Aqui ao lado

CuriosoCasa da CulturaDeixe um comentário


Há dias, na reunião de câmara, a propósito dos espectáculos de artistas conhecidos serem feitos para poucas pessoas, o argumento que a Cidália deu foi o de que quer que aqui se possa ter o que se tem noutras terras. Graças a isso a câmara teve, uma vez mais, prejuízo com o último espectáculo. Na próxima semana o mesmo cantor virá actuar em Leiria, numa sala com cerca de 750 lugares. E aqui reside a dúvida entre o que se passa lá e o que aqui se passa. Aqui os bilhetes foram vendidos a 15 euros. Lá estão a ser vendidos a 17,5! Ou seja, que leva a que a câmara decida a fixação do preço do bilhete abaixo do que é feito numa qualquer outra sala de espectáculos. Poderia dizer-se que o custo do cantor é superior porque a sala é maior, mas nem é o caso. A lógica parece ser uma que não é fácil de entender. Não só os espectáculos vão continuar a ser feitos para um grupo muito restrito de pessoas como os preços que são praticados estão fixados abaixo do que é o valor praticado noutras salas de espectáculo. É possível que haja uma explicação para tudo isto, mas se há não a conseguimos encontrar.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Leave a Reply