PCPPS

Uma vez mais há coisas que não se entendem. Quando um eleito se candidata fá-lo para que possa desempenhar a sua função em prol da população que os elege. O problema surge quando as máquinas partidárias se sobrepõem a essa vontade e dever que os eleitos têm. A Alexandra poderia ter recebido uma prenda de Natal antecipada, mas o partido não permitiu. O PS ofereceu ao PCP os pelouros do turismo, desporto, acção social, feiras e mercados, ambiente, mas, sem que dessem cavaco aos militantes, a ‘cúpula’ do partido rejeitou a oferta. O partido parece assim estar mais interessado em manter-se na oposição e ir desgastando os eleitos com pelouros do que contribuir para o bem da terra. Claro que não foram oferecidos os pelouros com maior peso, mas há que não esquecer que é a Cidália quem os distribui e cabe a quem lhe são oferecidos aproveitar para que possa contribuir para o desenvolvimento do concelho. O PCP parece apostado em manter-se apenas na oposição e não conseguem perceber que é-lhes exigido mais do que apenas isso. Mercê de algum autismo que reina nos quadros decisores do partido, vamos continuar a manter a terra em ponto morto, apenas a fazerem oposição em vez de contribuírem para uma solução. Claro que tudo isto seria pedir demais porque não se pode esperar que quem não tem visão para o futuro possa perceber que há vida para além da mesa do café onde as decisões são tomadas. O PCP, ou melhor, os poucos que decidem estão assim longe de querer ser solução, limitando-se a ser a areia que emperra a engrenagem. A Alexandra e a Lina não vão assim receber prenda antecipada e resta saber se a Alexandra irá continuar a aparar decisões do partido ao qual não pertence cujo interesse para a terra é claramente discutível.


Seguir
( 2 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

2 comentários

  1. Fonte junto do PS adianta que os pelouros oferecidos foram: Desporto, Promoção Social, Turismo, Gestão Ambiental e Interface com Juntas Freguesia, tendo ficado em aberto o das Geminações.

  2. Pois é. ..o problema é que a política tem destas coisas. A estratégia delineada pelo partido visando a obtenção da maioria de votos é precisamente o bota abaixo, deixa governar mal porque quem perde são eles, os que governam. São estas estratégias políticas que eu não aceito venham elas da esquerda ou da direita. Deixem de pensar no seu umbigo e defendam o interesse colectivo!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário