COMPETÊNCIA… PRECISA-SE!

VilasAM, CMMGDeixe um comentário


 

Assim vai a … Marinha Grande!

Depois de um interregno para manutenção desta página (manutenção preventiva, suponho), o que vem faltando ao executivo camarário, que faz tudo agindo reactivamente, e não como seria desejável, proactivamente, assistimos a duas reuniões importantes.

  1. Assembleia Municipal
    Assistimos pela primeira vez à reunião deste órgão camarário, e posso dizer que ficámos impressionados com o cariz demasiado partidário com que todos os intervenientes se exprimem e fazem as suas propostas.. Propostas poucas, e moções… muitas!
    Assistiu-se ainda ao “super deputado” João Paulo Pedrosa (vulgo JPP), a sair em defesa do executivo camarário, com unhas e dentes.

Seria necessário explicar o que a câmara gastou? Acabou dizendo que a câmara investiu muito… pois a nós parece-nos que investiu muito, mas muito pouco, atendendo às necessidades do concelho… foi pouco mais que uma gota de água no oceano!
Ficámos também a saber que todos os deputados lêem estas páginas, uma vez que muitas das proposta ou sugestões que apresentaram, já aqui anteriormente tinham sido apresentadas. Mas isso não tem mal nenhum, antes pelo contrário, só vem provar que também quem aqui escreve, está interessado e demonstra interesse no progresso do concelho.

 

A discussão sobre a atribuição de verbas às juntas de freguesia acabou por centrar grande parte da discussão… com o JPP mais uma vez a defender a sua “dama”! Coisa difícil de defender… até porque o deputado do PCP levava a “a lição” bem preparada e… estudada!

A Maria João “elogiou” a presidente por algumas coisas que pôs em prática nomeadamente a biblioteca, mas não evitou uma “reprimenda” da senhora presidente… !

  1. Reunião do executivo

Esta foi do mais intenso possível, tendo a Dª. Cidália saído pela  “porta dos fundos”, tal a forma como foi exposta a toda a vereação da oposição. E tinham motivos para tal…
A Lara teve o “arrojo” de solicitar uma explicação (instigada e suportada pela Alexandra, supomos), sobre o facto de a presidente a ter impedido de se pronunciar na última sessão sobre a Junta de Freguesia da Marinha Grande, tendo sido apresentada uma moção.
A Dª Cidália ainda teve tempo para se “pegar” com o deputado do MpM, Aurélio Ferreira.

Outra das moções apresentadas teve a ver com as declarações do ministro socialista Azeredo Lopes, sobre a não prioridade da abertura da Base Aérea de Monte Real à aviação civil, o que põe em causa o estudo mandado elaborar pela câmara e que custou os olhos da cara. A presidente mão reagiu a estas declarações ao contrário do seu colega de Leiria.

Foram muitos os cidadãos a colocar questões antes da Ordem do Dia. São constantemente e repetidamente sempre as mesmas questões: – os buracos nas estradas e a falta de condições nas escolas.

Quando, e no nosso entender, deveria ser a câmara a tomar a iniciativa de dotar as escolas com todas as condições para um bom funcionamento, São os pais que mendigam pequenas obras que nunca são executadas…!  É triste…

As festas da cidade continuam envoltas em dificuldades, devido à falta de profissionalismo da vereadora do pelouro, ou seja a Célia. Pouco mais se sabe do que a …data das mesmas!
Foi estranha a maneira como apresentou as propostas das cervejeiras para patrocinarem o evento.

É tudo feito em cima do joelho e de forma muito amadora… precisamos de um executivo mais activo e menos pro-activo… em suma…mais competente!

 

 


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Deixar uma resposta