CMMG

Já há muitos anos que deixamos de acreditar no Pai Natal. Este ano ainda pensámos que ele pudesse chegar a tempo de nos permitir não termos que continuar a fazer os muitos quilómetros que fazemos por dia para irmos à zona industrial. A aberração que foi feita quando criaram as rotundas e não permitiram que quem sai o pudesse fazer de forma directa tem custado a todos os que frequentam aquela zona muitos quilómetros e muita paciência. Com a estrada feita, pensámos que o Pai Natal nos desse de presente a abertura da estrada. Não veio a tempo, mas chegou há pouco. A estrada está finalmente aberta. Demorámos dois minutos fazer o ue estes nos levava quase quinze fazer. Não é que isso seja motivo para que se possam dar os parabéns a quem a abriu, mas é mais uma obra que mostra que a falta de planeamento e planificação fazem com que haja coisas simples de resolver que se arrastam por anos e anos desnecessariamente. O que hoje foi corrigido e que nunca deveria ter existido, é algo que receamos vá acontecer noutras obras que vão sendo feitas mais por impulso ou para que se mostre serviço do que por serem fruto de planeamento.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário