Centro Saude

No momento em que escrevemos este texto são 15:45 de terça-feira, dia 9 de Julho. Acabámos de ser atendidos na rua por um médico que nos explicou que no centro de saúde fecharam tudo porque houve um “pequeno” erro de planeamento que levou a que as rebarbadoras não ficassem silenciosas nem o pó fosse acalmado pelas máscaras que foram distribuídas pelos utentes que foram postos no olho da rua. Utentes, médicos e enfermeiros foram postos na rua e o centro de saúde fechado. Tudo isto porque apenas agora chegaram à conclusão que fazer obras e atender doentes ao mesmo tempo não é propriamente a melhor solução. Pelo que nos foi dito, este é uma problema que tem vindo a ser recorrente. Claro que se entende que há obras que têm que ser feitas e que não é possível transferir todos os serviços para outras instalações, mas será que a saúde no concelho não possa ser tratada de um modo diferente daquele que esta a ser? Será que os responsáveis pelas obras não previram que terem máquinas a trabalhar ou obras que façam criar pó não são compatíveis com o atendimento de doentes? Será que não conseguiram prever que há determinado tipos de trabalhos que têm que ser feitos de noite, quando não há utentes? Será que só depois do problema estar instalado é que se pedem contentores quando deveria ter sido tratado tudo antes do início das obras? Será que não há mesmo capacidade nenhuma de verem as coisas para além do imediato? De que adianta virem, depois do mal feito, exigir soluções que deveriam ter sido previstas e tratadas antes do início das obras como se estivessem a fazer um grande serviço aos utentes? A execução das obras mostra a total incapacidade de planear e planificar o concelho.


Seguir
( 3 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

19 comentários

  1. Planeamento,…..
    É tudo á se apanho.
    Sabem lá o que andam a fazer??
    Bem á português.
    Um edifício enorme, será que, não houvesse alternativa,sem gastar ,, dinheiro,,em contentores?????
    O provisório,torna se sempre defenitivo ….

  2. Enquanto nas cidades próximas e dentro do distrito de Leiria aproveitaram os benefícios da comunidade Europeia e andam a construir centros de saúde novos , e descentralizados a Norte ou Sul , dos concelhos , na Marinha mais uma vez é isto , obras no que não tem remédio e continuar com todas as esperas que estamos habituados

    2
    1
    • Já tentou falar com os profissionais da UCSP Atlântica para saber qual é a opinião deles que sofrem com isto 8 horas por dia.?
      Quer que seja a Presidente de Câmara a dizer a um Eng. Civil como se planeia uma obra.?
      Já soube da reunião marcada pela Presidente de Câmara em data posterior a este post ? Pois eu ainda não vi nenhuma referência?
      Quer saber a verdade ou quer continuar a desinformar através de calhandrices o que se passa no centro de saúde?
      1º Obras no centro de saúde é bom ou é mau?
      2º Quem faz planeamento de uma obra é um eng.º Civil ou é uma Presidente de Câmara ?
      3º Após os graves acontecimentos de 9 de junho a Presidente agiu em conformidade ou não ( dentro das suas competências) ?

      1
      1
      • Caro Anónimo. Sabemos. Sabemos que eles aconselham os utentes a escrever as reclamações para que não sejam apenas eles a fazê-lo. Sabemos da reunião que teve lugar ontem, muito depois dos problemas existirem. Naturalmente que não é a presidente, professora primária de formação, quem pode dar instruções no que diz respeito a obras, mas é ela quem dirige a autarquia e é ele quem, em última análise, é responsável por tudo o que acontece. A câmara tem técnicos para isso mesmo. Não deixa de ser estranho que seja afirmado que a câmara tem acompanhado as obras, mas só se mexeu quando os médicos e enfermeiros vieram para a rua por ser impossível trabalhar lá.
        Quanto às suas questões… 1º: sim, a obra é boa. Nunca afirmámos o contrário. 2º: quem faz o planeamento é quem coordena a obra e quem a acompanha. A presidente é a responsável pelo município e se algo não corre bem, é ela quem responde pelo facto. 3º: agiu tarde e de forma reactiva e não preventiva. Já há muito que este assunto tinha sido falado e era do conhecimento de muitos, ainda assim só agora se mexeu. Se agiu em conformidade? Não nos parece que o que se deve esperar de um líder de uma câmara como a nossa, de um concelho que é líder de desenvolvimento tecnológico seja que reaja e não consiga estar rodeada de técnicos que consigam planificar de forma minimamente adequada uma obra num local onde se deveria tratar da saúde. Afinal, é assim tão difícil de prever que obras causam ruído e pó?

      • Não lhe parece que, sendo a câmara quem paga, tem uma responsabilidade e direito de controle acrescido? Onde é que isso está expresso no que tem sido a actuação da autarquia?

  3. Se não faz é criticada.
    Se está a fazer é mal planeada.
    Se age é reativa.
    Se fez é eleitoralista.
    Bem e agora parece que sendo professora primária é sinónimo de incompetência.
    Conheço tantos Doutores e Engenheiros armados em políticos que de Competência só têm a língua pois o papel aceita tudo e criticar quem decide e quem toma as responsabilidades é o lugar mais confortável de quem não precisa de fazer nada para brilhar dizendo apenas o que os outros fazem ou não fazem. Isto chama se desvalorizar o trabalho dos outros para nos valorizarmos a nós próprios.

    • Caro Anónimo. Gosta de entender mal, já percebemos. Não, não é como diz. É bom que faça, mas que faça bem. Será assim tão difícil fazer as coisas bem feitas, bem planeadas? Ser professora primária não é necessariamente sinal de incompetência. É sinal que não tem que saber de engenharia civil e, como tal, tem que se rodear daqueles que o são para que possam aconselhá-la a decidir bem. Um bom líder não é aquele que sabe tudo, mas o que se sabe rodear das pessoas certas para a função. Se não o sabe fazer, a isso chama-se incompetência que não decorre da profissão que poderá ter exercido, mas da incapacidade de perceber que se não sabe fazer algo bem feito, não deveria sequer ter tentado sem que o fizesse bem aconselhada.

      2
      1
  4. Não lhe parece que o que a Câmara tem feito é melhor que o que foi feito pela ARS à anos e anos? E que se estivéssemos à espera de tal entidade o Centro de Saúde depressa seria fechado por falta de condições?
    Apesar de haver quem paga (que não a ARS, que é quem devia), a responsabilidade técnica do acompanhamento da obra é da ARS… e aparentemente nem para isso servem!

  5. Se a Marinha Grande mantivesse a espera pelas respostas das entidades públicas responsáveis por diversos (muitas) necessidades do conselho, a Marinha morria.
    Finalmente parece que se percebeu que a Câmara tem de avançar sozinha…

    • Entre nada e alguma coisa, naturalmente que o saldo pende a favor da câmara. Nunca o negámos. A verdade é que nada justifica o estado a que se chegou esta semana.
      Quanto ao esperar, naturalmente que não deve esperar. A solução que foi encontrada é que é a de não bater o pé ao poder central, mas somente funcionar como ‘banco’. Como seria se não houvesse dinheiro perante uma autarquia que não consegue impor-se perante o poder central?

      • Portugal é Lisboa… o resto é paisagem…
        O resto só interessa (pouco) quando há eleições!

      • Queria ver esta gente incompetente a ter que governar sem dinheiro! Isto só é possível porque a Câmara já vai com 16 milhões no Banco. Assim é fácil! O problema é que nem assim conseguem arrancar com o que faz falta neste concelho . E emprestam dinheiro ao Governo pagando para fazer o que a este competia.

  6. De acordo. Mas então não venha a presidente defender o seu partido e o seu Governo por aquilo que não fazem em prejuizo de quem aqui vive.

  7. Um presidente de câmara defende sempre, a sua terra e as suas gentes, contra tudo e todos!!! Seja qual for o partido!
    Esta presidente, nunca o fará!
    Ela acha que um dia, chegará a Lisboa… Bom, com tantos maus representantes que lá estão, era só mais uma…
    Manifestamente, não é pessoa para liderar a Marinha Grande!

    1
    1

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário