CMMG

Estivemos a dar uma vista de olhos sobre o que foram as decisões tomadas por outras câmaras e, sem que se possa dizer que há uma maioria num sentido ou noutro, porque não dispomos desses dados, são muitas as autarquia que rejeitaram as competências que o Governo quis que aceitassem. Entre os argumentos mais usados está o facto de não se saber ao certo como tudo se irá processar e de não existir informação suficiente. Leiria, por exemplo, rejeitou a transferência de competências de estradas, praias e justiça. Outras câmaras houve que rejeitaram tudo e quiseram que continuasse a ser o Estado central a assegurar essas funções. Que leva então a que cá tenham aceite praticamente tudo? Foi uma decisão não unânime, mas a maioria dos eleitos quis aceitar competências. Não foi explicado o porque de terem aceite o que outros concelhos não quiseram nem o porquê de terem rejeitado apenas três competências, uma das quais relacionada com o que deveria ser uma das preocupações do município: as praias. O que os outros concelhos consideraram ser um ‘presente envenenado’, aqui é aceite sem discussão e, acima de tudo, às escondidas dos eleitores. Naturalmente que se sabe que os eleitos foram escolhidos pelo povo para que os representem, mas, num assunto tão completo quanto o da transferência de competências, não teria sido mais prudente que tivessem permitido um conhecimento mais abrangente por parte dos que os elegeram para que se soubesse o que pensam sobre o assunto? É que nem mesmo a reunião foi aberta ao público. Cremos que a Cidália terá feito mais um jeito ao Costa, aceitando mais competências, mas não nos parece que haja muitas dúvidas de que, quando for a ver, perceberá o que outros autarcas perceberam. Como alguns têm escrito, o que o governo pretende não é mais do que descartar responsabilidades sob a capa de uma suposta descentralização. Lamentavelmente os nossos autarcas nem nos permitem saber aquilo que pensam sobre o assunto!


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

1 comentário

  1. Votos contra da CDU e a favor do PS e do MPM. A Marinha aceitou várias competências do Governo. Sem saber sequer se vem dinheiro…Pergunto: se nem as coisas da Câmara conseguem fazer, quanto mais também as que cabiam ao Governo??? A Cidália aceitou para não parecer mal ao PS, e ao seu Chefe de Gabinete. O MPM aceitou para poder enterrar a Cidália, acusando-a de nada fazer. A única postura coerente e séria: a da CDU.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário