+ ConcelhoCMMGPCPPSPSD

Pode dizer-se que a tragédia se abateu sobre a autarquia com o falecimento de uma vereadora. Foi um momento de “profunda consternação e tristeza para toda a Câmara Municipal” como afirmou a presidente em resposta à nossa nota de pesar enviada à autarquia. A câmara esteve ao nível que se esperava ao decretar o luto municipal e esteve bem a Cidália ao decretar o minuto de silêncio. Não há nada a dizer quanto à forma como foi a reacção da câmara ao sucedido. Estiveram bem. As reacções foram muitas, desde os vereadores ao chefe de gabinete e adjunto. Acreditamos que a tristeza que muitos sentiram e irão continuar a sentir motivou as mais diversas reacções que foram todas expressas sem hipocrisia. São momentos como este que fazem lembrar que de nada adiantam as guerras que se travam, as lutas pelo poder quando, a meio do caminho, há sempre que tenha mais força e ponha um termo ao que se pretende. São estes momentos que fazem lembrar que a autarquia poderia ser muito melhor se todos se unissem em torno de um interesse comum, tal como agora se uniram na dor. Mas há sempre um senão! Os partidos, ou melhor, alguns partidos. Durante o fim-de-semana pudemos ler as notas de pesar. O PS foi o primeiro a expressar o seu pesar numa nota que foi publicada. Seguiu-se o BE. O MpM e o +C apresentaram as condolências. A Cidália, a Célia, a Alexandra, a Lara, o Botas e o Aurélio apresentaram notas de pesar. O PCP e PSD ficaram calados. Quando nem nestes momentos eles conseguem por de lado as divergências politicas e expressar a sua solidariedade, não há que esperar muito no que diz respeito a uma união no que diz respeito à governação do concelho.


Seguir
( 5 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

13 comentários

  1. Não leram tudo concerteza! A C.D.U. de Vieira de Leiria foi das primeiras a manifestar o seu pesar por tão triste acontecimento, e apresentar à familia as sentidas condolências, bem como a sua solidariedade à força politica que representava. O P.C.P tb o fez se calhar não mandou nota para a imprensa.
    Será mais correto informarem-se antes de escrever.

      • Tristeza…. Até neste momento triste aproveitam para fazer política…. Quem fez primeiro quem não fez…. Ridículo!! Qual é a importância disso!!!! São todos uma cambada de hipócritas!

      • Caro Anónimo. Respeitámos o período de luto municipal. Todos os actos e omissões dos políticos e partidos são sempre susceptíveis de serem apreciados, na vertente positiva e na negativa.

  2. Enquanto estão nessa falância demagoga , vão verificar nas várias juntas de freguesia, se estão tão bem informados não publiquem mentiras

    • Cara ErmenGilda láparo. Agora não percebemos! Que têm os partidos a ver com as Juntas? Ajude-nos a ficar mais esclarecidos. Quando e onde é que o PCP e PSD, enquanto partidos, expressaram as notas de pesar?

      • Caro curioso, fica-lhe mal insistir nesse tema, por respeito a toda a gente nem deveria ser tema aqui neste espaço.
        No caso do PSD e para que fique bem claro, esteve presente em todas as cerimonias e por vários elementos. Na questão do pesar foi dado directamente às familias. E quanto as notas consulte o PSD da vieira. Desculpe mas isto não é digno do largo.

    • De todos os comentários que li, só este me levou a que escrevesse qualquer coisa, porque acho que o infeliz acontecimento merece, e porque estamos sempre em processo de aprendizagem.
      Porque podemos ser melhores pessoas…..
      Porque ainda vamos a tempo de mudar…..
      …….., na morte, somos todos iguais…..
      Esta é a pura das verdades, no entanto a marca que deixamos na nossa passagem por esta vida pode ser impar, e poderá ser recordada por gerações futuras.
      A Mêlina Mira é uma dessas pessoas, a sua humildade, a sua bondade, a sua disponiblidade, a sua franqueza, o seu sorriso, a gargalhada impar, cativava qualquer pessoa.
      Sempre disponivel para agarrar um projeto, sempre disponivel para tornar os outros mais felizes, sempre disponivel para um olá, são pessoas desta cepa que admiro.
      Admirava a Mêlina, por tudo isto, admirava pela sua capacidade de trabalho, admirava por ser fácil admirar pessoas transparentes, pessoas que olham primeiro para os outros do que para elas.
      O seu trabalho como vereadora, foi sempre pautado, por uma causa que admiro e que me move, tornar os outros mais felizes, possibilitar melhores condições de vida para outros, alastrar a nossa alegria aos outros.
      Muitas vezes cheguei a dizer, (-Mêlina, atenção ao descanso, cuida de ti?, e ela respondia, nasci para trabalhar, só sei trabalhar). Mas infelizmente, a vida foi traiçoeira, a vida parou-lhe o que ela tinha de melhor, a vida parou-lhe o coração, e é isso que magoa, como pode uma pessoa, jovem, bonita por dentro, ir embora desta forma!!!! Onde existe a justiça? Lembro-me de comentar, então como correu a reunião da Câmara? (E ela responder, muita pouca decisão, muitos problemas, e acho que tantos poderiam ser facilmente resolvidos. Disse ela ainda, estou contente, porque hoje a sra presidente solicitou ajuda, e eu disse que ajudava e a presidente disse, deixe estar sra vereadora, e eu disse à sra presidente, eu ajudo, eu estou aqui para ajudar.) É isto que vejo na Mêlina sempre que penso nela, a ajuda que ela queria sempre dar, indiferente a quem a solicitava, ela estava sempre disponivel.
      Mêlina, acho que o disse algumas vezes, mas gostava de dizer novamente, admiro-te muito, sempre te admirei, vou ter saudades tuas.
      Sei que as tuas filhas vão sentir muito a tua falta, pela mãe e amiga que perdem, mas também, porque TU eras e és o melhor que elas têm.
      Não te esqueças…….envia-nos a tua gargalhada…………….saudades…….lua…..

  3. Nem quero acreditar naquilo que leio…. Aproveitarem se da morte da minha querida Amiga para fazerem poliquitices mesquinhas! Mas agora dar os sentimentos tb tem que ser uma competição? Por favor! Mais respeito por ela! Este post é cruel, desnecessário e desrespeitoso…….

    • Cara Ana Antunes. Permita-nos que discordemos. Não é mantendo-se o silêncio que se honra alguém e não se trata de fazer politiquice porque, queiramos ou não, foi um facto que envolveu um politico e que infelizmente teve lugar. É por respeitarmos a sua querida amiga que escrevemos dando conta das atitudes boas que achámos que os intervenientes políticos, dos quais ela fazia parte, tiveram em sua honra e memória. O nome da vereadora e acção, ainda que sem ter tido intervenção directa nas decisões da autarquia, não deve ficar no esquecimento.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário