CidáliaNelson

Há algo que sempre foi comum a todos os presidentes do PS (pelo menos nos últimos mandatos). Sempre que se trata de comentar aquilo que os chefes de gabinete fazem atiram sempre para o lado. Ontem isso voltou a acontecer. A Cidália não comenta aquilo que o seu chefe de gabinete faz. E se poderá haver coisas em que tem razão em agir assim, outras há em que tal ausência de comentário deverá ser entendido como falta de respeito para com os eleitores. Ninguém tem nada a ver com o que o seu chefe de gabinete escreve em relação a questões pessoais, da sua vida ou mesmo opiniões de carácter politico nacional. Todos têm direito a expressar o que pensam. Esse direito estende-se, naturalmente, ao que possa escrever sobe questões de politica local, seja sobre assuntos camarários seja sobre assuntos partidários. O que a Cidália não pode é tentar esquecer que quem está a escrever e a opinar é, além de cidadão livre, o seu chefe de gabinete. O que ele escreve sobre os outros partidos / movimentos ou sobre assuntos sobre os quais tem acesso a informação privilegiada tem relevância e deveria ser objecto de comentários por parte da presidente da câmara. A forma como tenta calar-se sempre que esses assuntos são chamados leva a que todos possamos pensar que ela usa o chefe de gabinete para mandar os recados que ela não pode, refugiando-se depois na conhecida afirmação de que não comenta assuntos partidários. Pois bem, não tem que comentar assuntos partidários não fosse o facto de eles serem trazidos para a praça pública por quem todos os dias é o seu braço direito. Podemos assim concluir que o silêncio a que a Cidália se remete sempre que se trata de comentar o que o seu chefe de gabinete escreve não pode ser interpretado de outro modo que não seja o de que ela usa-o para dar recados e para que se diga o que ela não quer dizer. O silêncio a que se remete é muito conveniente porque tenta não assumir responsabilidade por aquilo que o seu braço direito escreve ao mesmo tempo que, pelo silêncio, aceita tudo o que é dito. Não podemos dizer que esperaríamos que houvesse mais transparência, mas esta forma de agir da presidente faz com que se tenha que entender que os recados que são dados têm uma autora moral: ela.


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

3 Comentários

  1. Ah ah ah 😂! Não traz assuntos de Concelhias de partidos, quando o chefe de gabinete é presidente da concelhia de um partido!!!! ??? Esta saiu melhor que a encomenda. Fraquinha….

  2. Ai Cidália, tavas tão bem a gozar a reforma. Fazias um grande favor à Marinha.
    Estás tão deslumbrada com o cargo, que não percebes que não acrescentas nada. Vai para casa. Essa até seria uma boa memória, dos marinhenses, acerca da tua passagem… Vê o Álvaro. Vais ser igual, ou pior… Pensa nisso.

  3. O Nelsonzito já veio dizer que ser Chefe de Gabinete e presidente do partido aommesmo tempo, não lhe faz confusão porque despe bem a pele de um e veste a do outro e não mistura as coisas! Ah ah ah! Como se isso fosse humanamente possível! Deve pensar que somos todos burros…

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário