CMMGTUMG

Já algumas vezes nos interrogámos sobre o que foram as opções da TUMG e da Câmara em termos da escolha dos locais de estacionamento pagos. Há locais que, não temos dúvida, não deram ainda para pagar o custo dos parquímetros. Mas ninguém se preocupa com isso até porque isso permite que os senhores da PSP gastem mais tinta. Mas o problema da TUMG vai mais além disso. Para além de ser uma empresa que dá emprego a uma candidata do PS, é uma empresa que permite que possam argumentar que os assuntos que dizem respeito àquela empresa não tenham a ver directamente com a Câmara. Só assim se consegue compreender porque motivo se mantém viva uma empresa que nada faz, que não gera qualquer rendimento e mais não é do que uma extensão da câmara, mas com uma suposta autonomia que permite que digam que é um assunto de outra entidade. O problema surge quando se vê o estado em que estão alguns locais que deveriam ser cuidados e usados por aquela empresa. A foto não precisa de comentários. Ainda assim os que mandam congratulam-se porque vão alargar uma linha à Moita como se isso fosse algo de muito substancial. Limitam-se a anunciar algo que há muito deveria estar implementado e que não o foi apenas porque a empresa municipal mais não é do que uma entidade que se limita a fazer uma gestão de merceeiro. Claro que é evidente que o PS não irá nunca questionar a acção da TUMG porque isso iria implicar poder por em causa a acção, ou inacção, de uma sua militante e candidata e, como se entende, eles não podem melindrar os seus. A verdade é que não há uma única razão que consigam dar que permita expicar a razão de existir ainda uma empresa municipal que, não fossem os subsidios da câmara, estariam há muito fechada.


Seguir
( 3 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

8 Comentários

  1. Há muita coisa que parece estar votada ao abandono … e parece que toda a gente que faz parte da Câmara é cega … ou será simplesmente desinteressada???!!! Os motoristas desta empresa também não têm quaisquer problemas com os buracos porque passam por cima deles como se de seda se tratasse … para onde vão os impostos dos marinhenses …

  2. Interrogo-me muita vez,como é que sobrevive uma empresa que todo o dia queima combustível, sem contar com os ordenados e outras despesas e, sempre que vejo passar os carros ,ou leva um passageiro ou nenhum….

    • Caro Anónimo. Não somos de ninguém e parece-nos que manter uma empresa subsidiodependente é errado. Mas ajude-nos a perceber. Que motivos existem para que não seja incoporada na câmara e se mantenha autónoma? As suas explicações pode ser que nos façam mudar de ideias.

  3. Vocês são do bota a baixo… convosco nada resistiria… E todos vós tem interesses escondidos,basta saber quem ver que são.Nao é por acaso que o Aurélio é vosso inspirador.

  4. Os autocarros (quando não são carrinhas brancas de 12 lugares sem qualquer identificação) fazem os tranportes subcontratados pela TUMG quase sempre vazios.
    Os custos para o municipio são astronómicos e só não vê quem não quer.
    Vale tudo para dar um tachinho a uma lambe botas do PS e garantir mais alguns votos nas eleições.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário