CMMG

As mexidas nos quadros superiores da câmara são necessárias, mas nem sempre se conseguem perceber. Peguemos no último exemplo da alteração da chefia da DCD. A Catarina foi afastada da chefia da divisão pelo ex-presidente Álvaro e nomeado o Jerónimo. À data a câmara pagou uma avultada indemnização. Depois, em 2015, o ainda ex-presidente demite o Jerónimo. Pouco tempo depois, o ex-presidente Vicente volta a nomear a Catarina para agora voltar a ser dispensada, novamente com mais uma indemnização. Neste entra e sai, a câmara gastou cerca de vinte e um mil euros em indemnizações. Agora o Jerónimo volta a entrar, depois de ter sido afastado. Não se questionando que era uma mexida necessária, achámos estranho ver entrar quem já antes tinha saído e fomos ver as causas do afastamento. Pode ler-se no despacho do ex-presidente, em 2015, que o afastamento ocorre porque, o agora nomeado, “tem, nos últimos tempos, demonstrado não reunir o perfil adequado ao correto e profícuo desenvolvimento das competências que lhe estão cometidas, daí resultando prejuízos sérios para a gestão da organização e para o interesse público“; porque houve “incumprimento sistemático e continuado dos prazos regulamentares em matéria de atribuição de subsídios de natureza social, cultural, desportiva, recreativa ou outra, gerando dificuldades ao regular funcionamento das entidades apoiadas à boa gestão financeira dos valores orçamentados, de que são exemplo mais recente as deliberações tomadas pela Câmara Municipal nos últimos dois meses do ano de 2014“; houve “ausência de mecanismos efetivos dê fiscalização continuada, sistemática e permanente dos subsídios atribuídos, fragilizando a situação do órgão responsável pela atribuição dos apoios financeiros“; houve “incumprimento sucessivo dos prazos fixados para a contratualização dos objetivos de alguns dos trabalhadores da unidade orgânica, devidamente identificados em ata do Conselho Coordenador de Avaliação“; houve “instrução deficiente dos processos relativos à realização de trabalho suplementar no âmbito das atividades da unidade orgânica, designadamente no âmbito da Semana do Design da Marinha Grande e da Casa da Cultura-Teatro Stephens“; houve “atribuição de subsídios escolares a alunos carendados relativos ao ano letivo 2013/2014, após o termo do ano letivo (…), o que motivou a devolução parcial dos valores atribuídos (agrupamento de escolas Marinha Grande Nascente)“; houve “incumprimento de normas legais e regulamentares em matéria de atribuição de apoios“; houve “condução do procedimento de contratação dos serviços de transportes escolares para o ano de 2015 em clara Violação do dever de zelo, do dever de lealdade e do dever de prossecução do interesse público” e pela “ausência de iniciativas ou atividades com caráter sistemático e continuado, pelo menos no último ano, em matéria desportiva e de ação social, nos domínios do combate à pobreza e à exclusão social e toxicodependênda“. Concluiu que “o incumprimento das competências citadas traduziu-se numa manifesta ausência de respostas camarárias a necessidades coletivas existentes sem que para tanto exista fundamento justificativo” e pô-lo a andar. Ou seja, a Catarina não era boa para o ex-presidente Álvaro, mas servia para o ex-presidente Vicente. O Jerónimo não prestou para o ex-presidente Álvaro, mas já serve para a Cidália. No meio de toda esta indecisão, os cofres da câmara lá vão sendo abertos, mas acima de tudo fica por explicar o que leva a que se voltem sempre a contratar pessoas que antes foram afastadas e porque motivo os chefes de divisão são maus para uns e bons para outros!


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

1 comentário

  1. Caro Curioso

    Mais um prova de como funciona o aparelho partidário dos partidos de poder. Se temos uma “espécie de Presidente” incompetente, as chefias também tem que o ser.
    Os cofres da Câmara Municipal não estão cheios? Como não o gastam em obra tem que o gastar com os tachistas.
    Com os melhores cumprimentos,
    Gustavo S

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário