Bombeiros

Sexta ouvimos a entrevista que foi feita à Alexandra e Lara. Na próxima sexta será a vez do Aurélio e Melina. Depois seguir-se-á o Caetano. Até aqui nada de estranho. O que é um pouco estranho é a entrevista ser feita por quem agora tem funções ao mais alto nível numa das instituições que, merecidamente, recebe muitos apoios da câmara. Naturalmente que acreditamos que não há impedimentos legais, mas não deixa de ser estranho que alguém que representa uma instituição que tem que ‘chatear’ a câmara para pedir apoios, seja a mesma que deveria colocar questões incómodas a quem depois tem que lhe dar apoios! Alguma coisa fica a correr mal! Se as perguntas são incómodas, há o risco de poder não haver apoios; para não se correr risco de perder apoios, não pode haver perguntas incómodas. Quando começamos a acreditar que alguma coisa pode passar a assemelhar-se a jornalismo a sério no concelho, surgem estas situações! Há coisas que não se deveriam misturar sob pena de alguém ficar a perder.


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

2 Comentários

  1. É um Ponto de Vista.
    Se calhar ser já a 3a edição e não ser a primeira vez que é dirigente conta para perceber qual a posição da pessoa em causa. Mas claro todos (ou quase todos) os Pontos de Vista são validos.
    Carlos Carvalho

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário