CMMG

Tem havido informação de que a Célia tem estado a desempenhar a função que tinha antes de ter sido eleita. Tem existido também a informação de que a banca de venda tem tido lá os pais que, ao que se sabe, são já reformados. Tudo aponta assim para que esteja a desenvolver a actividade que tinha antes de ser eleita com a função de vereadora, ainda que o faça de forma indirecta. Fomos dar uma vista de olhos ao que a CCDRC diz sobre o assunto e pode ler-se que “Quando o exercício de funções autárquicas em acumulação com outras actividades for em regime de tempo inteiro, o vereador perceberá apenas 50% do valor da base da remuneração correspondente a essas funções“. Ou seja, caso venha a confirmar-se que a Célia não está em exclusivo a trabalhar para a câmara ela poderá ter que abdicar de metade do que recebe enquanto vereadora. Seria, por isso, interessante que fosse tornado pública informação sobre a banca de venda, a quem pertence, quem desenvolve actividade lá e a que título estará na banca de venda durante este período de férias. E, para que não haja dúvidas, tornar as licenças camarárias e declarações de IRC públicas, já que não são publicadas as declarações de interesses dos eleitos, resolveria qualquer dúvida que possa existir. Exclusividade é mesmo isso, desempenho de função em regime de exclusividade que, neste caso, poderá não ser o caso por parte da vereadora.


Seguir
( 25 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

116 Comentários

  1. Como para tudo na vida, é preciso ter-se habilidade. No que diz respeito ao macaco, acredito que mais facilmente faz malabarismos com bananas de que ganhar jeito para outra coisa qualquer. Este pasquim provinciano tem-se revelado a forma mais acentuada de cretinice, nestes meses que, entretanto passaram. Em vez de andar a enxovalhar outros podia ter o bom senso de sair do seu próprio armário. Os leitores que lhe são mais próximos parecem não conseguir passar-lhe a mensagem de que há momentos, na vida de um travesti, em que se tem de mostrar ousadia, sair de cena e revelar o macaco que há em si!

  2. Não é azia , é uma injustiça .
    Pensam que eu quero posso e mando , não pode ser assim , tem que haver respeito pelos eleitores e pelo concelho .

  3. Não, não é AZIA.
    Há mulher de Cesar não lhe basta ser séria, é preciso parece-lo.

  4. … o Caetano também largou a anterior atividade?
    … o Nesoln também largou a agência de viagens de que se diz sócio gerente?
    … o Piscinas não tem contrato de trabalho com a Junta de Pataias?
    Consta-se que não.

  5. Como para tudo na vida, é preciso ter-se habilidade. No que diz respeito ao macaco, acredito que mais facilmente o vemos a fazer malabarismos com bananas de que ganhar jeito para outra coisa qualquer. Este pasquim tem-se revelado a forma mais acentuada de cretinice, nestes meses que entretanto passaram!

    • Caro Gislette Espirito Santo. Não percebeu ainda que os seus ataques ao que escrevemos é-nos irrelevante? Perde do seu tempo e ocupa espaço no servidor onde temos o Largo alojado desnecessariamente.

      • Querida Curiosa, pelos vistos não parece muito irrelevante! Sendo uma primata não a fazia tão sensível e afectada! Só penso como se sentirão os humanos a quem tem o costume de atirar bananas.
        Apesar de tudo, fiquei sensibilizada com a situação do tal de servidor.
        Beijinhos

  6. D. Gislllete, não se meta em assuntos que não percebe e nem inteligência tem.
    Vá ler a Maria e distraia-se com outras coisas.

    • Dom Anónimo, parece que está com inveja do macaco e também quer ser promovido a anémona!
      Vá ler a Attitude e distraia-se com outras coisas.

      • Está enganada, a forma como escreve é sintoma de pessoa limitada. Não quer ouvir o conselho é problema seu. Normalmente os ignorantes teimam em não admitir que o são. Mas poupe nos com disparates.

  7. Depois não tem tempo para o cargo que ocupa , a animação deverão uma vergonha ,não me lembro de ser tão mau , ainda ontem na praia da Vieira eram 23:10 e já não havia banda , como é possível em pleno agosto a praia ser assim abandonada , mesmo por uma filha da terra , por estas e por outras e que começam a ser persona nom grata aqui na terra , e só comentários desagradáveis dm relação a essa sra .

  8. Pois, está a ser um fiasco total. A maioria dos vierenses nem querem ouvir falar dela.
    Tristeza.

  9. Só digo uma coisa , Esta sra ocupa um pelouro (da cultura ) que é exatamente o que ela não tem .

  10. Recibos do peixe?? da banca? Negócio com atividade aberta nas finanças? Impostos em dia? Acumulação de funções? Tanta coisinha miuda por esclarecer, celinha

  11. Desde quando é que uma pessoa estando de férias não pode ajudar nos negócios dos pais? Valha me nossa sra da Agrela 🙄🙄🙄 que crime meu deus… Que crime que está a cometer a Sra Vereadora 😜😜🤣🤣🤣🤣

    2
    2
  12. Querida Célia,
    Não ligue ao que esta amostra de pasquim, que nem cara de gente tem, relata. Não gostam de ver mulheres activas e determinadas a subir na carreira. E olhe que eu sei bem o que lhe digo! A populaça fala é por pura inveja, já têm mais do que merecem. Se eles se sentem incomodados com uns carapaus, como diz o meu marido, ofereça-lhes umas bifanas e umas “mines” que eles acabam com as macacadas. Nós, as mulheres de fibra, temos de lhes mostrar quem manda. Seja forte, tem todo o meu apoio. Cumprimentos à adorável Cidália, é também uma querida.

    3
    1
    • Este travesti deve ser daqueles que vive à nossa conta e, por isso, se está maribando para o estado degradante a que continuam a levar a nossa terra.

  13. Este gislllete é uma pessoa esquisita. Burra, mistura tudo, deslumbrado com o executivo , ta tudo bem, os homens são machistas, mas o meu não, é quem manda em casa sou eu. Credo que aberração.

    • Minha Querida, aberração é estar deslumbrada com um pasquim anónimo, dirigido por um primata virtual. Ritalina com urgência ou, por este andar, ainda vai dar por si a discutir a origem da Humanidade com a Cortana!

      • Esta Gislette tipifica o votante na Cidália. Não admira que estejamos como estamos. Paz à nossa alma.
        Minha senhora, não é pelo facto de criticar o que intitula de pasquim que o que é escrito na corresponde à verdade. Infelizmente para a Marinha este parquim, como chama, é o único local onde há informação do que se passa no concelho, para seu desgosto.
        Curioso continuem. Não se deixem desmoralizar por quem apenas consegue ver a direito, como se tivesse vindo de comprar uma óculos de Alcanena.

        2
        1
  14. Caro Curioso, quanto ao seu artigo, se há suspeitas que a vereadora não está a cumprir com a exlusividade do cargo, era sua obrigação aprofundar o assunto como tem feito e bem relativamente noutros posts seus.

    Como você tem conhecimentos na Câmara Municipal poderá confirmar por exemplo a situação das licenças camarárias. Caso algo mais não esteja conforme a legalidade neste processo, aí sim poderá falar a oposição camarária para que a vereadora seja obrigada a dar esclarecimentos à Câmara Municipal porque ela é obrigada a isso, porque acredito que você seguirá este caminho e não questionar a vereadora ou a “espécie de Presidente” a solicitar esclarecimentos que nunca serão dados por essas partes.

    Agora deixar suspeitas no ar sem fundamento que contribuíram para esta peixarada que sinceramente mostra o comportamento de certas pessoas pelo contraditório.

    Não é preferível ter post mais pequenos mas com informação isenta e credível do que ter muitos comentários com esta peixarada que se assiste?

    Com os melhores cumprimentos,
    Gustavo S

    • Caro Gustavo S. Limitámos a dar a informação de que dispomos, havendo outra que poderá ser averiguada por quem tem para isso competência. Naturalmente que não escrevemos no ar, sem factos que sustentem o que afirmamos, mas não cabe a nós publicar informações de carácter fiscal, ainda que seja de vereadores, como entenderá. Mas não será difícil a quem tem por função investigar descobrir o que é notório e demonstrável sem grande dificuldade. Quanto à ‘peixeirada’ que refere, e bem, apenas poderemos evitá-la se bloquearmos os comentários.

    • Para isso agora não há tempo, agora é ferias !!!
      Depois em Setembro trata-se disso.

    • Caro(a) Anónimo(a) em resposta ao seu comentário apenas tenho a dizer que é evidente aos olhos de todos excepto aos socialistas fanáticos.
      Se temos um executivo incapaz de gerir o que lhe compete no Município, quanto mais trabalhar em articulação com outros organismos para resolver problemas evidentes.
      Com os melhores cumprimentos.
      Gustavo S.

  15. Sendo eu vieirense digo que a Celia é pessoa muito querida aqui na terra. animação de verão: há animação todos os fins de semana e até temos atividade física nos areal! Quanto à atividade quem conhece a Celia sabe que ela sempre ajudou os pais no verão! Muito bem Celia se calhar por ser vereadora devia desprezar os pais, é isso macaco ? É isso anónimo cobarde? A Celia só prova que não tem medo do trabalho e ao contrário desta cambada de chulos não precisa da política para sobreviver!

    • Caro Vieirense. A questão não está no desprezo aos pais. Acha que alguma vez iríamos escrever isso? A questão é outra, apesar de não a quererem ver. Quanto ao não precisar da política para sobreviver, é bom sinal porque está visto que para a política não tem jeitinho nenhum e iria passar dificuldades, algo que não desejamos.

    • Isso mesmo Vieirense este anónimo cobarde só é assim porque gosta de cheirar os próprios peidos cada vez que se bufa lá no anonimato!

      • Este pessoal da Vieira é mesmo bem educado e consegue manter um nível na discussão impressionante. Não há paciência.

      • Caro Anónimo dos Prazeres…

        É este o nome que vem no seu Cartão do Cidadão?
        É só para saber? Prazeres…é da parte do seu pai, ou da mãe?

    • Querido Vieirense,
      Você é um bruto, mas um bruto de boa índole, que merece toda a minha admiração.
      Continue a açoitar o macaco que ele bem merece. Como ele não tem cérebro, para perceber os disparates que faz, dê-lhe com força até lhe pelar o rabo, pode ser que assim aprenda.
      O safado “vive” escondido no tal largo das calhandrices e não tem respeito por quem trabalha e ajuda os seus.
      Bem haja, xoxo

  16. Claro que não escreveria isso , só escrevem merdas sem saberem de nada! Va trabalhar em vez de estar aqui a por em causa gente de bem e de trabalho !mediocre !

  17. Já repararam que a Célia omitiu no seu currículo que está disponível no site da câmara o facto de ser vendedora de peixe. Será que tem vergonha ou vender peixe é uma actividade menor?

  18. épa ela ja meteu aqui uma frota para fazer o contraditório, depois não tem tempo de cuidar do trabalho na câmara. Quanto ao futuro
    ta garantido no circo. as pessoas pedem para ela mentir e começam a crescer-lhe as orelhas e o nariz.

  19. Caro vieirense não duvido que ela é a cidalia sejam umas queridas, mas enquanto autarcas são uma desilusão. Não misturamos as coisas ok.

    • A Cidália uma querida? Onde? É querida quando finge que o é. Tirando esses momentos é arrogante e prepotente.

  20. D. Gislette a senhora é um cromo !
    Ao seu jeito tem uma certa razão.Este pessoal do Largo da Calhandrices por vezes excede-se e mistura política com assuntos do foro pessoal.Mas apesar de por vezes errarem, como parece ser o caso, não deixam de trazer á praça pública assuntos pertinentes respeitantes ao municipio.
    Cumprimentos

    • Caro José Antonio. Não escrevemos sobre assuntos pessoais (e tínhamos tanto sobre o que escrever). Neste caso escrevemos sobre o que tem a ver com conflito ou eventual conflito de funções

    • Cada um vende o que tem. Você pode ir vender o que tem, para a estrada da Barosa, mas veja lá, não se deslumbre e deixe lá esquecido o saco de plástico, pendurado num pinheiro.

  21. Xii, que baixessa, esta gislette, mesmo brejeira, nunca no largo assisti a isto. Que falta de educação.

  22. Sinceramente, pela primeira vez concordo em banir alguém. Desde que está senhora entrou para o largo o nível desceu a pique.

    2
    3
    • Caro Anónimo. Por ser um blog onde se escreve sob o anonimato não é possível banir ninguém. Por outro lado, ainda que fosse, acreditamos na liberdade de expressão que não só permite que cada um expresse as suas opiniões como, no caso, permite que se conheça parte do eleitorado.

      3
      1
    • Anónimas Afectadinhas,
      Queridas, se ele fosse santo as queridas seriam certamente devotas do Cardeal Cerejeira!
      Xii, desde quando é que um site anónimo que pretende desacreditar os eleitos, desta forma, teve nível? As queridas acham que se o macaco não fosse anónimo isso acontecia desta forma? Não é uma “baixessa” e uma falta de educação?
      Sinceramente, pela primeira vez parece-me que uma querida afectadinha, quando lhe tocam na “moral”, começa a revelar um prurido, que leva a sua cabecinha a concordar com umas vacinas, muito em uso durante o Estado Novo!
      Queridas, que Deus lhes valha, que a medicina ainda não encontrou solução para vocês!

      • Tá mt afetadinha Dona Espírito Santo.. será das obrigações perdidas no BES? Fale com o tio Salgado, querida

  23. Ok, então vamos ignorar este hemofraudita, vamos continuar a carregar a dobrar nos incompetentes. Então o carapau está quanto o kilo? E não está contaminado com as águas da Vieira? O freguesa…:)

  24. A Espírita Santa sabe a porco, isso sim! E como a sua conterrânea, tb cheira a peixe…

  25. Ela foi a barosa buscar o seu saco de plastico, para comprar o novo carapau
    Gourmet :):):):):)

  26. Queridos Anónimos, aproveitem o tempo a estudar história. Certamente vão apreciar Vlad III, deliciem-se, mas não se deslumbrem.

  27. Mas afinal o que se passa com a ausência de placas e com a poluição de ribeiros?
    Tá assim tão mau?

  28. Mas qual o problema??? então a Célia não pode ir ajudar a título gracioso… um negócio de família?? Sinceramente acho isto um tema pouco digno

    • Pode, mas também é legítimo que se questione. Afinal trata-se de uma vereadora a tempo inteiro.

  29. Sesinando Araujo Talvez não, mas se não houver quem questione os ‘Robles’ da política passam incólumes.

    • Largo das Calhandrices sim, mas os casos não são evidentemente comparáveis, parece-me muito forçado… mas pronto, todos os males na política fossem estes

  30. Largo das Calhandrices continuação de boas Calhandrices até porque pelo nome indica Calhandrices é o que vocês fazem. Eu tenho cara.. E vocês? Por aqui me fico.

  31. Cara temos nos, Largo das calhandrices… Sim, porque você pode entrar no meu mural e saber quem eu sou. Já esta página, esconde se atrás de um nome e lança falsas notícias!

    • Silvia Lavos Afirma que lançamos notícias falsas. Aponte algum facto que seja falso em tudo o que já escrevemos.

    • Silvia Lavos não vale a pena o esforço até porque qualquer cãozinho atrás de um portão ladra 😜😜 esta página é anti Praia da Vieira e Vieira de Leiria. Logo tiveram que levar com uma vereadora daqui 😜😜😂😂😂😂 Olha como diz a música : sou da Praia da Vieira linda terra de alegria foste a primeira junto às margens de Leiria, és semeada com Orgulho e com Amor lá lá lá lá lá lá 👌👌😊😊😊

    • Silvia Lavos as “notícias” até podem não ser falsas, mas divulgadas por um blog que esconde-se no anonimato, deixa muito a desejar na credibilidade como na maneira como se dirigem a falar das pessoas. Se fosse no jornal temo acreditar que não era escrito da mesma maneira, não é assim. Assim levanta sempre a questão de serem mal intencionados mesmo que o que dizem for verdade! São mesmo calhandrices e não podem querer ser levados a sério. Quem quer fazer um blog sério e ser levado a sério também tem que escrever sério

      • Cara Tina Maria. Não é o anonimato que transforma as verdades que escrevemos em falsidades.

  32. Afonso Almeida , meu amigo, sou da praia da Vieira, filha de peixeira e tenho muito orgulho… sabe o que faço nas minhas folgas? Ajudo a minha mãe no peixe! 😊

  33. Estamos a deturpar o essencial, o problema é que existem vereadores que vão de férias, depois de mau desempenho camarário, deixam o trabalho básico por fazer sem nenhum respeito pelos munícipes. E depois vão para a lota ajudar a família. Mas a família marinhense fica abandonada. Aquela que lhe paga o ordenado.

  34. Lamento o nível a que chegaram os comentários que acabo de ler sobre o “post” que o autor deste blogue escreveu, e que reporta sobre a vida (paralela), da Vereadora da Cultura do Município da M. G.. Quanto aos insultos trocados por alguns leitores, nem me vou pronunciar, porque era ser como ele(a)s.
    O facto de este blogue ser anónimo será uma forma de poderem ser ditas verdades sem ser retaliados… ou até proscritos.
    Não vejo mal nisso, desde que haja respeito e elevação no que se diz e escreve. Não deixa de ser patético, que quem aqui denuncia o facto de ser anónimo, também serem anónimos eles mesmo anónimo. São também aqueles que mais provocam, injuriam e se contradizem.

    O Anónimo (10.25), anterior tem toda a razão, só deveria ter férias quem merece.
    Será que a Vereadora em questão merecia ir de férias?
    Creio que sim… férias como diz a canção “para toda a vida”, para não se aproximar mais da CMMG!

    Tenham uma boa tarde…

    2
    1
    • Caro Vilas, não deixa de ser patético, mas é sempre bom saber, que há quem ainda acredite em mim!

    • Sr. Vilas,
      Não me parece muito ética esta situação do anonimato. Existem blogues, muito críticos, sobre a ação dos governantes, não apenas a nível local, como nacional, cujos bloguistas dão a cara e são respeitados, não só pelo que escrevem como pela forma como escrevem, daí que não são retaliados, muito menos proscritos.
      Sendo os assuntos pertinentes e, como diz, desde que haja respeito e elevação no que se escreve, quase poderia concordar consigo, não fosse a forma demasiado pessoal e injuriosa com que os responsáveis por este blogue tratam os nossos autarcas, o que incentiva comentários menos próprios, por parte de alguns dos participantes. Daí que, e apenas por isso, se refugiem no anonimato, não pelas verdades que possam e devem ser ditas.
      Compare a forma exemplar como, no seu “post”, se refere aos responsáveis autárquicos, tratando-os pelo cargo que ocupam e não como se fossem seus colegas de escola.
      Oxalá, os bloguistas do Largo, aprendam alguma coisa consigo!
      Cumprimentos

      • Cara Serenela. Em que é que injuriamos os eleitos? Não os tratamos pelo nome? Desde quando o facto de alguém ser eleito faz com que tenha que ser tratado pelo cargo e não pelo seu nome? Quanto ao anonimato, é estranho que o critique, mas o use!

      • Sr. Curioso,
        Não, não é estranho um participante deste blogue anónimo ou de outro que não o seja, apresentar-se como anónimo e usar um “nick name”!
        O que é estranho é um bloguista anónimo dirigir-se a cidadãos que ocupam cargos públicos, cujas ações e comportamentos polémicos, merecem ser criticados, é certo, mas que dão a cara, ao contrário dum bloguista anónimo, que quer ser tratado como se o não fosse!
        Não acha que seria, por isso, interessante que fosse tornado pública informação sobre a quem pertence o Largo da Calhandrices, evitando a suspeita de conflito de funções ou interesses, não apenas do “editor” como também dos que lhe enviam as publicações!
        Cumprimentos

      • Cara Serenela. Este blog existe desde 2010 neste formato. Não é agora que vai alterar o que quer que seja. Quem gosta visita, quem não gosta não precisa de aqui vir. Se reparar nos comentários ofensivos que nos são dirigidos entenderá a razão de permitirmos comentários anónimos e todos nós escrevermos com base num perfil não identificado. Como todos os que frequentam o Largo há muito tempo sabem que nenhum de nós tem aspirações políticas, não há problema de conflito de interesses porque cortamos a direito, seja em relação a quem for. Se não concorda com o modelo do Largo, tem apenas uma opção, não vir cá.

      • Sr. Curioso,
        Por outras palavras, o que me diz é que tenho que acreditar em si porque…tenho que acreditar em sí!
        De certa forma é o que os políticos também dizem, só que esses, são e devem ser escrutinados. Quem os escrutina também merece ser escrutinado, não lhe parece? Como é que os que os participantes do Largo das Calhandrices podem saber que nenhum de vós não tem aspirações políticas, e que não há problema de conflito de interesses? Porque sim, é essa a sua argumentação? Pelos vistos foge a uma justificação, com argumentos sérios e transparentes, recomendado-me “educadamente” …se não gostas vai-te embora! Não lhe parece ofensivo?
        Tomo a liberdade de lhe dizer que não basta querer parecer sério, é preciso sê-lo e a transparência que exige aos políticos, também lhe ficava bem, pois começo a achar que tem muita semelhança com eles!
        Cumprimentos, apesar de tudo!

      • Cara Serenela. Acredita se quiser. Os factos falam por eles próprios e nós apenas escrevemos sobre factos. Ofensivo? Longe disso. As regras do Largo são estas. Quem quer aceita, quem não quer não tem outra solução senão frequentar outro local. Relativamente a não termos conflitos de interesses, é frequentadora deste espaço há muito pouco tempo. Quem por aqui anda há anos sabe que escrevemos sem olhar a quem, o que, só por si, mostra que somos independentes. E nós, ao contrário dos políticos, não decidimos nada e, como tal, também não tornamos a vida de quem aqui vive no marasmo que eles têm conseguido transformar a terra. Mas tem razão, a ‘casa’ é nossa e quem põe as regras somos nós. Nós também não lhe dizemos como gerir a sua.

      • Sr. Curioso,
        Sim, realmente acredito se quiser, não há dúvida! Só vem a este blogue quem quiser, quem não gostar que não venha, tem razão!
        Mas não lhe parece que quem lê “as notícias” postadas, no blogue, não as comenta fora dele? Não lhe parece que isso chega aos ouvidos dos familiares? Não acha que poderão sentir o que a filha, ao os ajudar, como sempre fez, se prejudicou? Acha que ela lhes deveria ter dito, não vou ajudar porque agora pertenço ao executivo?
        Acha que descobriu um “furo noticioso” comparável ao “caso Robles”? Não estou a defender que a lei não seja para cumprir, mas é preciso ter noção das proporções!
        Como diz, os factos falam por eles próprios. Não lhe parece que podia ter relatado os mesmos factos, sem fazer referência aos familiares e à sua situação`? Bastava retirar uma frase que os factos continuavam a ser os mesmos! Muito possivelmente não tinha incentivado esta “peixeirada”! Apesar de bloguista anónimo, um pouco de bom-senso ficava-lhe bem, não lhe parece?
        Cumprimentos

      • Cara Serenela. Não sabemos quem comenta o que aqui se escreve nem onde. Quanto às questões que refere, parece-nos que sim, que deveria ter dito que agora é vereadora e que há coisas que um vereador não deve / pode fazer. Presumimos que lhes tenha dito que se iria candidatar e que foi eleita e que, com isso, há limitações que a função traz consigo. Chama-se ‘responsabilidade’. Longe de nós achar que encontramos furos noticiosos. Furo noticioso seria se descobríssemos que o local mais ruidoso da Praia tem como proprietário alguém que é filho de quem tem uma banca ao lado da da vereadora, ou dos pais aposentados, como queira. Isso seria furo noticioso. Se os eleitos não querem que familiares sejam chamados a assuntos que possam estar envolvidos, não os envolvam.
        Ser eleito acarreta responsabilidades que devem ser entendidas por quem se candidata. Não se pode querer ter sol na eira e chuva no nabal. Possivelmente achará que deveríamos ter ignorado o que se passou, como deveríamos ignorar o facto de nenhum eleito ter as declarações de interesses publicadas. No dia em que ignorarmos o que se passa com os eleitos e quais as suas acções enquanto eleitos que foram, não haverá necessidade de manter este espaço activo. Caso não tenha ainda percebido, apenas escrevemos sobre políticos no activo pois só sobre esses interessa falar. Se os eleitos agem de modo a que os seus comportamentos dêem origem a peixeirada, possivelmente não estão conscientes do que fazem e de que as suas acções são passível de serem escrutinadas.
        De que outro modo poderíamos ter relatado os factos? Ajude-nos a entender porque estamos sempre disponíveis para melhorar. As criticas que nos fazem servem para que melhoremos e não, como acontece em relação a alguns eleitos, para que nos sintamos como vitimas de ataques maliciosos. Como reconhece, apenas relatamos factos. Se os eleitos não querem que falemos, não lhes dêem origem.

      • Sr. Curioso,

        Parece que não percebeu, ou não quer perceber!
        Bastaria retirar “Tem existido também a informação de que a banca de venda tem tido lá os pais que, ao que se sabe, são reformados.” Escusava de envolver terceiros, pessoas respeitadas, que como cidadãos “comuns” certamente desconhecem as leis pelas quais se devem reger os eleitos, evitando que se sentissem atingidos, não apenas eles bem como os seus conterrâneos. Ficava apenas pelas acções da vereadora. Não alterava os factos e evitaria a “peixeirada”!

        Não estou a dizer com isto que deva existir censura à “peixeirada”, pois concordo com a liberdade de expressão, e acho que nenhum participante do blogue deva ser banido, por mais “escabrosos” que sejam os comentários, mas ao bloguista “editor”, ficava-lhe bem um pouco de bom-senso. Acredito que, se não fosse anónimo daria mais atenção ao que escreve e os factos continuavam a ser os mesmos. Não lhe parece?

        Cumprimentos

      • Cara Serenela. Mas o que sugere que omitissemos são factos. Sem eles não havia ‘noticia’. O anonimato não afecta os factos nem o que se escreve, escrevêssemos com os nossos nomes ou só com este perfil. Além de que somos vários os que escrevem sob o nome ‘curioso’ e não há outra forma de o fazer senão com um nome fantasia

      • Sr. Curioso,
        Não lhe disse para omitir factos. Apenas lhe tentei dizer que o que não era relevante, referir terceiros, desconhecedores das leis pelas quais se devem reger os eleitos!
        Também omitiu que diversos clientes da banca do peixe contribuíram para este “caso”! Poderia ter escrito “Tem existido também a informação de que a banca de venda tem tido lá a …, o …, e o., ao que se sabe, reformados” e podia até ter acrescentado “… colaborando também eles, activamente, neste horrendo atentado à lei, perpetrado pela vereadora Célia! Omitiu isto, não omitiu? Porquê? Porque não acrescentava nada aos factos!
        O anonimato pode não afectar os factos, mas certamente afecta a forma como são descritos; além de outras implicações mais graves!
        Permita-me questionar, afinal o que os leva a ser anónimos, se nenhum de vós não têm aspirações políticas, e que não há problema de conflito de interesses?
        Cumprimentos

      • Cara Serenela. Aí reside a divergência de opinião. Não nos cabe aferir se há ou não atentado à lei. Isso deixamos para quem disso possa perceber. Se há atentado à lei não sabemos já que isso cabe aos tribunais aferir. Limitámos a questionar se o comportamento não poderá ter implicações legais. Se escrevêssemos que havia um “horrendo atentado à lei” aí sim estaríamos a tirar conclusões que não sabemos se estariam correctas.
        O Largo começou anónimo e terminará com esse modelo. É simples.

    • Sr. Curioso,
      Grandes argumentações! Permita que lhe diga que tem tudo para ser político, com essa forma de evitar os assuntos.
      Retiro o “horrendo atentado à lei”, ou se preferir anteponho “eventual” mas, certamente vai concordar comigo, que os clientes adquiriram produtos na banca! É um facto, inegável e que foi omitido.
      Não lhe parece?
      Cumprimentos …e boa noite

      • Cara Serenela. É possível que tenha havido clientes que compraram, mas esses serão apenas mais uns que terão caído na conversa de políticos. Não nos parece que esses tenham feito alguma coisa censurável a não ser que também sejam votantes 😉

      • Sr. Curioso,
        Ironicamente, tenho que lhe dizer que são factos inegáveis, para mais supostos votantes, que deveriam ser sido referidos no “post”, da mesma forma que referiu os familiares da vereadora!
        Estou cada vez mais mais convencida que o facto do Largo das Calhandrices ser um blogue anónimo, pois, já sei é o modelo…, esconde mais que interesses políticos, o que levanta justificadas suspeitas da questão séria da incompatibilidade de funções! O futuro o dirá… estou “curiosa”.
        Cumprimentos

  35. Isso queria o vilas que a vereadora fosse embora , ela é da Vieira e para vocês o pessoal da Vieira é para abater!

    • Só os incompetentes, como é o caso, mas tanto faz que sejam da Vieira como da Marinha ou da Moita.

  36. Querido Anónimo,
    De todo, que não me calei! Fiquei com a caixa de correio cheiíssima e estive a responder às palavras carinhosas e de motivação de alguns dos meus “fans”! Mas o melhor, é que tive uma tarde ocupadíssima, com uma amigas que frequentavam o Largo das Calhandreiras, antigo Largo das Calhandrices. Quando voltar, de San Remo, que já não é o que era, mas pronto, prometo que farei revelações “boooooombásticas”, sobre o macaco pindérico e a quadrilha de rústicos, que lhe fornecem as bananas; vamos dar-lhe mais uns açoites até lhes arrancar o pêlo, se é que me entende. Nem imagina o que fiquei a saber! Nada sobre assuntos pessoais (e tínhamos tanto sobre o que falar). Até eu voltar, continue a dar todo o apoio à Célia, que ela merece! Beijinhos.

    • Melhor dizendo “Quem se mete com o PS leva”. O travesti Gislette é um activo membro e representante dos caciques que a todo o custo nos querem manter no atraso.
      Aproveitam tudo para se vitimizar e para ameaçar.

    • Querido Anónimo, até fico “ofendida”! Não seja rude. Ele é bem-apessoado e certamente sabe latim, mas não me queira comparar. É muito esforço para o seu neurónio. Ocupe-se antes com aquele desporto dos piquenos giríssimos a correr atrás de uma bola e não tente escrever, “perde do seu tempo e ocupa espaço no servidor …”.

  37. Muito bem só valoriza a minha forma de ver a politica, não está agarrada ó tacho, prepara o futuro sem medo. Força vereadora Celia

  38. Oh pá a sério que isto é notícia ? Uma pessoa já não pode dar uma ajuda à família . Realmente há muita falta de notícia neste país 😡

  39. Desde quando nos tempos livres / folgas / férias um político não pode ajudar / trabalhar num negócio de família ? Como é possível isto ser notícia . Cada x mais desanimada com estas gentes da terra … daí que cada vez menos o bom filho torne a casa … por favor .. comentários destes poupem me …

    3
    1
  40. Caríssimo anónimo,
    Eu vou de férias quando quiser e me der na real gana!

    Cumprimentos e boas férias.

    • Vilas meteram-te a tomar conta do largo e não tens jeito nenhum para isto. Porque nao vais de ferias?

      • Caríssimo Gerente da Agência de Viagens

        Para que saiba ninguém me colocou a tomar conta de nada, e não vou de férias por falta de tempo ! Nem tempo, nem dinheiro!

      • Vilas atao na era quando te dessse na real gana? Ou es ta incompetente que na vais de ferias ?

  41. A questão que aqui se coloca é se a vereadora moralmente pode tirar férias (e ir supostamente ajudar os pais, o que não corresponde á realidade, a banca é dela como sempre foi), e deixar o seu cargo de vereadora ao abandono, como se tem visto por ex.na animação /atividades na praia da vieira, que tem sido miserável, nunca estivemos tao mal, como é fácil de ver , basta ir á praia á noite ou falar com os veraneantes e é fácil comprovar quão miserável tem sido.
    Porque não tira ferias repartidas como o comum normal trabalhador?? e estava agora nesta altura que é a mais exigente em relação ás praias no ativo, a trabalhar e a verificar como está a correr, mas não vai para a banca durante o agosto.
    perguntam se é normal?, Não, Claro que Não, de resto pouco importa se pode se não pode , se deve se não deve, o resultado está á vista, completa miséria/vergonhoso, inqualificável.
    Ela ao se candidatar e aceitar pelouro, já deveria saber que não poderia exercer mais funções extra pelouros, desde já porque o tempo não chega para tudo e porque moralmente não é correto, ora ou não exercia os pelouros ou não vendia na banca, eu também gostava de fazer varias coisas , mas como tudo na vida temos que fazer opções.

    3
    2
  42. O anónimo das 12.43 e um completo anormal , não sabe do que fala! Informe-se o palhaço mentiroso , hipocrita e presunçoso! Tem uma dor de cotovelo, demita se ou de a cara! Tem medo? Se é verdade o que diz prove! A

Comentários estão bloqueados.