Sem fazer nada

CuriosoMatas3 Comentários


Sobre a reflorestação do Pinhal do Rei, “como gostamos de chamar”, têm-se sucedido as iniciativas de particulares para promover a limpeza e para a plantação de pinheiros (e sobreiros). De um modo ou outro, a sociedade civil tem-se mostrado preocupada com o que se passa no pinhal e com a necessidade de proceder à sua reflorestação. É a câmara quem compra pinheiros, são os Rotários, são funcionários da Siemens, são os voluntários d’O Pinhal é Nosso, é o município de Lousada e até Fontenay-sous-Bois já deu dinheiro para pinheiros. Além da plantação, foram já algumas as acções de limpeza da mata. Concordando-se ou não com a forma como algumas iniciativas irão ter lugar, a verdade é que são todas iniciativas da sociedade civil. E o Estado? Onde é que está? Parte do problema com que nos deparámos foi criado por inacção do Estado e das entidades que tinham por função assegurar a limpeza do pinhal. As desculpas de falta de meios servem apenas para tentar aliviar as suas consciências pesadas face à inércia que durante anos existiu. Não havia meios para limpar as matas, mas há relatos de haver meios para que lenha fosse transportada em viaturas do ICNF para algumas casas particulares. Para isso havia meios! Agora que a sociedade civil está envolvida na limpeza e plantação do pinhal, o ICNF e o Estado continuam sentados sem nada fazer. Limitam-se a associar-se às iniciativas sem que abram os cordões à bolsa para comprar pinheiros e para que comecem a fazer o que é a sua obrigação. O Costa veio cá num discurso bonito de se ouvir, mas na realidade não se vê que alguma coisa esteja a ser feita. Houve já venda de madeira queimada, mas nem assim o dinheiro parece estar a ser investido o pinhal. Acreditamos que se o Governo fosse de outra cor política já teria havido uma acção mais musculada por parte autarquia, exigindo aquilo que começa a ser inconcebível. Com o dinheiro que já arrecadaram não procederam ao reembolso da câmara daquilo que gastou com os blocos de cimento que vedam as estradas e ninguém parece preocupado em questionar que tipo de gestão está a ser feita. Curiosamente o ICNF agora mostra-se todo colaborante e até permite que os privados ‘invadam’ o pinhal para fazer a reflorestação, mas foi esse mesmo ICNF quem chamou a policia para quase dar voz de prisão à Isabel quando ela quis fazer aquilo que era competência daquele instituto; foi esse mesmo ICNF quem ameaçou por cancelas nas estradas quando se reclamava por melhores acessos ou cobrava taxas para a realização de eventos no pinhal. Pode-se assim dizer que quem manda no ICNF pode estar descansado porque há quem faça o seu trabalho enquanto eles descansam como descansaram nos muitos anos que passaram e que deixaram que o pinhal ficasse como ficou. É por isso que custa quando alguém da câmara recebe os responsáveis daquele organismo de braços abertos como que esquecendo que são eles os principais responsáveis de tudo o que aconteceu e esquecendo o que foi o seu comportamento autista durante anos e anos. Hoje deixaram de o ser porque lhes interessa que ‘parvos’ (sem ofensa, como é óbvio) andem a fazer o que lhes competia fazer. Assim é fácil gerir o pinhal, assim é fácil prometer tudo e mais alguma coisa porque há sempre quem faça aquilo que eles devem fazer e há quem esqueça o que foi a sua postura, como que passando uma borracha no passado. Feitas as contas, o pinhal é deles quando o que lhes interessa é arrecadar verbas e nosso quando se trata de fazer o que lhes competia fazer!


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

3 Comentário em “Sem fazer nada”

  1. Avatar

    Concordo em absoluto com a opinião do Curioso, a primeira vez.
    Mas não saberá de tudo o que os responsáveis do ICNF têm feito ás autarquias e aos diversos autarcas do concelho e das freguesias e aos munícipes em geral.
    Neste momento como a Presidente tem sido “criada” desses senhores mas à custa do erário municipal, está tudo bem.
    Por acaso a Presidente já notificou e ICNF para proceder à limpeza do pouco que resta do Pinhal do Rei (como gostamos de chamar), limpeza que terá de ser executada até 15 de Março? Ou vai a Câmara, mais uma vez, substituir-se ao ICNF e limpar a mata? Gostaria de ver a notificação feita pela Câmara.

  2. Avatar

    A Cidália abana o napron e chora pelo pinhal derramado! Só conversa para passarem os 4 anos

  3. Avatar

    A minha rua não tem saneamento e não vejo a Câmara preocupada com isso…vejo sim a Câmara preocupada com assuntos que não são da sua responsabilidade como a reflorestação da mata.

Leave a Reply