CMMG

Quando há pouco pensávamos no que tem sido a governação da câmara, há uma conclusão a que se chega: a Cidália tinha e tem tudo para fazer um bom trabalho. A questão que se coloca é o porquê de não o fazer! No mandato anterior foram muitas as coisas que ficaram por ser feitas. Hoje sabe-se que quase todas estavam dependentes de uma pessoa, que já não está na câmara, mas que não tinham seguimento ou se tinham era quando ele queria. Houve iniciativas que não tiveram seguimento também porque a teia que se criou nos dois anteriores mandatos não permitiam que se avançasse. As ideias que foram criadas na iniciativa do PEM não conseguiram ver a luz do dia. A O ex-vereador que pegou nesse programa não teve o apoio suficiente e o resultado foi o que se viu. O asfalto que foi espalhado pelo ex-presidente foi tão pouco que os buracos estão de volta; o sistema de localização por gps não deu em nada e a modernização ficou num qualquer caixote. Para isso muito contribuiu a teia que estava montada para que tudo ficasse na dependência de apenas uma pessoa. Era quem controlava os contrato públicos, quando eram assinados, quando começaram as obras ou mesmo como eram controlados; quem controlava a divulgação e quem até chegava a dizer que não fazia aquilo que lhe mandavam fazer. A par disso, a teia estendia-se também a interesses que nunca se conseguiu perceber muito bem como existiam e que envolviam serviços da câmara, sector imobiliário, fiscalização e chefias de divisão. Tudo isso levava a que houvesse coisas que pareciam deliberadamente esquecidas enquanto outras estavam sempre a ser alertadas. Agora que não tem já nenhum dos elementos que faziam parte da teia, com excepção de quem ainda insiste em fazer chamadas para alguns funcionários, o que é que a impede de fazer o que o concelho necessita? Que leva a que a câmara continue a fazer as coisas com um amadorismo confrangedor? Que leva a que os protocolos que são feitos com as associações para atribuição dos apoios não sejam feitos pelos juristas da câmara, mas apenas por pessoal não especializado que se socorre de minutas onde tentam, sem terem que saber, encaixar a cada uma das realidades que vai surgindo? É por tudo isso que é difícil entender porque não faz aquilo que o concelho precisa, porque não dá poder a quem deve tê-lo e implementa procedimentos que possam ultrapassar as dificuldades que agora existem. Tendo tudo para correr bem, só corre mal por culpa que não pode partilhar com ninguém senão com o espelho.


Seguir
( 5 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

31 comentários

  1. o Largo está feito à medida da freguesia da Marinha Grande, dos Srs dos Moldes e Plástico, que um dia o terão de comer ao pequeno almoço. É escandaloso que o Largo tenha ficado indiferente à falta de imparcialismo do Munícípio da Marinha Grande, que ontem na sua rede social facebook apelou aos contribuintes a doar 0,5% do IRS aos Bombeiros da Marinha Grande. Então e os Bombeiros de Vieira de Leiria, o Largo nada reage? Aqui se vê que o Largo está feito à medida de 2 ou 3 empresários, como por ex o Jornal da Marinha, Rádio Marinhense para beneficiar Marinha Grande às custa da Vieira. Então Curioso? Não há nada a dizer?

    • Caro Anónimo. O prazo para entrega do IRS está ainda longe de começar e mais ainda de terminar. Cremos que a publicação que refere será apenas a primeira de muitas que se deverão seguir referentes a todas as demais instituições que funcionam no concelho e que poderão beneficiar do IRS de cada um de nós. Parece-nos, por isso, prematuro estarmos a criticar ou comentar uma publicação quando a câmara tem ainda tempo mais do que suficiente para divulgar todas as instituições. Não sejamos mais papistas que o papa!

  2. ENTÃO SR CURIOSO, NÃO REAGE à publicação do Município da Marinha Grande na rede social facebook ontem a apelar aos contribuintes a entrega de 0,5% de IRS aos Bombeiros da Marinha Grande? Então e os Bombeiros de VIEIRA DE LEIRIA? Não há um apelo igual da parte da Câmara porquê? Não são todos do concelho da Marinha? Uns são filhos outros enteados? Ou será que a existência do Largo é apenas para ajudar a tratar dos problemas dos srs do Plástico, Moldes e boys desempregados que precisam colocação? Ou será que é a versão HOT do Jornal da Marinha e RCM?

  3. realmente é uma pouca vergonha o LARGO nao reagir da mesma forma que reage em outras ocasioes, uma tal falta de respeito pelo trabalho dos Bombeiros Voluntários da Vieira, são todos iguais. sim estão todos feitos uns com os outros sr Plasticos, ,RCM, JornalMarinha, Câmara, mpm , uma pouca vergonha é Curioso não é?

  4. Cá está, de novo, o Araujo a postar e a denegrir quem nunca alinhou nos seus devaneios, compadrios e ilegalidades.
    Neste seu post manifesta, mais uma vez, as suas frustrações e recalcamentos, doendo-se pelas dores da não menos frustrada Paiva.
    Estranho é o Curioso assumir a autoria deste Post que nada condiz com a sua conduta neste LC.

  5. Caro Tu, há uns meses a mesma personagem escrevia assim:
    “Camaradas e Amigos
    Há seis meses atrás propus-me avançar com uma lista à CPC do PS da Marinha Grande por entender que devia assumir essa responsabilidade perante uma candidatura alternativa que se perfilava de uma forma pouco transparente e que denunciava vir a ser o princípio da instrumentalização dos Órgãos Partidários para fins pessoais (fossem de ambição para o futuro ou de ressabiamento sobre o passado recente).
    O resultado foi o que todos conhecemos.
    A verdade é que o PS na Marinha Grande, pelo menos, desde 2015 que não está bem.
    A divisão criada a quando da disputa federativa Sales / Medeiros deixou marcas até aos dias de hoje.
    Pretendia eu alcançar a união do Partido e a sua revitalização, tarefa que se demonstra quase impossível tal é a desmobilização generalizada dos Militantes e Simpatizantes em relação ao Partido.
    Pretendia eu reforçar o apoio político ao Executivo na Câmara, mas também essa tarefa me parece cada vez mais difícil quando o Executivo, mormente a Presidente, não manifesta disponibilidade para escutar a voz do Presidente da CPC que é também o seu Chefe de Gabinete.
    E este é o ponto chave da minha mensagem hoje a todos vós que me acompanham na Comissão Política.
    Neste momento o Executivo está em «roda livre» e sem qualquer estratégia definida para a Governação.
    As decisões são tomadas de uma forma arbitrária, ao sabor das urgências diárias, sem calendarização de prioridades, sem agendamento político de grandes questões, sem discussão interna.
    O fracasso das negociações com a CDU é também sintomático.
    A verdade é que a Oposição pressente a falta de interesse e de empenho da Presidente em assumir compromissos, em delegar competências… quando nem nos seus próprios Vereadores ela tem confiança plena e manifesta.
    O Partido precisa, hoje, mais que ontem, e menos que amanhã, de ter força política não apenas para fora, como também para dentro.
    Se sempre me assumi como candidato para «defender» o Executivo, para dar força e suporte a um Executivo minoritário, e não permitir que este fosse partidarizado, a verdade é que não posso ser cúmplice desta estratégia de «apagamento» do Partido perante o seu Executivo.
    O Partido precisa de reconquistar o seu espaço e de se afirmar perante o seus Eleitos.
    2021 está já aí à porta e por este andar não vamos longe…
    Para além disso, não posso ainda deixar de lamentar tudo quando aconteceu quer na Federação quer no Congresso Distrital em relação às eleições para os Órgãos Distritais e Nacionais.
    A Marinha Grande foi uma vez mais prejudicada e menosprezada por quem deveria olhar para nós com outro interesse e respeito.
    Fiz notar isso quer ao Presidente da Federação, quer à SGA em carta que lhe enviei e à qual nem resposta tive.
    Assim, e em consciência, não posso senão sair de cena.
    Irei apresentar a minha demissão da CPC e assim abrir a porta a que se realizem novas eleições para a CPC o mais brevemente possível.
    E ao contrário de outros, saio para não voltar a entrar, preferindo remeter-me à condição de Militante de base.
    Resta-me agradecer-vos por tudo, sobretudo pelo apoio incondicional que me deram sempre!
    Saudações Socialistas
    Nélson José Nunes Araújo
    Leiria – Marinha Grande”

  6. Caro Curioso,
    Com tanto assunto, você não tem nada mais interessante para postar?
    Vamos lá, qualquer coisa mais corajosa, daquelas que o jornal da marinha não tem estaleca para publicar.
    Caso contrário é sempre a mesma coisa, leio as notícias à quinta-feira e pronto.
    Marque pela diferença.
    Bom trabalho

  7. O Largo das Calhandrices meteu água novamente. Por vezes acontece.
    O curioso tem uma fixação pelos Bombeiros da Marinha Grande.
    A questão que se impõe é a seguinte: qual a razão?

    1
    1
  8. o curioso tá a pedir conselhos para saber o que postar. Há mais IPSS…? há sim, mas nao ha duvida do bom trabalho que o LARGO faz pelos Bombeiros da Marinha, esquecendo todos os outros. bom trabalho a toda a equipa do LARGO e jornal da marinha, continuem assim, pode ser que levem o vosso candidato a eleicoes. curioso nao e?

  9. Um pequeno resumo de todos estes postes. Como sabem a teia precisa de aranhões, e também existem muitas teias, logo existem muitas aranhões. Pelo que se falou aqui, não andará no largo, também uma aranha a puxar pelos bombeiros e pelos votos? Existe um fio condutor de ligação certo. A boa maneira da BD Marvel temos um macaco , que assume várias formas conforme as necessidades. Hoje é o homem aranha.

    2
    1
    • Caro Anónimo. Resumo melhor será aquele que mostra como se tenta desviar de forma concertada o tema do post para algo ficcionado por alguns. Esse sim será o resumo a fazer.

  10. diz-se que o tal consultor contratado pela Câmara vai dar apoio jurídico, á chefe do jurídico e á chefe das finanças, á DISTÂNCIA e RECEBER +/- 200 euros á hora
    isto sim, isto é que deveria ser esclarecido
    afinal a Cidália nomeou, recentemente, aquelas 2 chefes sem que tenham os conhecimentos e competências necessárias para o desempenho dos cargos a ponto de necessitarem de apoio externo
    ??????????????

    • Só 200 euros/hora? E vai sequer à Câmara? Ai que a embrulhada já começou com tanto tacho. A politização dos serviços está-se a tornar crónica, insustentável e escancarada. Cidália, tem cuidado com tanto tacho…

  11. Macaco vista lá o fato de homem aranha e vá aproveitar o carnaval, assim passará despercebido, no carnaval ninguém vê o mal…?

  12. macaco e curioso, os vossos patroes hoje comecaram bem com o novo prog. na radio pra promover o Jorge Santos para as prox. eleicoes, tipo macelo na tvi. boas bombeiradas prá marinha.

  13. Sendo verdade o que o anónimo das 11:18 , teremos em breve uma super chefe , financeira e contratação pública serà está a estratégia ?

    • Não, é mais um tacho para indicar um culpado se algo correr mal… assim apontam-se mutuamente e ninguém será culpado! O costume

  14. Mas esse senhor Jorge Santos não tem qualquer expressam na sondagem elaborada pelo departamento de sondagens do Largo das Calhandrices!

  15. O Largo das Calhandrices, revela o que o Jornal da Marinha Grande não consegue fazer, pois faz parte do sistema, por isso tem muito mérito.
    Bom trabalho Afonso Almeida

  16. Caro Anónimos que nos criticaram por causa da publicação da câmara. Agora perderam o os argumentos? Agora não se queixam de as outras associações não serem contempladas com a publicação da câmara?

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário