Chegou ao destino

CuriosoCMMG4 Comentários


Há dias o Caetano disse que as placas de sinalética estavam já prontas a ser colocadas. Ao fim de muitos anos de promessa, parece que finalmente encontraram o caminho para aqui. Parece-nos, no entanto, que é algo desnecessário. Qualquer pessoa consegue saber quando chegou ao concelho. Ao longo dos últimos anos de mandato os que mandaram encarregaram-se de deixar a sua marca, marca que permite que qualquer um consiga saber quando entra no concelho. Apesar do ex-presidente ter apregoado que iria asfaltar o concelho, isso não se reflectiu no que cada um é confrontado no seu dia-a-dia. A governação PS dos últimos anos não deixou um buraco nos cofres da câmara, onde estão lá 15 milhões depositados, mas deixou um imenso buraco por todo o conselho. A imagem poderia ser de uma qualquer rua do concelho. Neste caso é apenas uma na Vieira onde nem a época balnear e a necessidade de atrair turistas fez os que mandam pensar que é preciso mais do que dizer que estão a fazer o que é possível. Pois bem, se o que estão a fazer é o máximo que conseguem, fica claro que não estão ao nível de exigência que o concelho necessita. Há dias falámos com diversas pessoas para sabermos se alguém já tinha visto os eleitos com pelouros na rua desde que tomaram posse. Ninguém conseguiu dizer que os tivesse visto. Aliás, notou-se isso na última reunião de câmara onde o Caetano mostrou nem sequer saber como estava o estado da Av. 1º de Maio que tem o seu inicio mesmo em frente aos bombeiros. Se em o que está perto da câmara ele conhece, como poderá saber do resto! Só não conseguimos ainda descobrir se o facto de não irem para a rua ver os problemas que existem no concelho – porque está visto que não é pela iniciativa dos dirigentes que os problemas se resolvem – é por mera incompetência ou se é receio de serem confrontados com os munícipes e lhes ser indicado tudo aquilo que está por fazer. A verdade é que o concelho nunca esteve tão mal servido em termos viários como está agora e é por isso que as placas de sinalética que deverão indicar o início do concelho são desnecessárias. Basta que seja dado a conhecer que quando começar a sentir buracos na estrada é porque chegou ao seu destino.


Seguir
( 5 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

4 Comentário em “Chegou ao destino”

  1. Avatar

    Oh Curioso, os Vereadores não têm tempo para andar na rua a ver os problemas, investigue onde cada um está no tempo que deveriam dedicar ao município e depois conclua.

  2. Avatar

    Há anos que não me lembro de ver a Av.1°de Maio sem remendos….
    Já agora também faço questão de lembrar a quantidade de buracos que estão na estrada do Mercado. Quanto às pinturas nas vias, estão a desaparecer, há sítios onde não se vêm nenhuns traços…. Na estrada de Leiria, na última vez que pintaram junto à firma Decorsonhos, não assinalaram a entrada/saída da rua Aprendiz Vidreiro, reclamei há um ano para a Câmara, e para as Estradas de Portugal, escreveram-me dizendo que estavam em vias de tratar dessa pintura
    O que acontece e é muito “chato” é que qd está semáforo vermelho à frente, os carros que vêm de Leiria avançam… avançam e tapam a entrada/saída …..porque falta a zebra amarela……já com ela havia distraídos …agora pior….comento este assunto porque está a fazer um ano que falei com alguem da Câmara e das estradas de Portugal e está tudo na mesma !!!

    1. Curioso

      Caro Sussu Almeida. Todos nós lembramos da estrada no estado lastimável que está. O senhor vereador é que desconhecia.

  3. Avatar

    Afinal já saíram… uma vez… para inaugurar a linha da Marinha Grande à Moita. Há falta de placas com o nome das ruas, há falta de placas de trânsito, de espelhos, os semáforos em frente do Pingo Doce na Embra está lá só para “enfeitar”…. há falta de muita coisa menos de buracos por tudo quanto é sítio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address