ApoioCMMGDesporto

QUEM APOIA O DESPORTO?

Todos sabemos que a Marinha Grande (M.G.) desde sempre que foi uma terra onde se pratica desporto. Mas, muito mais se poderia praticar.

Sempre saíram da M.G. atletas para equipas dos concelhos vizinhos, em especial para equipas de futebol.

Umas colectividades têm o foco em determinada modalidade e outras noutras. Por esta altura fazem-se planos para a próxima época. Preparam-se os orçamentos.

Mas aqui começam os problemas – com que dinheiro?  O dinheiro proveniente das quotizações dos sócios, mal chega para os selos de correio! É um facto! Há que procurar outras receitas. Como?  Onde encontrar quem se digne investir no desporto? É uma tarefa hercúlea… convenhamos! O Atlético Clube Marinhense (ACM), é sem dúvida a equipa mais representativa do concelho, mas os patrocinadores principais são… de Leiria!

As outras equipas, por exemplo o Sporting Clube Marinhense (SCM), tem pequenos patrocinadores … que patrocinam por amizade, ou terem filhos a praticarem desporto na colectividade.

Certamente todos sabem que por exemplo, em Oliveira de Azeméis, uma cidade com o mesmo tipo de indústria, uma só empresa patrocina muito do desporto que por lá se faz. Outras haverá… noutras cidades! Tal como noutros municípios…!

E por cá? Por cá não se passa nada! As empresas e há bastantes (felizmente), e com muito sucesso. Mas não há conhecimento de apoiarem o desporto. E porquê?

Estamos em crer porque não são estimuladas a isso. Não são apresentados dossiers (estamos em crer), com propostas sérias e bem documentadas.

As vidreiras, especialmente estas pelo volume de negócio, têm, a obrigação moral de apoiar o desporto local! Afinal é aqui que ganham dinheiro!!!

Mas outras haverá, plásticos, borracha, material eléctrico, moldes, acessórios, ferramentas, etc, etc.

As colectividades e os clubes não podem continuar a andar de “chapéu na mão” a pedir aos amigos, que peçam aos amigos que ponham um painel publicitário no pavilhão, em troca de umas dezenas de euros! Não, o desporto nomeadamente o federado, necessita de investimento! O nome da M.G. tem que ser (bem) apoiado.

Se queremos ter um desporto onde as equipas do concelho sejam competitivas e lutem por classificações de topo, temos que ter patrocínios compatíveis!

Afinal os dirigentes não pedem para eles, pedem para a sociedade!

Por último a câmara não se pode imiscuir do problema! No mínimo pede-se que pelo menos financie a compra de viaturas de transporte. É o que fazem outros concelhos e com menos possibilidades e aqui bem perto!

Mas daqui não se pode esperar “grande coisa”, basta ver o portal da câmara , no separador do DESPORTO para ver o que tem feito pelo desporto nas ultima décadas. A única coisa que podemos ver é a Carta das Instalações e da Prática Desportiva do Concelho da Marinha Grande, elaborada há cerca de 20 anos! Sintomático!


Seguir
( 15 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

10 Comentários

  1. Em vez de andarem com lamechices, procurem apoio onde de facto deve de vir. A camara municipal tem a responsabilidade directa em apoiar as colectividades desportivas do nosso concelho. Nunca vi um dirigente desportivo numa assembleia municipal a reclamar verbas.É um comodismo total, por isso não basta o lamento têm de tomar atitudes. Se de facto são tão dinamicos desportivamente então levem esse dinamismo para onde deve existir. Gostam muito de ser convidados para entrega de prémios na camara mas depois da fotografia, beijinhos e abraços tudo morre. Um conselho, organizem-se e falem forte. As empresas podem apoiar, mas somente por uma questão de ajuda social e de marketing, a obrigação principal tem de vir do municipio. Para concluir, lanço um repto, fico para ver uma manisfestação desportiva junto a camara. Ou será que afinal está tudo bem? ou têm algum receio?

  2. Embora com algumas incorrecções, no essencial o Vilas tem razão. Não pode ser como diz o anónimo anterior em que toda a responsabilidade deverá cair nos entes públicos. O Vilas está certo, então as empresas nada, é só nome, é só atestados de grande competência e depois em termos de responsabilidade social, zero. Nada tenho contra as empresas da Marinha Grande, muito pelo contrário, devem ser apoiadas pois são um factor decisivo de desenvolvimento, mas é hora de se assumirem na plenitude, incluindo pagar aos seus colaboradores nos termos da lei. Não sabiam? Ou andam todos a fingir que não vêem?

  3. É triste que continuem a estigmatizar as empresas e os empresários.
    Já imaginaram o que seria a Marinha Grande sem empresas ou empresários?
    Vão ao norte do distrito e vejam o que acontece. Ao menos não têm patrões.
    As empresas têm apoiado as colectividades, os bombeiros e as IPSS muito mais do que a ideia que nos querem transmitir. Só que não fazem publicidade disso como, por exemplo fez a Siemens de vir cá plantar meia dúzia de pinheiros.
    Provavelmente não estão para esbanjar dinheiro no marinhense para alimentar o futebol profissional sénior.

  4. Isso continuem com conversas redondas e não vão ao fundo da questão. Se querem apoio e ajuda de facto manifestem-se vão para a frente da câmara. Aqui a net só vos vai dar conversa. Aceitem o repto do anónimo anterior. Organizem uma grande manifestação.

  5. É bem verdade que a câmara tem grandes responsabilidades, quer em dotar o concelho de equipamentos desportivos, quer nos transportes dos atletas para os treinos e jogos, quer na ajuda financeira, organização ou apoio à sua realização. A câmara nas ultimas décadas não tem apoiado em nada! É um facto insofismável! Pelo contrário todos os concelhos à nossa volta têm apoiado o desporto (quer jovem, que da 3ª idade).
    Este executivo e após oito meses de trabalho, ainda nem tão pouco tem o regulamento (o famoso regulamento!!!), de apoio às colectividades!
    Creio que uma manifestação não seria para já a melhor das atitudes a tomar.
    Proponho antes a realização de uma uma reunião alargada a todas as direcções das colectividades, clubes e associações que tenham como actividade o desporto. Aí sim, poderia-se encontrar as medidas a tomar! Aconselho a visitar o portal da câmara no separador “DESPORTO” … https://cm-mgrande.pt/pages/262

  6. A câmara como é natural, tem o dever social de promover o desporto e logo a partir do 1º ciclo! E não só, não podemos esquecer o desporto sénior!
    Enquanto quem devia fazer e não faz, têm de ser os clubes, associações e colectividades a fazer.
    Não creio que seja de bom tom, realizar (para já!), uma manifestação. Seria bom, creio, que se poderia para já, fazer uma reunião das direcções. Depois se estabeleceria o que fazer.
    Mas ao mesmo tempo, creio que poderiam desde já, começar a elaborar os “dossiers” para apresentar às administrações das grandes empresas do concelho. Vidrala, BA, Iberomoldes, Eschmann, Grupo TJ, Vangest, AL, EIB, CARFI, CRISAL, TECNIFREZA, CARTOBOX, FAZCAR, IBEROALPHA, INTERMOLDE, ELECTROFER, SOMEMA, MAFEPRE, SOREP, PLIMAT, CARTONARTE, Bollinghause, BOURBON, Cadflow, … são apenas alguns exemplos, pois é necessário o envolvimento das empresas no desporto. Diria mesmo, é essencial.
    O desporto é uma forma de unir as pessoas. Mas… se ninguém for pedir é certo e sabido que não vão oferecer-se para patrocinar e apoiar!

    Nota: Já agora dê uma espreitadela no separador do portal do município VIVER – DESPORTO, ou clique no link… https://cm-mgrande.pt/pages/262 …e comente!

  7. Este pessoal ta doido, agora são as empresas também as culpadas de não haver dinheiro no desporto! Epá é preciso terem lata. Já agora…! Eu as vezes penso que tou num país de loucos.Sinceramente…Não têm a mínima noção da realidade da vida.

  8. Quem é o entendido na Camara que sabe avaliar quem merece o quê face aos resultados e ao nº de praticantes?
    Existe de facto alguem com essas competências na Camara dos 300 engenheiros e doutores do bla bla bla e da obra zero?
    Duvido

  9. Por vezes penso que vivo numa cidade de gente doida, é preciso ter lata e falta de conhecimento da realidade da vida para falar como o anónimo das 22.20, as empresas devem ser ajudadas e concorda…já agora quem as ajuda? E também já agora também são responsáveis pela falta de verbas no desporto?Era só o que faltava. Eu também sou funcionário e sei a realidade e as dificuldades que diariamente as empresas têm. Este senhor vive em que planeta? Acham que as empresas não são já sobrecarregadas com mil coisas para manterem os postos de trabalho e ainda têm de ouvir estas barbaridades. É por estas e por outras que cada vez menos existem apoios, enquanto as empresas e empresários não forem devidamente respeitados e tratados como os marginais da sociedade.
    A Marinha deve dar graças as estes herois que ainda fazem algo pelo concelho e pelo país. Cada macaco no seu galho, ao desporto o que é do desporto, às empresas o que é das empresas, não inventem. Deêm corda aos sapatos e acordem para a vida, promovam festas e encontros para realizarem dinheiro, mas como sempre, é mais facil choramigar e esperar pelo trabalho dos outros…

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário