CidáliaCMMG

Hoje a Cidália foi entrevistada pela TSF e ficou clara a sua posição: aguardar “com serenidade” que o ICNF se mexa. Quem a ouve fica com a clara sensação de que a urgência é algo que não existe e se de algum modo poderíamos esperar que dela saísse uma acção enérgica, depois da forma ‘mansa’ como mostrar estar a tratar o assunto, desapareceu a esperança que poderíamos ter de que ela desse um murro na mesa. Até pela forma como dá a entrevista se percebe que poderá estar ansiosa, mas longe, muito longe de fazer alguma coisa que possa ir contra os seus amigos do Governo. Se há uns tempos havia quem dissesse que ela não largava quem não fizesse o que queria, não é isso que se conclui desta breve entrevista. Assim claramente que não vamos lá!


Seguir
( 3 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

7 Comentários

  1. Coitadinha. Coloca sempre os interesses da Marinha em segundo plano.
    Desta vez nem a boleia do Aurélio conseguiu apanhar.
    No caso do aeroporto ficou arrasca e não vi nada que me diga que tivesse dado seguimento ao que foi deliberado.

  2. Carta Aberta à sra. Presidente da Câmara da Marinha Grande

    Caríssima senhora Presidente Cidália Ferreira, respeitosos cumprimentos.

    A Marinha Grande é terra de história, de bravura, de coragem e de “Obra”…

    A senhora não possui as qualidades mínimas, à continuação num cargo que necessita urgentemente de alguém com firmeza e coragem de comandar uma tão Grande terra, como o é a Marinha.

    Assim, em nome dos meus filhos e netos, peço-lhe… Saia, por favor! não trave o futuro das gerações vindouras.

    Obrigado, pelo esforço… mas já chega! Não percamos mais tempo.

    Respeitosos cumprimentos.
    Um marinhense,

  3. Concordo… e tem o meu apoio!

    E mais, a Marinha Grande está a perder tempo que não … tem, para se modernizar, para evoluir, e para saír do estado de “letargia”, de onde não se prevê a sua saída nos tempos mais próximos!
    Até dá a ideia que a M.G. parou no tempo…! Dá a ideia não..parou mesmo!

  4. A Presidente a justificar e desculpar a inação do ICNF. Gostaríamos, isso sim, de a ouvir justificar a inação e inercia do Executivo que preside, apesar dos mais de 13 milhões que herdou dos mandatos anteriores.

Comentários estão bloqueados.