CMMG

Segunda vai haver mais uma reunião extraordinária para mais uma modificação ao orçamento. É já a sétima. Apesar de irmos com um andamento mais lento do que o ano passado, continuamos na mesma senda de fazer modificações por tudo e por nada, tudo porque o orçamento aprovado não é aquilo que deveria ser e não prevê o que deveria prever. Isto faz cair no que tem sido apontado como sendo a falta de planeamento por parte da câmara. E quem o diz não somos nós! Quem o diz são pessoas dentro do próprio partido. O Frederico foi magistral na forma como apontou os problemas que existem, com os quais ele e todos os munícipes se deparam. Durante os poucos minutos em que falou, o deputado deu uns açoites valentes na gestão da câmara e na Cidália. Porque melhor do que ler alguma coisa é ouvir o que ele disse, deixamos aquilo que ele pensa para que alguém possa reflectir.


Seguir
( 2 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

9 comentários

    • Grande Frederico Barosa!
      Interessante seria ouvir a resposta da Cidalia! Sabem qual foi? “Isso são frases feitas. Nunca se planeou tão bem”!!! Ah, ah, ah!!!!

  1. Muito bem Frederico, contudo notei que á tua volta os teus camaradas não estavam muito entusiasmados…alguns até pareciam um pouco incomodados. Falaste no atendimento no dpto de obras…e quando estão 12 pessoas naquele cubículo à espera de serem atendidos ?….e a falta de privacidade ?…é pá vejam como fazem os vizinhos de Leiria e Alcobaça, é só copiar.
    A Marinha Grande tem as empresas mais sofisticadas do distrito e a Câmara mais atrasada do País.

  2. À volta não estavam incomodados…alguns estava mesmo com uma grande “coceira”! Nem paravam quietos… Mas isto vem sido dito em todas as reuniões do executivo. Lembram-se por acaso da tal “folha excel” prometida?

    Que não doa a garganta ao Frederico. Mas se pensa fazer carreira na politica, tire daí o cavalinho. Quem se mete com o PS…leva!

  3. E mais, o Frederico é do PS. Veja-se o estado de desespero a que se chega. De facto, é até à exaustão…
    Desapareçam pá!
    Nem fodem, nem saiem de cima.

  4. A semana passada o Telmo Ferraz escreveu um texto no JM em jeito de crítica à inercia da Câmara no que respeita à degradação das zonas industriais existentes e à falta de novas para satisfazer as necessidades das industrias do Concelho, o texto em forma de auto-crítica que poderia ter sido escrito pela oposição, agora é o Frederico que critica a falta de planeamento numa Câmara que é gerida por membros do próprio partido…será que tudo isto tem algum significado ?

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário