CidáliaCMMG

Há muito que se sabe que a Cidália tem andado com os que mandam no Pinhal do Rei, “como gostamos de chamar”, ao colo. Desde que, há um ano, houve os incêndios que tem andado a desculpar os que mandam e a justificá-los. Hoje pode ler-se que a Cidália continua a querer andar com eles ao colo. Sem uma critica ao ICNF, a Cidália assume-se como a primeira linha de defesa do Governo e do Instituto. Não era de esperar dela outra coisa já que passou um ano a dizer sempre o mesmo. Mas o que mais espanta, se é que dali alguma coisa ainda consegue espantar, é a arrogância com que questiona “o que fizeram“. Há quem diga que não foi feito nada e com imensa razão, senhora presidente. É que nada foi feito! É razão para que alguém questione a senhora presidente onde tem andado este tempo todo que não tem lido o que nos jornais e nas televisões tem sido escrito e dito sobre a inacção do Estado. Há muitos meses a Cidália afirmou que não lia jornais, mas parece-nos que é tempo de começar a fazê-lo. Pois bem senhora presidente. Os que dizem que nada tem sido feito são os mesmos que não têm como fazer porque se trata de competência do Estado, do mesmo Estado que é governando pelo partido a que a senhora pertence. Os que dizem que nada tem sido feito são os que olham para a realidade que a senhora presidente vê ser cor de rosa e todos os demais vêm ser negra como a cinza que ficou dos incêndios. os que dizem que nada tem sido feito são os que não precisam que lhes responda com arrogância, perguntando o que têm feito porque todos eles confiaram que à frente da autarquia estaria alguém capaz de governar os destinos da terra e não apenas andar a passear-se ao lado de ministros e secretários de estado. Os que dizem que nada tem sido feito são todos os que saem dos gabinetes, andam na rua e vêm que nada tem sido feito. Se o que foi feito neste ano corresponde ao que “podíamos ter feito”, então senhora presidente, desculpar-nos-á que lhe digamos que a sua bitola é totalmente oposta à dos munícipes que, pelas suas palavras, não representa. Não é apenas com apelos que os assuntos se resolvem. É com acções enérgicas, com palavras duras que se pode reclamar por aquilo a que temos direito. Não é a receber ministros, secretários de estado ou presidentes dos institutos e fazer de conta que tudo está bem que se mostra que se defende os interesses do concelho. Por isso, senhora presidente, os que dizem que nada tem sido feito são todos os que aqui vivem com excepção da senhora e que só não fazem porque não é essa a função deles porque foi para isso que a elegeram. A questão do “que fizeram” deverá ser a senhora a responder e não estar a questionar, porque nada se vê que tenha sido feito.


Seguir
( 5 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

10 Comentários

  1. Onde é que a Presidente da Câmara perguntou isso? E a quem pergunta ela isso? Não posso acreditar que a Cidália ainda critique quem tem posto a “boca no trombone” e denunciado a inércia do Estado! Foi isso????

  2. É preciso ter lata! Palavra de honra. Dizer que ela tudo fez? Para além de lamber as botas ao Governo, que fez ela? NADA! Antes pelo contrário. INERTE! MORTE EM PÉ, é o que esta mulher é. Um cancro para a Marinha Grande.

  3. Querem que a mulher comece a cortar pinheiros? Ou colocar todos os funcionários da câmara a cortar pinheiros….pode ser por aí.
    A isto chama se lobby e pouco ou nada presidente, vereadores podem fazer.

    • Caro Pedro Santos

      Independentemente da política, esta “espécie de Presidente” tem que por os interesses da Marinha Grande em 1º lugar, mas há muitas mulheres que são como os galos(teem-nos no sítio mas por dentro) o que não é o caso desta, pelo que está á vista de todos a submissão dela à inércia do ICNF e do governo acerca da recuperação do pinhal do rei.
      As limpezas que foram feitas são as obrigatórias que a lei impôs aos municípios, entre os quais a limpeza junto ás faixas de rodagem, que aliás já foram feitas em plena época de calor.
      Quanto á reflorestação efectuada pela câmara municipal, foi só espectáculo para inglês ver, até porque não existe coordenação entre os serviços camarários e o ICNF para controlar a evolução da área reflorestada.

    • Caro pedro santos. Óbvio que não queremos que comece a cortar pinheiros nem que ponha funcionários a cortar pinheiros. Já basta aqueles que cortaram e irão cortar. Ficaríamos contentes se o lobbying que deveria fazer tivesse resultados práticos e que não se ‘derretesse’ sempre que aqui vêm os políticos que num ano nada fizeram em prol da recuperação do pinhal, como se receber esses políticos ou levá-los a almoçar tivesse trazido alguma coisa de útil ou proveitoso para a terra.

Comentários estão bloqueados.