Aurélio

Na reunião de segunda o Aurélio foi encostado à parede. Já se sabe que todos os assuntos que tenham a ver com atribuição de apoios não tem o voto favorável dos vereadores do MpM. A abstenção é sempre a opção que tomam. Entende-se que seja difícil votar propostas tão díspares como as que surgem nas diferentes reuniões, sem que se percebe bem quais os critérios que são usados. Há muitos meses que está prometida a revisão do regulamento, mas parece haver pouca vontade muito porque é bom para os que têm o poder de fazer os pareceres e votar poderem ter a faca e o queijo na mão e sentirem que o poder é deles. Não se espera que haja qualquer proposta de revisão nos próximos tempos. A incapacidade dos serviços de apresentarem uma proposta é por demais evidente. Por todos esses motivos, é mais ou menos compreensível que possam não querer compactuar com a discricionaridade. O que não é compreensível, como já mais do que uma vez escrevemos, é que não tenham ainda apresentado uma alternativa. Há uns meses apresentaram a proposta para inicio do procedimento, mas ficaram-se por aí. E foi nessa parte que a Cidália entalou o Aurélio quando o questionou sobre quais são afinal os critérios que propõe. Caso tivesse há muito apresentado um borrão de regulamento e poderia dizer que as suas ideias eram aquelas. Como nada foi apresentado e não se conhecem quais os critérios que quer implementar, ficou sem grandes argumentos. Claro que se pode dizer que a competência para isso é do executivo permanente e dos serviços. Sim, é verdade que o é, mas perante a incapacidade que já mostraram de apresentar uma modificação ao regulamento dos apoios aos clubes e associações, impunha-se, até para por a nu a incapacidade e má vontade que se vê existir em mudar alguma coisa, que tivesse já mostrado como se faz. Não o tendo feito, foi encostado à parede. Claro que o foi por quem também não fez nada, mas era escusado ter passado por aquele embaraço.


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

9 comentários

  1. Encostados à parede estão todos, pela incapacidade, pela incompetência e por uma enorme falta de respeito pelo concelho e seus munícipes. Vergonha desta CMMG, parada e completamente inútil. Mas pelo que se observa pouco mais se pode fazer. Sra Presidente, o seu gabinete vale 0.

  2. Ó Curioso o Aurélio é que ficou encostado à parede?
    Eles distribuem aos amigos quanto é quando querem, o Aurélio denuncia, pergunta é nunca conseguem justificar. Pudera não tem justificação!
    É agora é ele que está encostado à parede.
    Hoje é 1 de Maio e não 1 de Abril.

    1
    2
  3. Isso continuem a negar a evidência, o trauliteiro do Aurélio foi apanhado, até aqui no largo já verificaram isso. Que querem? continuar a negar? Propostas? Acções?
    Nada de nada, só críticas. Um dia ia acabar mal, e como se vê, acabou mesmo.

    1
    1
  4. Entretanto a associação do Aurelio também vem pedir apoios. Vamos ver. Já se candidataram para estarem nas festas da cidade. Vergonha.

  5. Vergonha é um deputado do PS aparecer em notícias de corrupção. Vejam a TVI na notícia da megaoperacao e está lá o sr ministro Adelino Mendes bem acompanhado do João Paulo Pedrosa ou pedroso. Isso sim é vergonha. Ou a figura desse Curto bem curtinho que mete nojo. PS sim é vergonhoso

    2
    1
    • Com esta gentalha do PS vale tudo. Até vender bolos na tasca do padrinho sem faturas. Quem está com eles tem tudo quem está contra é bota abaixo. Criminosos esse JPP e companhia. se a PJ descobre?

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário