lá uma camada, mas das grossas, pois os jumentos que por lá zurram, certamente vão destruir o piso com aquele bater dos casquinhos que lhes é tão característico.
    Um abraço e bom trabalho, que aqueles animais peludos bem merecem.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário