CéliaCMMG

São raras as vezes que podemos esperar que da boca de um politico saia a verdade, mas de quando em vez isso acontece. Há muito que se fala dos apoios às associações e colectividades e da ausência de um regulamento que anda a ser prometido há meses. Na última reunião a Célia disse o que pensava sobre o assunto e assumiu de forma clara que não há critérios para a atribuição dos apoios às associações e colectividades. Depois do que foi dito, não há mais dúvidas quanto ao que tem sido feito pela autarquia em termos da atribuição dos apoios.


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

6 comentários

  1. Nas próximas eleições, irei votar em todos os partidos e movimentos que não os habituais. É a única maneira de lá colocar no meio desta escumalha, gente nova, que actue de maneira diferente… Ao menos mudar as moscas!
    Já chega desta m***a!

  2. A falta de critérios está em marcha há muito tempo. Não é já. É há muito tempo, mesmo, e tem dado jeito a alguns. É por isso que se não houver cada vez mais pressão, ninguém vai fazer nada, porque primeiro a Cidália e depois a Célia, há muito que se anda a ouvir falar que estão a trabalhar na definição destes critérios e nada.
    E como já vimos, há por aí pessoas que gostam mesmo é desta discricionaridade e de ter a faca e o presunto na mão, a sensação e o poder de dar mais ou menos, ou nada, consoante o que lhe aprouver. Mas aplaudo, se for desta vez.

  3. A mentira tem perna curta, a verdade vem sempre ao de cima. Existe ou não existe incompetência? Resposta: sim, existe e muita, e essa incompetência é transversal. Limpeza e rápido, precisamos de gente que eleve o município. Urge aparecer competência. Toda esta vereação deveria ser julgada pelo que anda a fazer, ou melhor a nada fazer. Não me recordo de tamanha magnitude do deixa andar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário