CaetanoCidáliaCMMG

A reunião desta semana permitiu perceber que há quem esteja desajustado na função que tem. Referimos, naturalmente, à Cidália que, como já há muito se sabe, não tem jeito para o cargo para o qual se candidatou e foi eleita. Sem ela à frente da reunião de câmara, tudo decorreu com uma naturalidade que não estamos habituados. Sem pressas, sem estar a olhar para o relógio, o Caetano surpreendeu-nos pela positiva. É assim que deveria ser sempre. Percebeu-se que os eleitos com pelouro não estavam sob pressão e puderam dar respostas com o tempo necessário. Percebeu-se também que, no que diz respeito ao Interface Rodoviário tem muito mais bom-senso do que a Cidália que teima em seguir o que lhe disseram que tinha que fazer aprovar. Num projecto que está atrasado dois anos, quer agora aprovar à pressa com a desculpa de que se assim não for se perdem os apoios aos quais a câmara se candidatou. Assustou-nos o momento em que ela afirmou que acha o projecto que quer aprovar bonito, sabendo-se que o bom gosto não é algo que abunde para os seus lados. Mas também neste assunto foi claramente ultrapassada pelo Caetano que mostrou querer resolver ouvindo todos os contributos, sem a chantagem que, de algum modo, tem pautado os últimos anos de governação. Nota-se que existe uma forma de estar de um e de outro, e até mesmo da Célia, que são opostos. No que diz respeito à obra que querem fazer no parque de estacionamento, sendo quase certo que irão avançar com ela, não podemos deixar de continuar a achar que é um erro que irão cometer, construindo no centro uma infraestrutura que em todas as demais cidades se procura afastar do centro. Aqui todos os eleitos irão ter que assumir a responsabilidade daquilo que irão aprovar, construindo mais um mamarracho no centro, quiçá para que possa fazer companhia ao mamarracho do Atrium!

 


Seguir
( 4 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

19 Comentários

  1. Acho que foi nesta reunião que a Alexandra disse que era contra a construção deste terminal da rodoviária no Centro. Pode confirmar Curioso?

    • Caro Anónimo. Fez referência à opinião pessoal que lhe custa pensar no que poderá ser o trânsito e poluição sonora. No resto subscreveu o que foi afirmado pelo Aurélio.

  2. Muito obrigado. Entretanto fui ouvir. Ela afirmou que não concorda com aquela localização. Começou por dizer que a tendência em todo o lado é para que este tipo de infra-estruturas saiam dos Centros. E justificou com a poluição e com o trânsito no centro da cidade.

  3. A tendência é para os terminais rodoviários serem deslocalizados do centro das cidades? Acham bem? Então não será por estas “defesas” parvas com argumentações de trânsito, poluição e outras que tais, que se desertifica o centro das cidades? Querem colocar o terminal rodoviário a kms de distância dos locais mais acessíveis para as pessoas? De duas uma, ou as pessoas não vão porque é longe ou as pessoas vão e é mais uma machadada para a desertificação do centro. Na verdade anda muita gente a pensar pouco e a falar muito de coisas que não sabem. O rídiculo da situação seria o ter-se de arranjar autocarros para transportar as pessoas para o terminal rodoviário.

    • Este anónimo é daqueles que julga que vai do lado certo da estrada e todos os outros fora de mão! É dos que têm cartãozinho PS e duas enormes palas nos olhos! Oh anónimo, claro que autocarros no centro traz trânsito e poluição e muitos incómodos! Com uma boa rede de TUMGS pode o Terminal ser colocado fora do Centro! O que não quer dizer que vá para longe do Centro.

      • Caro amigo. Não sou do PS e não tenho palas nos olhos. veja se ganha educação até porque ainda é de borla.

      • Para que saiba, durante muitos anos optou-se efectivamente pela deslocalização dos terminais rodoviários. A conclusão foi que erraram nas previsões e a deslocalização implicou uma maior desertificação dos centros das cidades. Acontece que os mais recentes terminais rodoviários voltaram aos centros das cidades. Como exemplo, aponta-se um aqui bem perto, as Caldas da Rainha. Isto não significa ser do PS ou ter palas nos olhos, significa opinar com base nas realidades. Isto significa não ir atrás dos outros porque sim. Entendeu ou quer um desenho?

      • Caro anónimo das 9:24, anda desfasado. A tendência é deixar as carros no perímetro das cidades e promover a utilização dos transportes públicos e mobilidade pedonal.

  4. Se ela é fraquinha ele é muito pior apesar de poder não parecer.
    Ela ainda se esforça para resolver alguma coisa e ele esforça-se apenas para dar a ideia que vai resolver alguma coisa. No final ambos não resolvem nada.
    Se com ela estamos mal com ele ficaríamos muito pior.
    Basta ver as respostas dele aos munícipes nas reuniões de câmara muito simpáticas e cordiais mas que não dão em nada.

    • Esclarecimento: ela é a Cidália. Ele é o Caetano. Ambos muito maus… muito incompetentes

      • Caro Anónimo. Não fizemos qualquer referência a competência, mas somente ao efeito da ausência da Cidália numa reunião.

  5. Caro Curioso, não acha cedo iniciar a campanha eleitoral a favor do Caetano?
    Ou a Cidália prepara-se para fazer o grande favor ao concelho renúnciando?
    Cidália, Caetano e Celia já deram provas suficientes da sua elevada incompetência,
    Somando a Alexandra, Lara, Aurélio e o(a) outro(a) ficarão na história do concelho como o pior executivo de sempre, todos os 7 ficarão responsáveis pelo retrocesso evolutivo do concelho, pela perda de fundos comunitários que jamais teremos, pela degradação dos serviços municipais, etc,etc, por tudo de mau e pela nada de bom que aconteceu e ao concelho.
    Estes 7 munícipes marihenses estarão de bem com as suas consciências?

    • Caro Observador. Não fazemos campanha. Limitámos a constatar um facto. Quanto ao renunciar, não cremos que esse momento de lucidez surja.

  6. Caro observador, diga lá então que pode fazer a oposição? Em concreto, sem demagogias de algibeira..

    • Levar a que todo o Executivo renuncie e abrir oportunidade a um outro executivo saído de novas eleições já que as de 1.10.2017 foram um grande equívoco é um logro.
      Um executivo de pessoas competentes

  7. Não poderia estar mais de acordo com o Anónimo das 13:32.
    Á oposição, com a maioria que detém e com a forma como têm sido tratada pelo executivo, apenas lhe resta essa solução.

  8. E como é que a oposição leva a que “todo o Executivo renuncie” e que haja “novas eleições? ” Isso é que eu gostava que me explicassem! É que, mesmo que a oposição chumbe os orçamentos, o PS governa por duodécimos, mas pode continuar a governar, ninguém pode obrigar a Cidália a renunciar ao cargo! E teriam que se demitir todos os da lista do PS à Câmara. Não bastava a Cidália. Tinha também que se demitir o Caetano a Célia e todos os elementos da lista. Portanto, sr. Vieirense e sr anónimo das 13h32, aguardo a vossa solução.

Comentários estão bloqueados.