CidáliaCPCJ

A insegurança, a pouca firmeza de argumentos, a falta de capacidade de argumentação levam muitas vezes aqueles que detêm o poder a exercerem esse mesmo poder para mandar calar os outros. É normal dizer-se que incompetência rima com prepotência. Hoje é de todos conhecida a forma como a presidente conduz as reuniões de câmara. Seguindo uma lógica de ‘magister dixit‘ ou de velho professor primário, a presidente usa do poder que têm para calar os demais eleitos. Depois do que se ouviu na reunião de câmara fomos tentar saber o que se tinha passado na reunião da CPCJ. A última reunião foi aquela em que a Cidália quis passar a pasta para a sua vereadora sem dar cavaco a ninguém. Isso já se sabia. O que não se sabia foi que ela usou, como era hábito, a mesma técnica do mandar calar, do conduzir a reunião seguindo a lógica do professor primário que manda calar os meninos quando não tem argumentos para os fazer ficar sossegados. Na CPCJ foi assim, retirando a palavra a alguns dos elementos que fazem parte daquele organismo, numa atitude de prepotência, sempre que as opiniões deles divergem das suas. E, tal como se previa, como não há tempo para fazer tudo, a reunião foi apressada porque haveria alguma coisa mais a fazer do que estar a cuidar dos interesses das crianças desprotegidas. Era, por isso, interessante que fossem reveladas as actas das reuniões ao longo dos últimos meses para que se pudesse perceber qual o papel que tem sido desempenhado por quem preside aquele organismo aqui no concelho, sendo esse interesse ainda maior quando se percebeu na segunda que muitas das decisões que a presidente toma o faz por que está habituada a que assim seja e não porque assim deve ser. Há uma coisa que parece poder ser bom com a mudança de presidência daquele organismo, é que pior seguramente não fica!


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

9 Comentários

  1. A Cidália e o Pedrosa tem-se servido da CPCJ para de promoverem politicamente sem que nada façam de relevante.

  2. Se é obrigatório ser presidente a tempo inteiro o Pedrosa está a tempo inteiro, podia ser ele, mas isso tem um problema, se calhar tinha que trabalhar

    • o Pedrosa manda trabalhar a Cidália e a Célia, só dá ordens, porque trabalho……nada.
      Passa pela cabeça de alguém ser a Vereadora a assumir a presidência da CPCJ, quando detém tantos pelouros e muito exigentes e trabalhosos na câmara? o Pedrosa não tem consideração nem solidariedade por ninguém, nunca fez nada na vida, viveu sempre à sombra de nomeações politicas, não era agora que iria mudar.

  3. A Elvira e ate a Maria João andaram a baterse ao lugar.
    Mas , se Fr a tempo interno, não me parece que tenha ordenado, portanto a Não não tinha tacho.
    Quem se candidata sem ordenado ?

Comentários estão bloqueados.