CMMG

Inveja é um dos piores defeitos que se pode ter, mas há que admitir que é difícil não se sentir isso quando olhamos para o que temos nas terras à nossa volta e o que aqui temos. Uma das características fundamentais de um bom gestor é a capacidade de ter visão. Não significa que tenham que ter grandes olhos, mas têm que ter olho para o futuro. Isso tem faltado aqui no concelho e, lamentavelmente, continua a faltar. Isto vem a propósito de há pouco passarmos em frente ao local onde, em Leiria, estão a iniciar as obras para ser instalado lá para o final do ano que vem a Loja do Cidadão. Lá decidiram fazer investimento para ajudar os munícipes e o resultado começa a ganhar forma. Por cá anda-se há meses e meses com a tentativa de fazer a simples mudança das conservatórias, sem que nada avance. No mandato anterior, o então vereador e depois presidente, afirmou, em Abril de 2015, que a possivel abertura aqui de uma Loja do Cidadão “é um assunto em aberto. O que está em andamento em alguns municípios é um projecto-piloto. Da parte do Governo ainda não está definido qual é a sua participação em termos de apoio de meios e recursos humanos. O executivo ainda não encerrou o assunto“. A verdade é que o assunto foi encerrado e nunca mais se falou nele. Claro que possivelmente nem seria possível abrir duas lojas tão próximas, mas enquanto aqui se deixou o assunto em aberto, por lá o assunto teve pernas e andou. Quem decidiu avançar com aquela candidatura, com a compra e agora com a obra foi alguém com visão. Aqui, infelizmente, a visão é de alguém com miopia muito avançada, sem óculos de correcção! É por isso que se vão fazendo umas coisitas, sem que haja um planeamento perfeitamente definido. Exemplo da falta de planeamento foi, por exemplo, a compra da antiga FEIS. Quem bem que ali ficavam serviços públicos a par de outros serviços que levassem pessoas ao centro! Mas claro, isto somos nós a sonhar acordados.


Seguir
( 5 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

5 Comentários

  1. Em Leiria estão a pensar, mas na Batalha já existe talvez à um ano. Aqui há uns meses um amigo teve necessidade de renovar a carta de condução e ir ao IMT a Leiria é uma…aventura! As filas são enorme o que deixa qualquer com os cabelos em pé. É de esperar e …desesperar!
    Houve entretanto alguém que o aconselhou a ir à Loja do Cidadão na…Batalha. Na Batalha? Sim…na Batalha nas instalações da câmara.
    Foi então que se dirigiu à Batalha, ia céptico… confessou mais tarde!
    Acontece que foi lá e em pouco mais de meia hora tinha a carta renovada! E adiantou-nos que no mesmo espaço, podia tratar do CARTÃO do CIDADÃO, do PASSAPORTE, para além da Repartição de Finanças. e de tratar tudo que diga respeito à Segurança Social. Tudo no mesmo local sem sair do mesmo piso. Além de ter sido fácil o estacionamento.

    É um exemplo do que se faz numa câmara pequena sem os recursos da câmara da Marinha. E não é da “cor do actual governo”!

  2. Falam…. falam …. se é que falam e nada fazem!!!! Deve ser um grande tédio estar todo dia, supostamente a trabalhar mas sem ver obra🥴🥴 odiava estar no meu local de trabalhar e sair sem nada fazer🧐🧐🧐 deve ser muito horrível 😂😂😂😂

  3. Caro Curioso, ainda não percebeu que a inveja é apenas um dos sintomas do seu complexo de superioridade?
    Outro dos sintomas é a falta de sentido da realidade e, sobretudo, a necessidade incomensurável de encapotar os limites das suas capacidades que a todo transe e em processo de pura transferência procura projectar nos marinhenses que conservam o seu sentido de realidade.
    E por enquanto a comparação fica-se pela sede de distrito, porque quando a insuflação do seu ego se orientar para a comparação com a sede capital do país, então ninguém o poderá aturar. E vai concerteza comparar o nosso Teatro Stephens com o Teatro Nacional D. Maria II ou o viaduto do Canto do Ribeiro com a Ponte Vasco da Gama.
    Isto é típico não só do Curioso mas de muitos outros que julgando-se visionários não passam de meros vendilhões de ilusões.

    É por isso que o Curioso e outros tribunos do Largo vivem permanentemente no  avivamento de uma certa oposição iluminada sem se aperceberem que, na realidade, a promovem apenas pelo efeito pigmalião.

    Este será sempre o conflito entre o ser e o ter, o saber estar e necessidade querer mostrar ser mais que os outros que é, infelizmente, transversal nos tiques do comportamento de alguns e da manifestação de novo-riquismo social e político tão característico da pseudo elite da nossa terra.

    • Caro Cristal. Não comparamos o que as outras terras têm e nossa não. Se fossemos por esse caminho nunca mais terminaríamos. Limitamos a comparar os autarcas de umas e outras terras. Lamentavelmente as diferenças são grandes, ficando nós a perder.

    • Caro Cristal

      Não nos sentimos visados pelo seu anterior comentário… mas não há que ter problemas, como neste caso , em ter “inveja”! Se pagamos tal como os outros contribuintes de outros concelhos e temos muito piores condições de vida que estes, não podemos ter o sentimento de inveja?
      Qual é o mal?
      Mas para além deste sentimento existe outro muito pior... que é de vergonha!
      Vergonha pelos autarcas e seus correlegionários.
      Vergonha do estado das ruas que temos!
      Vergonha dos serviços que temos!
      Este sentimento sim, este é que nos preocupa!
      Tenha um Feliz e Santo Natal.!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário