CMMGJPP

Como se esperava, o deputado Pedrosa saiu em defesa da Cidália por causa a reprovação do orçamento. Com a conversa de vítima, vem fazer o choradinho e defender que a oposição fugiu ao prometido de que não iriam inviabilizar a governação. Volta à falácia de ter havido negociação de pelouros, quando se sabe que tal não aconteceu. Enfim, mantém o mesmo discurso que é conhecido e era esperado que surgisse. Mas o ponto alto do que afirma surge quando diz que a câmara já investiu em obras, este ano, mais de quinze milhões de euros. Claro que sabe que, por não haver comunicação social no concelho que divulgue o que a população precisa de saber, por se limitar a publicar uns textos de opinião e não fazer investigação, há sempre quem acredite no que ele escreve. Claro que não é por isso aparecer escrito que passa a ser verdade! É feio um deputado municipal mentir de forma tão escandalosa. Como é possível afirmar que a câmara já fez obra em valor superior a quinze milhões de euros, quando a dotação está pouco acima dos dezasseis e se sabe, pelos números da própria câmara, que obra feita esta pouco acima dos três milhões? Dos políticos espera-se demagogia, promessas que não são para serem cumpridas, mas não se espera que mintam de forma tão ostensiva. Pode até vir com o choradinho de vitima, mas mentir é feio, até para um deputado.


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

10 Comentários

  1. Que lata a deste senhor !!!!
    Publicamente, em roda de amigos e camaradas, já admite que na situação em que a Câmara se encontra – sem orçamento aprovado, sem rumo, sem liderança e com uma reestruturação orgânica pior que a anterior onde os chefes mandam mais que a Presidente e onde os funcionários estão em auto-gestão, vem agora, numa manobra de diversão, defender o indefensável e apontando os outros como responsáveis.
    Ganhe vergonha Dr. Pedrosa e desintoxique o ambiente, já muito poluído pela ação incompetente da Drª Cidália e restantes vereadores, incluindo os da suposta oposição.

  2. A desorganização e os atrasos no departamento de obras são deploráveis… ontem enquanto esperava para colocar uma questão, em cerca de 15 minutos, ouvi 2 pessoas muito irritadas a reclamar em alta voz com os funcionários que estão à 2 anos à espera de respostas, num caso só falta uma assinatura…que Concelho é este ?

  3. Não me contive em transcrever o comentário de um Anónimo 7 de Novembro 2018 em 16:47, no post Quase Natal
    ” Estou estupefacta
    O JPP já admite que dentro em breve teremos eleições intercalares para a Câmara, disso já terá opinado para a sede nacional do PS e até sugerido alguns nomes para encabeçar a lista que não a Cidália”

    O PS está tornado num ninho de víboras e a Cidália está a beber do mesmo veneno com que já “matou”.

  4. Os serviços de atendimento são precários ou inexistentes em horário laboral das 09h às 18h. A falta de respostas é quase uma certeza para quem vive ou trabalha no concelho. Nunca assisti a tamanha incapacidade de gestão de recursos para quem precisa de tratar questões do quotidiano. Não entendo como podendo serem reportados esses problemas pelos funcionários a quem manda, não sejam resolvidos a tempo de não gerarem descontentamento junto da população.

  5. O Pedrosa foi quem iniciou o cavar da sepultura para o PS cá do concelho e os meus camaradas ainda não perceberam isso, quando acordarem já será tarde…!

    • … e o Padre está dar-lhe a extrema unção.
      Um partido prestigiado ao serviço dos interesses pessoais de meia dúzia de indivíduos sem escrúpulos.

  6. Cidália, tudo a cascar nos eleitos pelo teu coração grande, assim do tamanho da marinha, cada vez mais mirrado de visão e ação. Não estará na hora de fazeres a trouxa e reformares a tua senha de presença? Olha que sim, olha que sim. Vá, nós os teus camaradas de partido, mas que não votámos em ti, empurramos-te com força! Caiu? Não faz mal, fica de joelhos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário