O pagamento

CuriosoCidália, JFMG, Lara7 Comentários


Ontem a Cidália não deixou a Lara falar invocando que estaria impedida de o fazer em matéria que envolvesse a Junta. Fomos saber o que se passava e, não sendo explicável porque motivo a Cidália não justificou a sua posição naquele momento, o assunto poderá ter contornos mais graves do que à primeira vista poderia parecer. Pelo que foi possivel saber, a Lara está a ‘trabalhar’ a meio tempo no Sindicato dos Vidreiros e outro meio tempo num gabinete de contabilidade de uma pessoa bem conhecida aqui na terra e no meio automobilístico. Até aqui nada de anormal. O que não é normal é o facto de, pelo que conseguimos saber (e já é voz corrente), ser a Junta da Marinha, local de onde o partido tirou a Lara para se candidatar, quem paga o salário à vereadora, ainda que de forma indirecta. Ontem a Alexandra fartou-se de citar artigos de crimes que poderão ter sido cometidos pelos que a reportagem da TVI falou, e seria interessante que pudesse dizer quais são os artigos em que se enquadra esta situação. Claro que a Cidália tinha a obrigação de dizer o que se passa, mas, revendo-se o momento em que a palavra lhe foi tirada, dá para perceber que a Lara ficou espantada, mas que ao mesmo tempo entendeu bem aquilo que se estava a passar. Quem conhece a Isabel sabe que ela procura ajudar todos os que ali batem à porta, mas, neste caso, poderá ter-se metido numa camisa de onze varas ao querer ajudar o partido a resolver o problema que criou à Lara quando a atirou para a lista. A Junta não pode pagar salários a quem não é seu funcionário e muito menos pode envolver-se em algo tão mal elaborado quanto o que está a acontecer e é já conhecido de muitos. Claro que tudo isto, se investigado por quem tem competência para o fazer, poderá criar problemas graves a todos os envolvidos uma vez que os fluxos financeiros são fáceis de detectar e a Junta. Deverá ter sido por isto e para não estragar a possivel coligação entre PS / PCP que a Cidália ontem evitou dizer alto e bom som o que motivava a retirada da palavra à vereadora e talvez por ter percebido o que estava em causa ela não vez grandes perguntas, limitando-se a acatar a ‘ordem’. Ontem foi um deputado do BE quem, por receber de forma irregular apoios, se demitiu. Neste caso temos sérias dúvidas se os envolvidos não deveriam seguir o mesmo caminho, em nome da transparência.


Seguir
( 3 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

7 Comentário em “O pagamento”

  1. Avatar

    Tenho duvidas que o jj se metesse numa coisa dessas, e se meteu que tenhacsido tão a descarada. Digo jj porque contabilista e automóveis só há um

  2. Avatar

    Que a junta é um albergue dos comunas, já se tinha percebido. Arranjam tacho para aquela gentinha toda. Agora, continuar a dar guarida a quem já nem lá está, é o cúmulo.

  3. Avatar

    Temo que se forem investigar a fundo as contas da junta da marinha que vão encontrar muitas irregularidades.

  4. Avatar

    Pois mas há mais… a filha do dito jj também é da Junta que recebe o ordenado, dizem as más línguas.
    Mas a Cidália ao proceder daquela maneira, com certeza que tem provas documentais que atestam as ligações laborais da Lara à Junta. Sendo assim, só resta à Presidente da Câmara apresentar queixa ao M.P. para investigar esta ilegalidade e apresentar em reunião publica as provas.
    Se não for esta a situação só resta à Presidente da Câmara apresentar desculpas publicas à Vereadora Lara, porque uma Vereadora não pode exercer as funções sob suspeita.
    Pior que uma denuncia é uma suspeição.

  5. Avatar

    Cambada de dependentes da função pública. Tanto trabalho que há no privado. Porque anda esta gentalha tal como abutres a sobrevoar a política? Será importante nas próximas eleições verificar os curriculum dos candidatos e verificar quem é subsídio dependente do estado. Assim não vale é fazer batota com o povo.

  6. Avatar

    Não se esqueçam que os comunas são especialistas em se protegerem uns aos outros. São o arquétipo da seriedade…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address