CMMG

Quem assistiu à reunião de câmara da passada segunda-feira apercebeu-se que a questão da gravação das reuniões ficar online depois de terminada a reunião foi algo que a Cidália não concordou. Agarrando-se ao regimento, afirmou que o que estava a ser feito era o que estava previsto e que, para haver mais do que isso, teria que haver uma proposta concreta nesse sentido. Quem não ouviu, pode ouvir a seguir. Hoje a gravação está disponível, coisa que ontem não estava. Fica, por isso, sem se perceber se estamos perante uma questão de incoerência da parte da Cidália se numa perspectiva de navegação à vista. Tudo está a acontecer porque a Cidália vai a reboque do que lhe vai sendo colocado à frente. É aliás confrangedora a forma como ela desautoriza os seus vereadores e ver a cara que eles fazem quando ela lhes tira o tapete. Neste caso, das gravações, a Cidália foi amparada pelo Aurélio que lhe sugeriu que ela fizesse algo, que não aceitou, mas que agora está a fazer! Ora, se ela afirmou na reunião de câmara que o regimento estava a ser cumprido e agora coloca as gravações online, não estará agora, seguindo os seus próprios argumentos, a ir contra o regimento? De tão cumpridora que quer ser do que está escrito no regimento cai no ridículo de depois se contrariar a ela própria. Assim é difícil saber o que esperar. Uma coisa parece ser certa, o que na segunda-feira era impossível de ser feito, hoje está a sê-lo.

 


Seguir
( 2 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

3 Comentários

  1. Não me interessa muito o que levou a esta reviravolta de 390 graus para que as transmissões das reunioes, agora já estejam online.
    Não se compreenderia muito bem, o motivo das reuniões serem vistas em direto pelo publico, e no final das mesmas serem retiradas, ou talvez se compreenda tendo em conta as trapalhadas da Presidente!!!

  2. Para quê as gravações das reuniões estarem disponíveis?
    No Yootub há filmes e documentários com mais interesse do que as as tristes figuras que vemos fazerem-se nas reuniões de câmara. Há filmes de comédia e drama, embora as reuniões de câmara sejam um misto disso mesmo – comédia e drama.
    Comédia, as tristes figuras ridículas que os atores protagonizam; a começando pelo aurélio que assume a figura de pavão, de borboleta voadora e bastas vezes de bobo; a monteiro com o seu ar de santa, saída da clausura de um qualquer convento, pretendendo assumir um papel de professora sábia de tudo; a alexandra igual a si mesma, qual vendedora de hortaliça num dos nossos mercados; a lino e a célia notabilizam-se pelo silência (pelo menos dispensam figuras ridiculas)
    Drama, o caetano com o seu ar sereno aguenta aquelas comédias ridiculas dos outros atores e a somar a isso a desautorização manifesta da chefe; a cidália, a presidenta, a figura de enfado, enjoo, frete com que suporta aquilo tudo, para alem da manifesta ignorância de todos os assuntos em discussão.
    Dispenso filmes destes. Venha o pátio das cantigas

Comentários estão bloqueados.