CMMG

Por falar em estradas cortas, já há mais de um ano que está cortada uma das estradas no centro tradicional, sem que haja perspetiva de que possa ser aberta rapidamente. Será que é pedir muito saber-se quando é que vão resolver o problema?


Seguir
( 3 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

7 Comentários

  1. Será que é pedir muito saber-se quando é que vão resolver o problema?
    NUNCA
    NUNNNNNNNNNNNNNNNNCCCCCCCCCCCCCCAAAAAAAAAAAAAA
    JAMAIS
    Oh Curioso, não acha que está a pedir demais?
    Além do mais essa rua não faz parte do itinerário dos festejos da primavera para ver a banda passar, do itinerário de ministros, secretários de estado, da loja dos trapinhos da presidente ou da sua manicura ou cabeleireira.
    Continue esperando que talvez uma dia adormeça com o cantar da sereia da presidente e dos sorrisos amarelos do vereador.

  2. A Cidália é um excelente exemplo, da mediocridade da política, actualmente.
    É o exemplo da incapacidade, do clientelismo, do desnorte, do apego ao poder, da negociata, etc.
    É por isso, que à meia-noite de 25 de Abril de 2019, será apupada fortemente!
    Cidália, personifica o fracasso do 25 de Abril. Não foi para isto, que ele aconteceu!
    Os valores de Abril, não norteiam NENHUM político do panorama local, ou nacional. Estamos no salve-se quem puder!

    1
    1
  3. Caro curioso, não são só os carros que não passam por essa rua. Peço-lhe que experimente a passar a pé e depois diga alguma coisa. O sentido de responsabilidade e o cuidado posto na colocação dos blocos de cimento espelha bem o actual estado a que chegou o nosso concelho e a quem entregámos os nossos destinos.

    1
    2
    • Caro Pedro Edra. Sim, é verdade. É praticamente impossível passar. Fica a questão se os proprietários dos imóveis situados nessa rua não poderiam pedir indemnização à câmara.

      • Podem, mas deveriam certamente pedir para que se pudesse passar sem quaisquer constrangimentos já que bom senso foi coisa que não houve.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário