CMMG

Hoje, na reunião de câmara, quer a Cidália quer o Caetano mostraram-se muito indignados por apenas serem questionados em relação ao que está por fazer no concelho. Percebeu-se que gostariam de ser elogiados por aquilo que aparece feito, como se isso não fosse apenas o cumprimento daquilo que disseram que eram capazes. Notou-se, uma vez mais, que o Caetano parece estar num tom mais arrogante, como se estivesse a fazer um bom trabalho. Só ele deverá estar convencido disso. Não deixou de ser curioso ouvir-se ele dizer, entre dentes, que o que estava a ouvir “já enjoa” enquanto a Cidália dizia “que tristeza“. É essa a forma como consideram o que a oposição pensa! Mas houve algo que a Cidália disse e que tem razão. A câmara tem estado a financiar as obras que são da responsabilidade do Governo. É assim no centro de saúde e é assim nas conservatórias. O governo usa a câmara como banco. Já sobre isso escrevemos e não questionamos a decisão. Mas há algo que fica por perceber quando se ouve a Cidália falar. As únicas obras de vulto que estão em curso são obras que não são da responsabilidade da câmara e nas quais ela funciona apenas como financiadora. Faz o papel de banco e nada mais. Isso permite concluir que a única coisa que a câmara sabe fazer é disponibilizar o muito dinheiro que tem parado – porque não o gasta porque não tem nada feito para o gastar – disponível ao passo que as obras que são da sua responsabilidade marcam passo e tardam em ver a luz. Ou seja, temos autarcas que se vangloriam das obras que estão apenas a financiar e das quais fazem questão de dar nota disso sempre que podem enquanto as obras que são da sua responsabilidade não chegam a sair do papel. Financiar obras não é feito digno de nota. Fazer obras projectadas e financiadas pela câmara é que deveriam ser mencionadas, mas essas, infelizmente, não há para mencionar! Hoje percebeu-se que efectivamente já enjoa que as coisas que vão sendo prometidas não sejam cumpridas, seja porque as esplanadas de S. Pedro vão passar o verão sem ser tratadas, seja porque as respostas que vão sendo pedidas ficam sempre por ser dadas.


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

5 comentários

  1. Pois… Já enjoa, de tanta tristeza!
    Cidália, Caetano e Célia, vós sois umas abéculas!
    Não fazem, nem sabem…
    Assim se compreende como na vida profissional pouco ou nada fizeram, encostando-se ao funcionalismo público. Fraco, fraquinho!
    Deixem-se disso pá. Não tem jeitinho nenhum… Poupem-se, e poupem-nos!

  2. É para haver execução orçamental no fim do ano.
    Vocês aqui andam sempre a dizer que não executam o orçamento.
    Assim, à falta de obras que competem à câmara, fazem as do governo, e sempre apresentam resultados no fim do ano e ajudam o Costa a conquistar mais uns votos.
    Melhor assim. Não pressionam o governo para fazer aquilo que lhe compete, não vá o governo chatear-se e fechar a torneira às pazadas de secretários de estado e ministros que manda ao concelho, para aparecerem nas fotografias do face e do jornal.

  3. Gastar…
    Gastar…
    Gastar….
    o que interessa no final do ano é ter-se gasto muito e dizer que tiveram uma execução orçamental melhor que em mandatos anteriores
    pobres de espírito que nem sabem aplicar o muito dinheiro que dispõem em algo de útil e necessário para o bem estar dos munícipes e desenvolvimento do concelho

  4. Eu dou razão à autarquia , e seu presidente , o problema da Marinha e não é de agora , é que a verdadeira oposição com ambições de governar , não tem de ser do contra , e muito menos andar preocupada com o dinheiro que existem nos cofres , e dar se ao trabalho de andar a fazer o que deveriam de ter exigido , falo de plantar pinheirinhos à mão , quando deveriam de exigir , a reflorestação a quem de direito , mas a verdade é que a mata não é nossa e muito menos as estradas que por lá andam degradadas , isso todos sabem , e claro que enjoa, a verdadeira oposição , apresenta projetos , de mobilidade. Construção , criação , trabalha em prol dos munícipes , e traça uma linha com valores , tempo e espaço , e onde vai buscar apoios para tal projetos , e garante capacidade negocial com munícipes em prol da evolução do concelho, e não foi esta autarca que juntou dezessete milhões por certo , eu como munícipe da Marinha Grande , enquanto não houver um projeto arrojado , feito pela oposição , vincado com sabedoria política , tenho de dar razão à presidente , pois só criticam , mas nada fazem nem nada apresentam

  5. O meu amigo deve estar enganado. Para além da oposição apresentar muitas ideias, que a Presidente chuta para canto, quem tem que fazer e tem os meios todos para isso é a Presidente. Esta é boa: inverter os papéis…

Responder a Anónimo Cancelar resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário