CMMG

Somos a cidade do vidro. Centenas de camiões entram e saem da terra todos os dias. As empresas que aqui laboram são uma das maiores fontes de receita da autarquia na vertente de impostos. Seria de prever que a autarquia desse atenção a tudo o que tem a ver com essa actividade. Não, não vamos falar sobre os milhões que uma empresa tem disponíveis para resolver parte do trânsito e que não avança porque a câmara tem o assunto parado. Vamos falar sobre uma conferência que vai ter lugar daqui a dias, onde a Cidália vai estar presente, que tem o apoio da câmara, mas ninguém, por via da informação que é dada no site da câmara, sabe de nada. Os que aqui trabalham o vidro são deixados na ignorância da existência daquela conferência que tem inscrições limitadas. Mas entende-se, para o adjunto estar entretido a publicar comentários, em horário de trabalho, sobre as intenções de voto em Inglaterra não tem tempo para se preocupar com estes assuntos. Para os interessados, deixamos o link para o site onde pode ser feita a inscrição.


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

2 comentários

  1. Nada contra a iniciativa da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Pelo que se conhece, de vidro a Cidália não é lá grande entendida. Não haveria alguém que melhor pudesse (com o mínimo de conhecimento) representar a nossa terra?

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário