CMMGSem categoria

“CARTA ABERTA À SR.ª PRESIDENTE DA CÂMARA E RESTANTES AUTARCAS.

Saberá V. Ex.ª que o executivo do Partido Socialista, o seu partido, liderado por Álvaro Órfão, lançou o projecto da Resinagem e definiu as valências que lá se deveriam radicar, com o objectivo primeiro de alavancarem a atracção de pessoas ao Centro Tradicional.
O facto de o edifício se situar numa zona com poucos residentes e de poder funcionar virado para dentro, levaram os autarcas de então a indicar como prioritários os seguintes usos:
– Duas salas de cinema na cave do Cubo de Vidro, com um acesso subterrâneo directo a um futuro parque de estacionamento no sub-solo e com a continuação do jardim por cima, a construir no local onde está o mamarracho do Quartel de Bombeiros, que teriam um novo a construir nos terrenos onde funcionou o campo de futebol da Estação.
– Bares e esplanadas a funcionar para dentro do espaço interior, abertos até às 5H00 da manhã,com a instalação de uma tela gigante para projectar espectáculos, futebol e tudo o que os promotores entendessem. A Câmara instalava e o condomínio geria.
Para a ala nascente/norte, onde existiam as charcutarias e agora há mais um auditório, estavam previstos dois pisos para escritórios de advogados, solicitadores, médicos, etc.
Para a ala nascente/sul, onde se vendia o pão, o queijo e os bolos, estava prevista a instalação das CONSERVATÓRIAS.
O espaço está lá, vazio, a apodrecer a cada dia que passa. Não precisa de obras, a não ser limpeza e algumas reparações onde a humidade degradou os revestimentos. A área é suficiente e a indicada para instalar aquele tipo de serviços.
ESTÁ MOBILADO, VAZIO, A APODRECER HÁ MAIS DE 10 ANOS E AGORA, PELO QUE LI, PREPARAM-SE PARA OCUPAR CERCA DE UM TERÇO DO RÉS DO CHÃO DO ATRIUM, INVIABILIZANDO QUALQUER USO DOS DOIS TERÇOS RESTANTES.
Não consigo perceber o que leva os autarcas do PS de hoje a desprezar e abandonar o que os seus camaradas de há 12 anos construíram e puseram de pé, assim como não compreendo o ostracismo a que votam o seu camarada e ex Presidente Álvaro Órfão, que foi só o melhor Presidente que passou pela CMMG e que muito ainda poderia dar à terra se, pelo menos, o ouvissem.
A mediocridade tem preço e paga-se cara.”

Autor: Armando Constâncio


Seguir
( 2 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

3 Comentários

  1. O Constancio a fazer “prova de vida”! E o Orfão a mandá-lo fazer queixinhas. Meus Senhores, bem-vindos ao universo PS!

  2. Já não é novidade para ninguém que a mediocridade instalada em variados lugares de decisão, por tudo que é sítio neste concelho, concelho que poderia e tinha obrigação (devia) de ser um grande exemplo para o Distrito e porque não ocupar os melhores lugares no país, em tudo o que proporciona bem estar às populações e condições para os investidores se instalarem, celeridade nas decisões que mexem com com os munícipes,,,.Na verdade o concelho da Marinha Grande, pouco tem de grande a não ser os empresários e o povo trabalhador!Fala bem o Sr. Armando Constâncio, tudo vinha bem encaminhado até o melhor presidente da Câmara, o Sr. Álvaro Orfão deixar (porquê?) de intervir na vida política e pública local, mas não esqueçamos também aquele que sem sombra de dúvida foi o melhor vereador e vice-presidente, o Sr. Armando Constâncio. Então porque há mediocridade!? Na minha modesta opinião porque os grandes obreiros e competentes (e foram muitos) do passado recente ou foram afastados uns de forma mais evidente e outros… Foi assim que chegámos aos dias de hoje, onde não há PDM, variantes, piscinas, mercado a funcionar, conservatórias sem escadarias nem elevadores, saneamento doméstico parado, ruas em mau estado, falta de passeios pedonais, falta de ZI na Moita e alargamento na Zi do Casal da Lebre, incentivos (aproveitando as valências existentes adjacentes) para que o centro histórico de continuar desertificado, etc.

Comentários estão bloqueados.