PS

Hoje pode ler-se o apelo que o Nelson faz para que se vote PS nas europeias. Na qualidade que tem de presidente da concelhia, é um apelo mais ou menos esperado. Cremos, no entanto, que, depois do que tem sido a governação da autarquia, o que deveria ter feito não seria um apelo, mas mais uma prece. Claro que se pode sempre dizer que o que se passa a nível local não afecta a votação quer para o parlamento quer para a Europa, mas haverá também que julgue uns pelo que os outros fazer e aí o resultado poderá não ser o esperado. Pensando nas eleições e em tudo o que tem acontecido, é curioso o facto de, depois dos dois últimos mandatos e de termos achado que seria difícil piorar-se, a sensação que se tem é a de que conseguiu ultrapassar essa fasquia e mesmo nós, que durante os dois mandatos ‘desancámos’ no ex-presidente e na sua chefe de gabinete chegámos ao ponto de dizer ‘voltem, estão perdoados’. Temos a sensação de que ninguém sabe o que está a fazer e, tirando as aparições públicas que vão sendo recorrentes, como que se fosse para ocupar todo o tempo para que não possam dedicar-se àquilo que deveriam dedicar, os eleitos não estão a dar conta do recado. Pensando nós que conhecemos um pouco aquilo que o presidente do PS pensa, cremos que todos os dias são para si um suplício que o fazem envelhecer a olhos vistos, o que explica um pouco a necessidade que sentiu de vir fazer a ‘prece’ para voto no partido.


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

8 comentários

  1. A única coisa que me faria votar no PS, seria a Cidália e seu elenco, fazer parte nas listas europeias, para desaparecer com eles daqui para fora!

    A democracia, em Portugal, está a servir para nos impingir, estes medíocres l, cujo percurso vale zero. Encostados ao tacho, vão “mamando” enquanto der, fazem vidinha boa, às custas da parolada saloia… O povo deixa. Somos burros!

  2. Uma prece do chefe de gabinete não é descabido, porque até sabe e não deve de estar esquecido. Mas deveria sim, de fazer uma prece mas era para todos desaparecerem, executivo, chefe de gabinete e adjunto da da presidente. E que pudessem vir pessoas sérias, pessoas de trabalho e sem tachos, verdadeiros homens ou mulheres que nos tirassem a Marinha Grande do abismo que se encontra.

  3. Deviam disseminar o voto, pelos partidos novos, nem ligar a quem lá está, só para estragar a festa, a estes profissionais do tacho, verdadeiros abutres da teta europeia, das jantaradas e orgias…
    Iam outros, assim como assim, iam rodando… Aquilo nem serve para nada!
    Já que é para votar nos que vão ter vida boa… Ao menos, dê-mos chance a novas figuras.
    O meu voto padreco… no PS, NUNCA mais!

  4. Parece que a Cidália está finalmente de saída… incompetente ela e o vereador Caetano e Célia. Tanta cagança na organizacao das festas, mas a empresa desistiu… NAO VAI HAVER FESTAS DA CIDADE

  5. O Nelson é o grande estratega da nossa câmara. Pena não ser ele o presidente.
    A Marinha é pequena demais para uma pessoa daquela dimensão.
    O Costa concerteza que está atento ao seu desempenho e tal como fez com o Pedrosa, terá em mente para ele, nao um cargo na SS de Leiria com o local de trabalho na Marinha, mas seguramente em Bruxelas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário