MargaridaPSD

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Já antes tínhamos escrito sobre isso, mas agora que as eleições passaram, não é demais voltar ao assunto até porque os resultados estão à vista. Temos uma deputada no parlamento que é aqui da terra, a Margarida. Ao longo das semanas fomos lendo, nem sempre com vontade, os artigos que foi escrevendo no jornal. Todos sobre política nacional e nada sobre o concelho. É normal que assim seja quando apenas se tem conhecimento do que acontece pela terra pelo que lhe é contado ao telefone. O resultado foi o que se viu: eleita à tangente! Significa isso que caiu por terra a ideia de que a sua presença no parlamento era entendida pelos munícipes como algo que pudesse trazer alguma vantagem para o concelho e para quem aqui vive. Ser-se político à distância tem o seu preço e o que ela pagou foi o de terem que esperar pelo final da contagem para ver se era eleita. É uma vitória, mas que deixa muito a desejar. Não conseguiu afirmar-se no concelho e isso deve-se ao facto de não só não ter sabido conquistar os munícipes ao longo dos quatro anos, como não ter a importância que em certa altura pareceu que lhe queriam dar. Subiu na política na velha tradição das ‘juves’, mas isso não fez com que isso lhe tenha dado uma posição confortável no concelho. Com o PSD pelas ruas da amargura, restará à deputada continuar a tentar sobreviver no mundo da política. Não deixa de ser irónico o facto de há umas semanas ter afirmado que o Cavaco era para ela uma referência e aqui no concelho poucos terem sido aqueles que lhe deram ‘cavaco’! Ser eleito à rasquinha conta tanto em termos de obtenção de lugar como ser eleito com boa margem, mas não deixa de ser uma lição. Resta saber se a aprendeu ou se irá continuar a estar mais entretida com os assuntos nacionais do que com os locais.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

5 Comentários

  1. O povo ignorante deste concelho nem sequer sabe que a Margarida é deputada na AR. Com 50% dos leigos a não votarem e mesmo com os outros 50% a fazerem-no maioritariamente em partidos e pessoas nas quais votaram, a ilação que se tira é que não abunda muita sanidade e consciência política, despegada de palas para os olhos, por estes lados.

    • Muito bem. Um anónimo sem pelas como ele diz. Ele é que está certo oh la la, os outros são todos burros e estão todos errados. O anónimo não nos quer dar umas lições para nós tirarmos as palas?

  2. Exatamente as noticias a forma e meios como chegaram ao público, no nosso caso está ser e fomos o principal alvo de críticas, culpa nossa? do jornal q publicou a seu geito ou do publico?. O objetivo será entender se os midia foram ou continuam revelar-se importante, não importante e se é variável de candidato para candidato. reflexão.

  3. Sape gato, infalivelmente. Ó que insecto tão exterior.
    Perceberam?
    Não?
    A culpa não é minha porque escrevo muito bem.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário