CMMG

Há momentos em que o silêncio vale mais do que mil palavras. Sobre a reposição de areia em S. Pedro o silêncio da Cidália é esclarecedor. Temos uma autarquia que se limita a fazer aquilo que o Estado, o Governo não quer fazer. Por momentos, enquanto tentou ir buscar uma qualquer justificação que pudesse ser aceitável, ficámos com a sensação de que o coração lhe tinha parado de bater. Não se coloca em causa o facto de dever ser resolvido o problema, mas é por demais evidente que a subserviência ao poder central é uma realidade cada vez mais difícil de esconder.

 


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

11 Comentários

  1. a questão destas reuniões não são só os silêncios são também as respostas de “estamos a pensar em fazer” ou já está previsto para vir a fazer, mas feito, feito, é muito pouco.
    é um verdadeiro manifesto de intenções

  2. Não diga isso. Ainda vai ser desmentido pelo JPPedrosa.
    A Senhora farta-se de fazer coisas. Não só ela como o ICNF.
    São uns mouros de trabalho.

  3. São mesmo uns mouros de trabalho.
    Fazem tanto…tanto… que aqui na Vieira, é necessário o Presidente da Junta de Freguesia andar em cima do trator, e de roçadora às costas, a cortar o mato e as ervas das ruas, o que demonstra que é de facto um homem de trabalho, mas corre o risco de ficar com o cognome de (Álvaro o Cantoneiro).
    Será que a Câmara não têm pessoal, ou não têm dinheiro para mandar fazer esses serviços, ficando o Presidente da Junta disponível para as tarefas para as quais foi eleito.

  4. Dinheiro tem e rodos como se vê, todos os anos a sobrar aos milhões, agora pessoal para por a mão na massa não acredito. E só doutores e engenheiros do papel, que só fazem estudos das análises e pareceres de projectos tecnico-admistrativos ,mas fazer OBRA que se veja, tá quieto tá!

  5. Quem é que disse que esta senhora é assertiva? Objectiva? Dinâmica? Ah! Ah! Ah! Basta ver este bocadinho de vídeo ( e todos os outros…)!

  6. O JPP vai fazer, a correr, mais uma redação da escola primária a dizer maravilhas da sua professora Cidália!

  7. Eu, como Marinhense e com 72 anos de vida e toda a minha familia Marinhense e conhecendo esta senhora de outras festas, só pergunto, o que ela fez de bom para esta terra? Pois passou do MDP/CDE par o partido que hoje representa para arranjar tacho pois nunca soube fazer outra coisa, não vale a pena falar dela, porque é só perder tempo, dado que só sabe enganar o povo, e este vai na labia deles todos, Cidália, ex Padre, que nem para tal serviu e do outro vice que não dá uma para a caixa e tudop o que diz é mentira.

  8. O povinho mereceu, porque votou nela. O dinheiro que se está a perder no concelho vai na casa dos milhões, mas poucos querem saber. Curioso, faça as contas aos fundos comunitários para os mercados, piscinas, escolas e outros edifícios com financiamento total que já perdemos, isto é, a custo zero para o contribuinte português!

  9. Sobre a falta de areias nas praias.
    Boa noite.
    Não temos interesse directo neste assunto, só indirecto.
    Enquanto cidadãos, que o dinheiro público seja bem investido para resolver os problemas que há.
    Além do bypass temos curiosidade em saber se de imediato podem ser aplicadas soluções menores para minimizar a falta de areia.
    É possível e viável ir buscar areia à costa onde é mais alta?
    Ou sacrificar dunas primárias?
    É viável tirar dos rios? o Lis ainda está muito assoreado.
    Podem ser montados esporões temporários? Com telas ou chapas e preenchidos com areia.
    Podem vir batelões de areia da Figueira e serem encalhados como esporões? É aconselhável também fazer esporões antes das areias caírem no canhão da Nazaré?
    É tudo muito caro? Nada resolve? Ou não foi estudado?

Comentários estão bloqueados.